Sword Art Online: Alicization – War of Underworld 2, ou Sao3 parte 3: Episódio 0 – Pior que está não ficará (espero)

 

Artigo por Jonh Vini.

Sim, irei falar de um dos mais famosos, quis sá um dos maiores animes da história recente dos animes no ocidente e minha história com Sword Art Online, que irei citá-lo como SAO para facilitar, é meio como muitos de vocês pois peguei o bonde andando, para exemplificar melhor a primeira temporada de SAO foi lançado em Julho de 2012 e sua segunda foi dois anos depois e no meio desse período eu comecei minha vida no meio e como esperado eu assistir a primeira temporada um pouco antes da segunda e como estou a escrever esta review vocês sabem que não parei mais.

O fim do servidor mortal.
O fim do servidor mortal.

Mas como assistir as duas primeiras temporadas quase que simultaneamente e posteriormente assistir Accel World gerou-me um sensação de saciedade na obra e não fui correndo para as Lights novels, mas cheguei a consumir(leia-se pagar) outros produtos da série como mangás lançados aqui no Brasil e como SAO é uma das obras que tenho um sentimento de nostalgia por ela meio que me deixou preso a esta obra de Kawahara Reki.

A dama e o vagabundo.
A dama e o vagabundo.

Por isso vi o filme original, que posso dizer que é obra fantástica, tanto no sentido da história quanto para atingir em certo no meu fan-service e até o lançamento do Alicization eu considerava a melhor obra da franquia, além do arco em Aincrad, pois a história conseguiu mesclar o serviço para os fãs da obra com tecnológica aplicada num roteiro batido, mas coerente para a lógica do mundo da série e do nosso pois o filme saiu pegando a moda de Pokémon Go e demais aplicações que usavam realidade aumentada.

Filme bem feito mostrando até no mundo real Kirito usa hack.
Filme bem feito mostrando até no mundo real Kirito usa hack.

Aí tivemos o anúncio de Alicization e todo mundo já dava este retorno como um dos melhores do ano e quase foi, um por ter lançado no final do ano o que empurrava o término no ano postori, segundo foi que na sua temporada de lançamento tivemos tantos outros títulos pesados para que Alicization conseguisse um enorme destaque que poderia ter pois a A-1 Pictures dedicou muito pessoal e custeio, muito bancado pelo sucesso da franquia, para entregar uma qualidade comparado ao animes da Ufotable e uma história que começou promissora pois seguiram bem os aspectos apresentados na primeira temporada e no filme que é um conceito técnico de inteligência artificial e até mesmo programação de jogos sendo usado para o desenvolvimento do roteiro da obra com é os fluctlights, uma inteligência artificial autodesenvolvida com uma programação que remete bastante o funcionamento de um cérebro humano, isso serviu para criar um verdadeiro senso de risco e desenvolvimento de mundo que foi legal acompanhar até o término da primeira parte.

Um Mundo rico.
Um Mundo rico.

Foi quando o núcleo fora da Underworld que pois a obra a perder para aquilo que os fãs menos fervorosos odeiam: o harém de Kirito-kun, como disse antes eu acompanhei as duas primeiras temporadas de uma vez e mesmo lá, principalmente o arco da Excalibur na segunda temporada, isso já incomodava imagine agora que tenho uma grande bagagem de ver muitos animes e ver aquela cena da Alice e Asuna na primeira parte, foi vergonhoso ver aquela cena na tela e lembrar que Alice só é um pacote de dados contra uma Asuna em uma conta overpower do servidor, for justamente questões técnicas simplórias como jogadores de outro país distante se conectando em um servidor via satélite e entra no jogo cujo a percepção de tempo é muito mais acelerado em relação a servidor, chega a ser cômico imaginar o lag dos minions do vilão do arco.

Briga de Waifu por um safado.

Bem o que espero desta nova temporada é que tudo apresentado na primeira parte desta segunda parte de Alicization seja esquecido para pôr uma coerência apresentada na primeira parte(apenas Alicization), que a “grande batalha” seja posta de lado para uma resolução lógica deste arco que começou bom e caiu de maneira vertiginosa.

Mais de 3000 de ping.
Mais de 3000 de ping.

Basicamente era isso que eu tinha para falar neste desabafo de Sao 3 Parte 3, aqui é Jonh Vini e essa foi minha review desta série, estou à espera dos vossos Feedbacks do episódio e da temporada como um todo, também espero Feedbacks da review para melhorar minha escrita para vocês, não se afobem pois arrependimento mata, vamos discutir pacificamente é saudável e enriquece a vida e até mais.