O que vai mudar na indústria anime!!!

Netflix agressiva, estúdios de animação cheios até 2020, o que vai mudar na indústria anime!

Ainda hoje noticiámos que o mercado anime registou o ano passado lucros recorde e que grandes plataformas como a estão a dispostas a investir bilhões na produção de anime. O mundo anime tal como o conhecemos está prestes a entrar tal como afirmei num vídeo o nosso canal de youtube numa nova era e vários produtores anime em declarações recentes ao The Hollwood Reporter compartilham essa opinião.

O paradigma de como os animes são produzidos está a mudar devido ao dinheiro injetado por companhias como Netflix, Crunchyroll, Amazon e Apple Studios e os produtores anime explicam-nos como isso está a afetar o seu trabalho.

Dinheiro vai diretamente para os estúdios de animação.

Uma das grandes mudanças está no financiamento que vai diretamente para os estúdios de animação em vez de ir para os comités de produção.

No modelo antigo: Envolvendo entre 5 a 15 empresas, os comités ajudam a compartilhar os custos e riscos, além de oferecer às agências de publicidade, estações de TV e jornais uma participação no sucesso da produção e um incentivo para promover a obra.

As produtoras frequentemente endividavam-se para produzir uma série anime e o lucro vinha mais tarde com a venda de merchandising como figuras, DVD/BD, CDs, etc.. mas com a chegada destas grandes plataformas as coisas começaram a mudar

Netflix é a mais agressiva, estúdios cheios até 2020

Joseph Chou, um produtor da Toei Animation para a futura série anime Knights of the Zodiac: Saint Seiya afirmou:

Ultimamente, os mídia têm atacado a indústria anime sobre as condições de trabalho; as estações de TV também têm relatado sobre isso, mas são as grandes culpadas… A Netflix está a restaurar isto para um modelo de negócio sano. Estamos a olhar talvez para uma margem de lucro de 15% em vez de uma perda de 5%

Vendas de DVD/BD vão deixar de ter impacto na decisão de continuação ou não de uma série anime

Tal como já referi anteriormente no vídeo o modelo das séries anime vai passar a seguir o modelo das série live-action ocidentais, ou seja, uma série não vai estar pendente da venda de merchadising mas vai estar muito dependente do share que conseguir. Companhias como Netflix, Crunchyroll e Amazon vão estar atentas aos animes que provam ser populares e com mais expectadores, pois serão essas series que vão atrair mais subscritores dos seus serviços.

Chou acrescentou:

Há a Netflix, Amazon, Crunchyroll e Apple Studios conversando com as pessoas, bem como rumores de que há outro jogador importante que se vai envolver… Todos estão a lutar para se encontrar com todos, mas a Netflix é a mais agressiva.
Ainda não é uma bonança ou uma bolha, mas quase todos os estúdios estão totalmente reservados até 2020

Kotaro Yoshikawa, o VP da revelou que:

A Netflix está a produzir versões dubladas em vários idiomas e legendas em mais de 20 idiomas, com um lançamento para cerca de 200 países de uma só vez, algo que não conseguimos fazer…
Não há uma estação de TV envolvida para dizer o que é preciso ser feito para fazer algo de bom para a transmissão… Embora ainda possamos fazer ajustes, como reduzir a quantidade de sangue na tela, para versões que serão transmitidas na televisão…

As plaformas de streaming conseguem naturalmente ter uma maior liberdade criativa sem se preocuparem com o “politicamente correto” que tradicionalmente limita as exibições nas TVs de canal aberto. Companhias como a Netflix, a HBO com o seu Game of Thrones, a AMC com o seu The Walking Dead, a Starz com o seu Spartacus, nunca fugiram de mostrar cenas controversas e que noutro local facilmente seriam censuradas.

Com a globalização dos animes vamos igualmente começar a verificar uma mudança da temática dos animes uma vez que o mercado ocidental vai começar a ter o mesmo peso senão maior que o nipónico. Muito provavelmente veremos uma diminuição dos animes moe e slice-of-life e vão começar a surgir com cada vez mais força animes repletos de ação abordando também sci-fi e histórias mais desenvolvidas.

Menos censura… animes vão começar a seguir preferências dos ocidentais

Keiichi Hara, o diretor de foi mais prudente nas suas declarações:

Eu trabalho em produções comerciais, então, inevitavelmente, recebo instruções de empresas, como estações de TV, sobre a história, etc…. Quando eu era jovem, eu realmente ficava zangado com isso. Mas trabalhar de maneira a manter essas pessoas felizes tem sido a fonte de algumas ótimas ideias… Esse tipo de pressão realmente ajuda a criatividade de certa forma.

Com as grandes companhias a aperceberem-se do quanto lucrativo pode ser o mercado anime o “Status quo” da industria vai definitivamente mudar e só o tempo o dirá se para melhor ou pior, mas uma coisa é certa, nunca foi uma melhor altura para se ser fã de anime como agora…

Subscreve
Notify of
guest
42 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Alex
Alex
13 , Julho , 2019 2:55

Conclusão: Os animes vão melhorar e o mercado vai crescer.

カルテル
カルテル
13 , Julho , 2019 2:56

Passado estes anos todos , é muito bom saber que a industria relacionada com os animes, vai ganhar uma nova dimensão.

O que mais me impressionou nas séries e filmes de animação japonesa foram a lógica , o facto do que se “vê” ter algum sentido e a “essência japonesa” .

Tudo tinha uma explicação senão tivesse no anime estava na manga , portanto as coisas de uma maneira ou de outra faziam sentido , as personagens tinham personalidades especificas. Certos animes eram complexos na sua lógica , as personagens interagiam de uma maneira sentimental ( dava para perceber que havia ali uma ligação) .

“animes vão começar a seguir preferências dos ocidentais” temo que esta declaração mude completamente os 3 factores dos quais mencionei anteriormente. Ao meu ver já se começa a notar essa mudança no anime Dragon Ball Super.

Se assim for na minha opinião é uma pena , deixo de ver Anime e ler Manga dos que vão sair.

Davi
Davi
13 , Julho , 2019 2:56

O Castlevania da Netflix eu achei mediano, seja no traço quanto na história, eu ainda prefiro o design dos japas, espero que Saint Seiya não tenha um traço tão ocidental.
E que faça sucesso pra termos EpiG animado, e quem sabe LC pra calar os fanboy de vez.

Marcio Hoglhammer Moreira
Marcio Hoglhammer Moreira
13 , Julho , 2019 2:56

Segundo o UOL, Melodias& cia tão fazendo a festa na Netflix BR ^^

Shiba
Shiba
13 , Julho , 2019 2:56

É bom ver que a industria de animes esta ficando cada vez mais popular. Só tenho medo de que a essência japonesa acabe se perdendo com esse crescimento global.

Jorge Murilo
Jorge Murilo
Reply to  Shiba
13 , Julho , 2019 3:51

Nao vai confio neles,e povo daqui nao vai deixar tbm

Stefhany Minimundos
Stefhany Minimundos
13 , Julho , 2019 2:56

“Muito provavelmente veremos uma diminuição dos animes moe e slice-of-life”

Para ter muito mais anime de Harem e Ecchi, que sempre faz sucesso entre os ocidentais.

Stefhany Minimundos
Stefhany Minimundos
13 , Julho , 2019 2:56

Eu gosto do investimento que estão fazendo nos animes, mas começar a seguir o gosto ocidental não acho que vai ser bom, as obras seguem o gosto dos japas e seus fetiches, se começar a seguir o gosto dos ocidentais, vai tornar os animes bem diferentes do que são hoje.

Paulo Jardel
Paulo Jardel
13 , Julho , 2019 2:56

Realmente, me parece que estamos vivendo um momento histórico de virada no mercado de animes.

Kaetokiha
Kaetokiha
13 , Julho , 2019 2:56

Sempre tem o lado bom e ruim em uma mudança, mas eu espero q venha mais coisas boas q ruins.

Eu tbm acho q anime MOE e puro fanservice irá diminuir e animes de ação aumentarão, mas isso não é tão ruim. Contanto q um genero não seja totalmente esqueci não vai ser problema. MOE e fanservice tem demais mesmo então se diminuir um pouco com certeza aind avai sobre bastante.

No caso de sci-fi e animes com mais historias eu discordo. Sidonia ta aí pra provar com 3 temps. Blame tbm é outro anime sci-fi q vai ter sua continuação. Não acho q esse tipo de anime vai diminuir MAIS do q já diminuiu.

Davi
Davi
Reply to  Kaetokiha
13 , Julho , 2019 3:51

Ele não disse que animes sci fi e com histórias melhor desenvolvidas vão diminuir, e sim aumentar. Os animes de puro fan service que vão diminuir.

Kaetokiha
Kaetokiha
Reply to  Davi
13 , Julho , 2019 14:18

Tem razão. Sei lá como eu vi isso.

erick
erick
13 , Julho , 2019 2:56

Ficam falando muito, sobre a “ocidentalização” dos animes, mas a maioria dos melhores animes seguem uma trama parecida com muitas obras ocidentais ou com alguma característica que se foca muito no ocidente (Psycho-Pass sobre uma futura sociedade, Steins;Gate com sua maquina no tempo e seus efeitos e vários outros), as únicas características que não se vê no ocidente é o género ecchi com um bando de mulheres com a capacidade mental de um animal em calor e de um protagonista indeciso, pervertido e com uma personalidade fraca, outras características que podem desaparecer totalmente é o incesto, o “moe” para os lolicons, entre outros que são considerados nojentos aqui no ocidente e são tido como doenças psicológicas, de resto vamos ver uma quantidade bem maior de obras fodas como as mencionadas anteriormente.

Juan Duarte
Juan Duarte
Reply to  erick
13 , Julho , 2019 3:51

discordo que essas obras como Steins;Gate seja algo como ocidentalização, os ocidentais não inventaram esse gênero, digo isso pq os japoneses já possuem uma tradição de animes adultos com ação, como Cowboy Bebop ou a franquia Ghost in the Shel, nós frequentemente temos animes com temáticas semelhantes, mas infelizmente por alguma razão apenas o moe chama atenção, assim como quando pessoas falam mal de mangás pegam imagens especificas de mangás moe.

erick
erick
Reply to  Juan Duarte
13 , Julho , 2019 14:18

Eu sei sobre Cowboy Bebop e Ghost in the Shell, mas se reparares eles são baseados em obras do OCIDENTE, o autor de Ghost in the Shell buscou inspiração no livro The Ghost in the Machine do Arthur Koestler ou Cowboy Bebop que dos vários generos que foi baseado entre eles estão western e pulp fiction e tem várias similaridades com o cyberpunk de William Gibson, muitas outras obras devem ser similares.

D-chan
D-chan
Reply to  erick
13 , Julho , 2019 3:51

Desde quando Moe significa obra pra lolicon? E eu nem sou fã desse estilo, mas o problema da Ocidentalização eh que pode tirar a essência nipônica, por exemplo Slice of Lifes. E sobre as melhores obras sem as com temáticas estilo ocidente, basta ir assistir as obras ocidentais já existentes lol, não que elas sejam ruins, mas se há duas indústrias produzindo coisas diferentes, pq exatamente iríamos querer que fique tudo igual?

As produções japonesas tem seu estilo e as ocidentais também, eu só não quero perder a essência

erick
erick
Reply to  D-chan
13 , Julho , 2019 14:18

Eu falei “moe” mas no sentido de que existem obras onde os caras explicitamente querem meninas parecendo uma criancinha, animes de “moe” que focam-se em ídolos até e de boa os outros é que não.

Maxwell Garcia
Maxwell Garcia
Reply to  D-chan
13 , Julho , 2019 14:18

O que pode ocorrer é um aumento de certos tipos de obras, mas o mercado oriental continuará sendo um mercado muito importante, por isso obras como slice of lifes e moe não irão deixar de existir. A industria irá crescer e terá mais obras de acordo com o gosto ocidental, mas achar que eles deixaram de investir completamente no mercado oriental é ridículo! Isso não irá acontecer. Veja bem, não é uma mudança completa de direção da industria, mas sim um crescimento com foco no mercado internacional.

/B/ - Ghost
/B/ - Ghost
13 , Julho , 2019 2:56

Não vou mentir, isso dá medo… Num mundo onde animes Ecchi/harém estão ridiculamente em alta por serem uma forma “segura” de conseguir popularidade (a ponto de de vez em quando lançar algum anime que é praticamente hentai), uma mudança é definitivamente necessária, mas como a maioria de nós deve saber, mudanças são assustadoras, principalmente quando não sabemos o que elas trarão… E no momento, em meio a vários medos, o que mais se destaca é o que já foi citado em outros comentários acima/abaixo: A ocidentalização dos animes… sinceramente, esse um dos maiores medos que já senti na minha vida (como podem perceber, a negatividade é forte em mim).

Jorge Murilo
Jorge Murilo
Reply to  /B/ - Ghost
13 , Julho , 2019 3:51

Confio nopovo japones e seu forte nacionalismo

/B/ - Ghost
/B/ - Ghost
Reply to  Jorge Murilo
13 , Julho , 2019 14:18

O que eu desconfio mesmo é a humanidade em geral, principalmente quando há dinheiro envolvido.

Stefhany Minimundos
Stefhany Minimundos
Reply to  /B/ - Ghost
13 , Julho , 2019 3:51

Ecchi/Harém são tão ou mais populares que aqui do que la, qualquer obra assim por aqui fica entre os mais visto e la muitas vezes não.

/B/ - Ghost
/B/ - Ghost
Reply to  Stefhany Minimundos
13 , Julho , 2019 14:18

No brasil eu sei, mas estava esperando que pelo menos no nosso querido Estados Unidos esse gênero não seja tão popular assim.

Jorge Murilo
Jorge Murilo
Reply to  Stefhany Minimundos
13 , Julho , 2019 14:18

Sim,e so ver no youtube as thumbnail de ecchi que coloczm,e views(facilmente chega a milhoes)

Lucio
13 , Julho , 2019 2:56

Menos moe e slice of life? Ai não….são os gêneros mais divertidos de assistir pra mim, ai vc me fode.

Davi
Davi
Reply to  Lucio
13 , Julho , 2019 3:51

Ele disse menos, e não a extinção deles.

Lucio
Reply to  Davi
13 , Julho , 2019 14:18

Mas já nem tem tantos quanto eu queria.

Charles
13 , Julho , 2019 2:56

Como comentei em alguma outra matéria do site tem tempo: Logo mais o mundo todo vai decidir o que vai ter continuação ou não, não só os japoneses. E claro que isso vai influenciar os autores japoneses no que criar. Da mesma forma que isso pode ser algo bem legal, fazendo variar ainda mais os gêneros de obras, e bons animes tendo continuações, também pode acabar tendo algum efeito negativo. Como disseram em outros comentários aqui, as obras podem acabar ficando ocidentais demais, podemos ficar empaturrados de animes de ação, perdendo os outros gêneros e por aí vai… O jeito é ser otimista e torcer pra dar tudo certo.

Jorge Murilo
Jorge Murilo
Reply to  Charles
13 , Julho , 2019 3:51

E torcer

Juan Duarte
Juan Duarte
13 , Julho , 2019 2:56

Pessoalmente acredito que haverá mudanças, mas nada drástico por enquanto, digo isso pq mesmo se a Netflix e outros serviços de streamings participem da produção de alguns animes, ainda eles dão destaque para a exibição nacional na TV, apenas temos que ver como há varios animes que estreiam primeira na TV japonesa antes de ir para a NETFLIX, ou em caso onde a Crunchyroll pegou uma versão com censura e mal editada para exibir, enquanto a melhor versão foi para a TV, isso aconteceu com Sin Nanatsu no Taizai (Crunchyroll ) pegou a censurada, e Yuri no Ice.

Tensai Kuro
13 , Julho , 2019 2:56

“Menos censura… animes vão começar a seguir preferências dos ocidentais”

Essa frase tá muito errada, o povo ocidental é o que mais censura as coisas, principalmente animes…

Juan Duarte
Juan Duarte
Reply to  Tensai Kuro
13 , Julho , 2019 3:51

eu acho que o que ele quis dizer é que devido a plataforma digital, animes podem ser distribuídos no ocidente sem a censura da TV ocidental, a TV aberta japonesa permite que animes possuam sangue jorrando e até piadas sujas em algum nível, podemos ver isso em Gintama na TV Toquio e em One Piece ou algum outro anime da Noitamina (Inuyashiki) na Fuji TV, e no canal AT-X podemos ver animes R-15 com violencia explicita como atualmente temos com Osama Game ou Junni Taisen ou series quase hentais que mostram mamilos em peitos. Mas esses tipos de animes são muito difíceis de vender para a TV ocidental, já que aqui ainda existe a mentalidade que isso é desenho e é para crianças. Mas a plataforma digital concerta isso.

Também há o caso aonde a censura acontece apenas para incentivar a pessoa a comprar os DVDs, como no caso onde Drifters passou na TV aberta sem censura mostrando cabeças voando e pessoas sendo cortadas ao meio e Tokyo Ghoul passou na mesma emissora, em um horário mais tarde e foi totalmente censurado.

Kaetokiha
Kaetokiha
Reply to  Juan Duarte
13 , Julho , 2019 14:18

Japones censura violência e o povo ocidental censura sexo. é só ver como os jogos lançados nos EUA e europa recebem um monte de censura quando tem, haver com meninas mostrando calcinha.

Tem mta gente idiota nesses paises e tudo virou motivo pra censura.é vdd q series mostram cenas de sexo, mas na cabeça desse mongoloides mostrar calcinha em anime é algo horrível e q não deveria acontecer. Principalmente se a garota parecer menos de idade, afinal de contas, pedofilia em anime EXISTE nesse mundo retardado. Fazer oq…

K_Keima
K_Keima
13 , Julho , 2019 2:56

Queria ver qualidade sobre quantidade – por exemplo, não precisamos de 2 ou 3 animes todas as temporadas com a mesma temática e pobre qualidade. Em vez disso podiam investir num único anime e fazer muitos episódios de jeito
Claro que isto não funciona de maneira tão simples assim, mas… Há tantos mangas bons que estão a precisar de anime no momento.

D-chan
D-chan
Reply to  K_Keima
13 , Julho , 2019 3:51

2 ou 3 animes por temporada? Eh sempre entre 40 e 50 animes por temporada, as vezes até mais que isso

K_Keima
K_Keima
Reply to  D-chan
13 , Julho , 2019 14:18

Não me estava a referir a todos os animes, mas sim àqueles que só servem para ser dropados – harems de luta genericos, moe e recentemente os isekais.

Quase não têm plot, se têm, é sempre a mesma coisa, os personagens são sempre o mesmo, o protagonista é um inútil e ainda assim aparecem animes destes todas as temporadas

Zoldyck
Zoldyck
13 , Julho , 2019 2:56

Bom que dará chances maiores para outros animes conseguirem a tão desejada 2ª temporada, dependendo menos dos japoneses.
O meu medo é as produções começarem a perder a essência japonesa e virar uma massa ocidental.

Jorge Murilo
Jorge Murilo
Reply to  Zoldyck
13 , Julho , 2019 3:51

Creio que nao,pois Japoneses dificilmente entrega tudo na mao de outrems(a Netflix mesmo disse que ela nao vai tocar na liberdade criativa deles)

Michelle Sant Anna Anselmo
Michelle Sant Anna Anselmo
13 , Julho , 2019 2:56

(O meu medo é as produções começarem a perder a essência japonesa e virar uma massa ocidental) concordo com Zoldyck • o mais provável que aconteça isso

Otavio Sabino
Otavio Sabino
13 , Julho , 2019 2:56

vai cresce em geral , pra mim isso e muito bom quem gosta de anime so tem a ganhar com isso.

Jorge Murilo
Jorge Murilo
Reply to  Otavio Sabino
13 , Julho , 2019 3:51

Contanto que a liberdade criativa seja dos estudios de animes,eu to de boa,dar o dinheiro que ta sussa.

Otavio Sabino
Otavio Sabino
Reply to  Jorge Murilo
13 , Julho , 2019 14:18

pelo que entendi a netflix so vai investi , ou eja a produção dos anime ainda fica por conta do estudios , so tem a melhorar pois não vai precisar tbm ser 100% politicamente correto.