Possíveis alvos da operação anti-pirataria do Governo Japonês

369

Possiveis alvos da operação anti-pirataria do Governo Japonês

Em Março de 2014 o Ministério Japonês da Economia, Comércio e Indústria (METI) publicou um relatório que podem fazer download aqui onde identificou os principais websites que facilitam a distribuição e exibição ilegal de manga e anime, foi este relatório que desencadeou a operação anti-pirataria que vai começar dia 1 de Agosto.

Numa primeira fase destacam os websites: mangafox, mangahere, 動漫之家, YouTube, Daily motion, anitube, Ruyube, Media Fire, Zippy share, RYU SHARE, Nyaa Torrents, Tokyo Toshokan, The Pirate Bay, アニポ, Raw Manga e Anime Here.

Nessa lista é destacado o Anitube como exemplo de um website que só lida com pirataria.

No relatório são destacadas 6 línguas, japonês, inglês, chinês, espanhol, francês e português pelo que serão os websites que disponibilizam conteúdos nestas linguas os principais alvos da operação anti-pirataria.

 

Sites de exibição online

legal1_n

 

Sites piratas: Upload Local

legal2n

 

Lista de sites piratas: armazenamento online

legal3n

 

Lista de sites piratas: Torrent

legal4n

 

Lista de sites piratas: Local

legal5n

Foi com base neste relatório que o governo japonês se baseou para iniciar a sua operação anti-pirataria, o que não significa que outros websites semelhantes estejam excluídos da operação

Ao longo do relatório são também analisadas as perdas sofridas por websites similares mas detentores de conteúdos legais como por exemplo a Crunchyroll.