Rússia baniu o filme Akira para “proteger” as crianças

Rússia baniu o filme Akira para "proteger" as crianças

O governo russo continua a sua cursada contra os animes que acredita deturpar o correto crescimento das crianças e a mais recente obra a ser banida na Rússia foi o filme anime Akira.

Como habitual o tribunal de São Petersburgo alegou que o clássico filme anime de 1988 podia “prejudicar a saúde e o desenvolvimento mental das crianças”. O tribunal observou ainda que esta decisão foi tomada à luz das proibições anteriores emitidas contra outras séries de anime, incluindo Tokyo Ghoul, Death Note e KonoSuba.

Rússia proíbe animes isekai por “encorajarem” a reencarnação

Em maio de 2021 a Rússia baniu os animes isekai por “encorajarem” a reencarnação.

Estas proibições têm ramificações generalizadas já que vários serviços de streaming tiveram que remover as séries afetadas das suas bibliotecas para evitar conflitos com o governo russo.

De acordo com o canal de notícias de cultura pop russa GameMag, um serviço de streaming afetado pelas proibições foi o serviço de streaming russo Kinopoisk HD, que foi recentemente forçado a remover Tokyo Ghoul da sua biblioteca de ofertas para cumprir as últimas decisões do estado.

Com a proibição de Akira, o governo russo proibiu até agora um total de treze animes dentro das suas fronteiras, incluindo as três séries acima mencionadas, bem como Elfen Lied, Interspecies Reviewers, Inuyashiki, Naruto, Nekopara, Princess Lover, That Time I Got Reincarnated As A Slime e Zombieland Saga.

Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.