Meu Anime #20

Meu-Anime-n-20Olá! Sim, estou atrasado, mas quem me lê com frequência já se acostumou, não é? Não que isso seja algo de que me orgulho, longe disso. Ainda sonho com o dia em que conseguirei acertar a data, assistir todos os animes, essas coisas. Enquanto meu sonho não se realiza continuo apenas agradecendo a você por não apenas me ler como por perdoar esses meus atrasos.

E o que tem de novo dessa vez? Eu adoraria dar uma resposta melhor do que a que vou dar. Bom, nada, são os mesmos animes da edição anterior. Agora estou assistindo menos animes mas a semana passada foi especialmente atribulada. Fosse na temporada passada e ao invés de atrasar alguns dias essa coluna não teria saído – como infelizmente aconteceu algumas vezes.

Juntando as duas circunstâncias, alguns (vários?) dos animes na lista abaixo já não estão comentados em seus episódios mais recentes, mas o que posso fazer? Isso mesmo: agradeço-lhe mais uma vez por fazer vista grossa a mais esse “probleminha”. Mesmo que seja um episódio atrasado, ainda assim é divertido comentar sobre ele, não é? Encerro aqui as desculpas e começo abaixo meus comentários sobre os animes!

91 Days91 Days - 2_23

Episódio 2

Uma vingança bem “normal” até agora. O Angelo tem três alvos e armou cuidadosamente para um deles nesse episódio assim que teve a chance. Mas parece que não foi cuidadoso o bastante e agora está em apuros, pois o assassino da Família Orco que deveria ter morrido para conferir verossimilhança a sua história não está mais no local do assassinato. Sobreviveu e vai chantageá-lo? Alguém viu e levou o corpo embora – e vai chantageá-lo? De todo modo, Angelo nem chegou a se infiltrar direito, apenas conquistou uma confiança superficial e decidiu agir. Agora se encontra nesse enorme apuro. E o nome do anime? Em três meses – exatos 91 dias, porque se refere aos meses de abril, maio e junho – o teatro da família Vanetti estará pronto e as três famílias mafiosas da cidade estarão presentes em sua inauguração. Divertido, não é?

Nota: ????

Alderamin on the Sky

Episódio 2

Outro episódio com pouca ação. Entendo que talvez o foco de Alderamin seja mais político e estratégico, mas quem está fazendo esse anime sabe do que as pessoas gostam de verdade, não sabe? Ainda não sei quantos episódios vai ter, mas se for só um cour está demorando muito para a história “começar”. Por outro lado não é como se eu estivesse achando ruim. Acho divertido ficar pensando nas maquinações políticas que estão acontecendo, a que tipo de pressões o imperador e a família real de Katvarna podem estar submetidos, os interesses escusos envolvidos, o que a princesa sabe e o que ela pretende, e claro, o que o Ikuta pretende fazer em face de tudo isso. Por enquanto tudo isso ainda é potência, veremos o que será desenvolvido de fato. Ah, e acho que para não deixar os fãs de animes com todos os seus clichês no lugar totalmente na mão, a amiga de infância gosta do protagonista. Parece, não parece?

Nota: ???

Amaama to Inazuma

Episódio 3

Poucas coisas causam revolta tão profunda e tão legítima quanto uma falsa acusação, não é? Não é preciso ser uma criança para ficar revoltado daquela forma que a Tsumugi ficou ao ser acusada de ladra. É de atacar a bile. No caso dela foi tanto pior porque ela não tem noção completa de certo e errado, então mesmo sabendo que não havia roubado ainda ficou preocupada que talvez tivesse feito algo errado. Eu não entendo a linha de pensamento dela, mas consigo compreender que uma criança pense de formas assim misteriosas. Sobre a receita do episódio: é por isso que eu ralo a cebola ao invés de picar. E eles deveriam ter chorado quando douraram a cebola, mas deixa para lá. Aliás, é tão incomum usar cebolas assim no Japão que eles não sabiam que ela faz lacrimejar? Mas bom, esqueça tudo sobre a cebola e sobre a receita: eu frito hambúrguer congelado pronto e isso aí, hahaha! Mas bem que aquele hambúrguer caseiro à cavalo com molho de tomate parecia muito gostoso.

Nota: ????

Amanchu!Amanchu! - 2_32

Episódio 2

Um espetáculo visual! A Kohinata tem Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, não tem? Quero dizer, que ela é hiperativa e ansiosa acho que é auto-evidente, mas ela não ter percebido que a professora entrou no ônibus, passou por ela, e depois ela correu para o branco à frente da professora, só pode ser sintoma de déficit de atenção! Não que isso importe, só estou fazendo um chiste gratuito. O paralelo entre as garotas continua: enquanto a Kohinata não se aguenta querendo logo experimentar tudo o que está ao seu alcance, a Futaba continua presa ao passado e bastante temerosa quanto ao futuro e à mudanças em geral. Mas isso começou a mudar nesse episódio!

Nota: ???½

Battery

Episódio 2

Escutando bem, a dublagem de Battery está bem fraquinha, não está? O Gou está ok, o Seiha eu não sei, talvez eu só ache a voz dele irritante, mas o problema mesmo é o Takumi. Parece que ele está o tempo todo lendo, sem emoção nenhuma, entediado. No primeiro episódio eu não me toquei porque ele parecia entediado o tempo todo mesmo, mas no segundo o personagem supostamente passou por uma gama mais variada de emoções, só que a voz não convenceu. Melhor pior parte foi quando o Gou perguntou “por que você está bravo?” e eu pensei aqui “por que você acha que ele está bravo??”. Tirando isso, outro episódio forte – aliás, até mais forte que o primeiro em drama. Revelou e aprofundou o que a estreia havia sugerido: a mãe do Gou quer que ele pare de jogar beisebol, o Seiha tem a saúde muito fraca, e o Takumi está morrendo de medo de perder a mão direita – a ponto de, quando caiu no lago, ter protegido ao invés de seguir o instinto natural e proteger a cabeça. O final foi muito bom para mostrar o quanto o Takumi se importa com o Seiha, mas eu acho que foi um pouco melodramático demais. Mesmo eu sabendo que era impossível algo assim acontecer no segundo episódio eu fiquei sinceramente assustado, preocupado que o Seiha pudesse ter se afogado.

Nota: ???½

Berserk

Episódio 3

O legal de eu ter lido Berserk há muito tempo e ter parado alguns arcos depois do Eclipse (porque eu fazia questão de comprar e ler o mangá na mão e o volume seguinte estava esgotado) é que algumas coisas podem ser novidade para mim, e mesmo o que for original do anime eu não vou necessariamente ser capaz de identificar. Em resumo, é quase como consumir uma obra nova, e isso sempre é mais divertido. Pelo menos, se eu for reclamar de alguma coisa, posso reclamar dos defeitos reais, e não de “ai, tá diferente do mangá”. Se eu quisesse a história do mangá, eu lia o mangá, enfim. Gostei bastante da Farnese e do Serpico, certeza que eles vão se trombar pelos becos amaldiçoados da vida com o Guts de novo (mas talvez não durante o anime?), e parece que o reino de Midland está bem ferrado.

Nota: ???½

DaysDays - 3_8

Episódio 3

Ver o Mizuki falar bobagens sobre “espírito” e “intenção” para chutar uma bola depois de ter visto o Kazama “treinar duro” cobrando pênaltis para um gol vazio me fez ficar preocupado com a seriedade que Days vai dar para a técnica (a de verdade) no futebol. Isso não é detalhe, isso é importantíssimo em um anime esportivo. Slam Dunk é muito bom porque (entre outras coisas) ele dá atenção à técnica no basquete. Yowamushi Pedal começa a ficar ruim quando ele começa a ignorar a técnica no ciclismo e a inventar super-movimentos sem sentido nenhum. Mas logo o Tsukushi entendeu em termos técnicos e explicou exatamente o que ele havia entendido sobre chutar uma bola e eu sinto que esse risco foi evitado (por enquanto).

Nota: ???½

Handa-kun

Episódio 2

É exatamente o mesmo tipo de humor de Sakamoto desu ga, da temporada anterior. Não só o mesmo tipo, as piadas tem essencialmente a mesma estrutura – alguém disputa algo contra o Handa e acaba sendo derrotado de uma forma inesperada e tira disso uma lição de vida. A diferença positiva é que eu sei quem é o Handa e o que ele pensa, e isso adiciona uma camada a mais de humor. A qualidade da animação não é grande coisa mas para uma comédia está bom.

Nota: ???½

Hatsukoi Monster

Episódio 3

Ok, a Kaho está muito constrangida perto do Taga, como seria de se esperar. E ele não dá folga também; a hipótese dele gostar dela é plausível (e provável, isso é um harém reverso afinal e o episódio terminou com o ultra-tímido Shinohara dizendo que também ama a Kaho). Mas essa é uma mansão de loucos, não é? O Kanade é mesmo o mais normal, mas nada muda o fato de que ele ainda é uma criança. Uma que cresceu comendo fermento, mas uma criança. E a Kaho possui atração sincera por ele … Falando da outra garota, a Chiaki está me saindo uma grande intrometida, imagino se ela tem seus motivos ou só gosta de cuidar da vida dos outros mesmo.

Nota: ???½

Kono Bijutsu-bu ni Mondai ga Aru!

Episódio 2

Esse segundo episódio mostrou que Kono Bijutsubu não é um anime de uma piada só. Com os demais personagens, ou mesmo apenas entre os dois protagonistas, ele consegue criar uma série de situações cotidianas (ou não tão cotidianas assim) engraçadas. Claro que o ponto forte do anime ainda é o amor não correspondido da Usami (e sim, pelo menos o presidente do clube com certeza sabe disso), e o anime ainda mantém ambíguo se o Uchimaki sabe ou não e o que ele próprio sente pela Usami. Com o episódio dividido em esquetes é bem leve e fácil de acompanhar, acaba rápido e é definitivamente um anime bom para passar o tempo.

Nota: ???

Mob Psycho 100Mob Psycho 100 - 2_3

Episódio 2

Eu e o Clube de Telepatia já havíamos formado um laço. Eu gostava do clube, de seus membros, de sua determinação. Eu sei que foi uma piada, e foi uma boa piada, mas não posso evitar me sentir frustrado. Queria que o Mob tivesse escolhido os vagabundos e a garota maluca, mas não, ele escolheu o clube da maromba.

Nota: ???

New Game!

Episódio 2

As personagens são todas caricaturas, mas o conjunto passa a sensação de uma empresa real. Nunca desenvolvi jogos, mas sou programador, a divisão de tarefas e a estrutura das equipes não é muito diferente disso que esse episódio apresenta. A forma de agir da novata, a mais quieta, o relacionamento entre as funcionárias, entre as chefes, e entre as funcionárias e as chefes, em situações normais é tudo bem parecido com isso. É refrescante assistir um ambiente de trabalho saudável, embora um pouco melancólico por eu estar desempregado, hahaha!

Nota: ???½

OrangeOrange - 3_4

Episódio 3

Não se pode prever o futuro. Nem mesmo quando se escreve diretamente dele. Antes de assistir ao episódio li várias críticas à Naho porque ela não teria lido a mensagem na borracha na hora que recebeu. Sério que estão criticando a Naho? O que teria mudado se ela tivesse lido na hora? A Naho, aquela Naho, teria gritado “Não” na cara do Kakeru? É lógico que não. Lido antes ou lido depois, ela teria respondido da mesma forma. E como ela “sabia” que a resposta do Kakeru só seria dada após o feriado (ele disse isso!) não houve problema algum com a forma de agir dela. Se for para apontar um “errado” ali foi o Kakeru, que traiu a expectativa da Naho – mas como era só expectativa não dá para chamar realmente de erro. Acredito que nesse caso específico saber do futuro só garantiu que ele se repetisse. Saber que o Kakeru havia se tornado namorado da Ueda só deixou a Naho nervosa, a ponto dela não ter percebido quando o Kakeru perguntou se ela gostava de alguém que aquilo poderia ser um sinal de que ele na verdade gostava ou pelo menos estava interessado nela. Ao mesmo tempo saber que o Kakeru havia desistido de entrar para o Clube de Futebol na outra linha do tempo e que na dela não precisou fazer esforço algum para evitar isso (mentira, já havia feito, como talvez ela mesma tenha percebido) a deixou super-confiante de que poderia mudar o futuro facilmente e de que as cartas já não diziam necessariamente o que ia acontecer. Nervosismo e excesso de confiança não poderiam levá-la a lugar nenhum mesmo, e não levaram. A outra parte do episódio, relacionada a essa, com os personagens do futuro, indica que no momento em que a cápsula do tempo foi enterrada o Kakeru já havia decidido se suicidar. Quando será que isso vai acontecer? O que o levará a essa decisão? E esse momento de escavação é anterior à reunião para a visita ao cemitério que apareceu nos episódios anteriores, não é? Último mistério: será que estamos lendo a carta antes ou depois da própria Naho? Acredito que seja sempre depois, mas vai saber.

Nota: ????

Re: Zero Kara Hajimeru Isekai Seikatsu

Episódio 16

Já deve ter lido muito por aí sobre como o Subaru é péssimo em negociação e etc. Todo mundo está falando isso. Li nas redes sociais, li em blogs. Mas isso não me chama a atenção. Quero dizer, o Subaru é um hikikomori, um recluso social, me causaria estranheza e chamaria atenção é se ele soubesse negociar, assim como sempre estranho suas habilidades física e atlética embora tudo o que ele fizesse antes de ir para aquele mundo fosse um pouco de exercício em seu próprio quarto. Já estranhei suas habilidades sociais também até entender que aquilo era só uma máscara, aquela era a forma muito particular do Subaru lidar com sua inaptidão social – ele não estava sendo uma pessoa social, ele estava sendo uma pessoa super solícita, uma forma de se agarrar às pessoas que lhe dão atenção. Ele quer ter amigos e um círculo social, afinal, ele apenas não conseguiu construir o seu próprio antes por razões pessoais (e provavelmente sociais do Japão contemporâneo também). Então eu definitivamente não estranho que ele seja incapaz de negociar, especialmente sob severa pressão, como estava, e sem dispor de nenhum trunfo. Mesmo quando consegue alguma coisa ele não sabe lidar direito com isso, como foi no caso da negociação com a Anastasia, em que ao invés de tentar valorizar mais as informações que tinha para tentar ganhar mais que uma carroça ou tentar vender mais informações (mesmo que fosse um blefe), ele sentiu o orgulho ferido e quase abriu mão do pouco que ganhou. O único tipo de negociação que ele aprendeu a fazer foi a comercial: com dinheiro ele conseguiu contratar uma caravana de caixeiros-viajantes para remover a população da vila. Mas claro que ele não contou a eles os “detalhes” sobre a operação.

Nota: ???

Regalia: The Three Sacred StarsRegalia - The Three Sacred Stars - 2_5

Episódio 2

Essa porcaria é hilária! O episódio já começou muito bem, veja só: em um pronunciamento oficial à imprensa após um evento grave, um repórter decide perguntar quais são as medidas do corpo da imperatriz, que, lembre-se, é uma loli. Horrível, não é? Mas piora: ela responde! A partir daí o episódio já caiu para zero na minha classificação e nunca mais se recuperou – note que isso foi a primeira cena! E o anime ainda tenta transformar isso em enredo sério. “Serviu para fugir do tema” dizem os conselheiros do reino, “foi para te manter de boca fechada sobre as regalias, não acredito que você respondeu!”, diz o vilão do episódio. Mas o momento de absoluta comédia, que me fez pausar para gargalhar por quase um minuto, foi quando outra loli, que eu sei lá quem é, pediu a loli imperatriz em casamento, no meio da rua! Pra quê? Não entendi nada! Outras piadas dignas de nota: é justamente para evitar essas abordagens criminosas que a loli imperatriz sofreu da Ingrid e do Johnny que chefes de estado andam sempre com escolta, tanto ostensiva quanto à paisana, e não como cidadãos normais quando todo mundo sabe que não são. Existe um limite para querer parecer “gente como a gente”. Parece que teremos pelo menos um shota também, não só lolis. É isso aí, tenho certeza que o público desse anime curte uma diversidade. E eu juro que não sonhava que um dia assistiria duas lolis dormindo de conchinha em um anime que não fosse hentai.

Nota: ?

Rewrite

Episódio 3

Parece que o protagonista juntou “por acaso” um grupo de garotas com super-poderes. E talvez o super-poder de todas elas seja o mesmo que o dele, ou algo muito parecido? Ele pode modificar partes do corpo dele de acordo com sua vontade, mas as modificações não podem ser desfeitas. Se ele modificou pés e pernas dele para poder correr e dar super-saltos nesse episódio, ele irá continuar assim para sempre. Aí entram as outras garotas. A transferida é super-forte e tem um mordomo que foi quem o salvou do monstro que o perseguiu. A loirinha esconde um dos olhos porque sua cor é diferente (foi modificado?), conhece um bando de caras que parecem manjar dessas coisas todas de monstros e curou um ferimento na mão dele. A representante de classe esconde as mãos por baixo de luvas o tempo todo e também parece ser super-forte ou tem algum outro atributo em seus socos que afetaram o protagonista mais do que seria o esperado. E a presidente do clube, como visto no episódio anterior, tem o super-poder de ser super-rica e super-influente (ok, no caso dela talvez seja só dinheiro mesmo). Eu poderia começar a interpretar como as mudanças permanentes que jovens adolescentes adquirem quando assumem uma responsabilidade são uma metáfora para o amadurecimento, mas ainda está muito cedo, deixarei para falar disso mais para frente caso a série mantenha esse tema vivo.

Nota: ???

Servamp

Episódio 2

O menino rico e frágil adotou e deu nome para uma borboletinha, que bonitinho! Pena que a borboleta é o servamp da luxúria e o moleque tem uma personalidade horrível, mas gostei dos personagens. Sobre o oitavo servamp, é divertido que eles sejam associados aos pecados capitais e ele seja associado à melancolia. Nem sempre os pecados capitais foram sete, e já houve versões da lista de pecados capitais que incluíam a melancolia entre eles. Strike Tanaka (o autor ou autora ou sei lá de Servamp) está fazendo bem sua lição de casa, hehe. Criar um vínculo entre o vilão e o protagonista foi muito interessante também, e o que foi aquela cena final? Por um instante eu quase tive certeza que o Sakuya era o Eve do Tsubaki. E bom, talvez seja? Seria bem trágico. Gosto de tragédias.

Nota: ???½

Tales of Zestiria the XTales of Zestiria the X - 2_21

Episódio 2

O episódio foi legal mas … não foi um pouco devagar? Tudo o que aconteceu nesse episódio foi o chamado para a aventura. A Alisha ficou o episódio inteiro choramingando, o Sorey ficou o episódio inteiro apoiando ela, o Mikleo ficou o episódio inteiro apoiando o Sorey, e os demais serafins começaram o episódio desconfiados mas logo passaram o resto do episódio compreensivos com a situação da Alisha e com o desejo do Sorey de apoiá-la emocionalmente enquanto ela precisasse. Isso poderia ter sido evitado? Certamente! Puxasse a invasão do infernal para o meio do episódio. Quero dizer, de todo modo a ficha demorou pra caramba pra cair pro Sorey, não foi? De que o infernal estava atrás da Alisha. Essa parte da história não foi muito boa, então não seria má ideia se fosse diferente. A luta foi divertida embora curta, continuo gostando da Alisha e agora até acho o Sorey simpático. Torço para que esse episódio devagar seja só pra valorizar o que vem depois, e não o ruim e velho roteiro lerdo padrão ufotable.

Nota: ???

Fabio está atrasado com seus animes, mas adivinhe só? Adicionou mais um à lista.
Ele tem seu próprio blog e você pode encontrá-lo no facebook também.