Primeiras impressões de SAKUGAN

SAKUGAN é seja aquela mistura de ideias que pode gerar uma história interessante.

A partir de um convite feito pela Crunchyroll, o OtakuPT teve a oportunidade de assistir antecipadamente o primeiro episódio da série anime SAKUGAN, a adaptação para série anime da novel Sakugan Labyrinth Marker (Drilling Labyrinth Marker) de Nekotarō Inui. Neste artigo iremos contar nossas primeiras impressões do primeiro episódio da série. Confira a estreia mundial de “SAKUGAN” na Virtual Crunchyroll Expo, evento realizado online nos dias 5 a 7 de agosto.

SAKUGAN possui animação do estúdio Satelight (Macross Frontier, Aquarion), a direção é de Jun’ichi Wada (WorldEnd, Caligula), Yuji Iwahara (King of Thorn, Darker Than Black, Dimension W) é responsável pelo design dos personagens, o conceito dos designs é de Kazumi Kōda (NieR: Automata), o design mecânico é de Stanislas Brunet (Macross Delta) e o som é da responsabilidade de Eriko Kimura.

O papel da protagonista Memempu será dublado/dobrado pela estreante Kanon Amane. Mais de 1.400 candidatos disputaram a vaga da protagonista, incluindo 300 talentos profissionais. Um júri de 10 profissionais elegeram Amane, uma estudante de faculdade, dentre 10 finalistas.

Sinopse oficial: No futuro distante, a humanidade vive em Colônias abarrotadas, divididas por rochedos. Fora das Colônias, há uma vasta área inabitada e perigosa, conhecida como O Labirinto. Aqueles que se aventuram em explorar o Labirinto e mapear a região são conhecidos como Marcadores. Memenpu é uma jovem que quer ser uma Marcadora, e Gagamba é um homem que abandonou a profissão. Esta dupla improvável de pai e filha vão se aventurar pelos perigos do Labirinto! “Se não há um caminho, cave um!”

Quem acompanha muitas séries (seja animes ou live-action) acaba sempre se deparando com diversas ideias, plots e assuntos sendo abordados repetidas vezes (um exemplo é a grande quantidade de séries isekais que temos atualmente), mas o que acaba gerando um diferencial em quais séries serão boas ou ruins acaba sendo justamente como estas ideias são inseridas dentro da história e como elas serão desenvolvidas no decorrer da jornada dos personagens. SAKUGAN é seja aquela mistura de ideias que pode gerar uma história interessante.

Neste primeiro episódio do anime temos a apresentação das ideias e assuntos que poderemos ver sendo desenvolvidas no decorrer da história de Memenpu e Gagamba. É apresentado um pouco do universo e do mundo em que os protagonistas vivem, os conflitos internos que eles possuem e que terão de enfrentar, os mistérios que surgem e o acontecimento que impulsiona os dois a saírem do lugar comum. Também tem um pouco de comédia e drama, principalmente relacionada a algumas das temáticas envolvendo os dois protagonistas da série. 

Se tivesse que citar as prováveis referências que vi neste primeiro episódio de SAKUGAN eu diria que vi uma mistura de Tengen Toppa Gurren-Lagann, Attack on Titan e (possivelmente) um pouco de Maze Runner. Existe ainda um pouco do mundo real dentro do universo fantástico deste primeiro episódio e isso pode acabar se tornando um ponto que pode conectar e aproximar o público de Memenpu e Gagamba.

A animação do primeiro episódio está muito bem produzida e com muitos detalhes em diversas cenas. O visual dos personagens também é bastante interessante e com diversos personagens com visual único. Os mechas apresentados no primeiro episódio também possuem um visual diferente dependendo da função. A trilha sonora neste episódio foi boa, mas não senti nenhum tema que me chamou a atenção (principalmente no clímax do episódio). A edição e ritmo do episódio é bem dinâmico e isso ajuda bastante a prender a atenção, mas acabei sentido uma leve acelerada de ritmo no início do terceiro ato. Está acelerada no ritmo é algo que não atrapalhou a experiência final, mas acabou me gerando um pouco de estranheza.

No geral, este primeiro episódio de SAKUGAN é a apresentação de diversas ideias e assuntos que serão desenvolvidos no decorrer da série. Com diversas coisas que remetem a várias séries de sucesso, temos neste episódio o início da jornada de Memenpu e Gagamba. Com uma animação bem produzida, este primeiro episódio possui personagens e mechas com visuais únicos, com uma trilha sonora boa e edição dinâmica, mesmo com um estranho início de terceiro ato mais acelerado que o restante.

Primeiras impressões de Fena: Pirate Princess

Um fã de animes, cinema, games, séries e com um gosto musical incomum. Membro brasileiro do OtakuPT e formado em Processos Fotográficos.