The Way of the Househusband – Análise

No dia oito de abril deste ano estreou mundialmente na Netflix a primeira parte da adaptação para série anime do mangá The Way of the Househusband (Gokushufudou) de Kousuke Oono

A primeira parte da série anime teve cinco episódios produzidos pelo estúdio J.C.STAFF, a direção é de Chiaki Kon (Back Street Girls: Gokudolls, Bishoujo Senshi Sailor Moon Eternal Movie 1, Golden Time, Higurashi no Naku Koro ni) e o argumento é de Susumu Yamakawa (Back Street Girls: Gokudolls, Maiko-san Chi no Makanai-san). O anime tem em seu elenco Kenjiro Tsuda como Tatsu, Shizuka Itou como Miku e Kazuyuki Okitsu como Masa.

A série começou a ser publicada em manga na Kurage Bunch da Shinchosha em fevereiro de 2018 e a Shinchosha lançou o seu 5º volume a 9 de junho de 2020. A Viz Media está a publicar o mangá em inglês e o seu 4º volume foi lançado a 15 de setembro de 2020. O mangá ganhou a categoria de Melhor Publicação de Humor no Will Eisner Comic Industry Awards de 2020. A obra inspirou também uma adaptação para série live-action.

Sinopse de The Way of the Househusband (Gokushufudou)

The Way of the Househusband segue um membro aposentado da yakuza conhecido como “Immortal Tatsu”, que está a viver a sua carreira pós-crime como dono de casa. Ele ainda consegue encontrar problemas de vez em quando, só que desta vez no corredor do supermercado, em vez de um beco.

Totalmente voltado para a comédia, esta série anime trabalha em diversas pequenas esquetes os vários estereótipos que são populares em personagens Yakuza na cultura pop japonesa. Estes estereótipos Yakuza são extrapolados e misturados em situações do dia a dia da vida de dono de casa do “Immortal Tatsu”, isso acaba criando situações muito engraçadas e surreais em coisas que vão de uma visita ao mercado a cuidar de uma criança. Outros personagens também são envolvidos nesta dinâmica de situações, incluindo Miku (a esposa de Tatsu) e Masa (subordinado do Yakuza antes dele se aposentar). Ao trabalhar os estereótipos a série também aborda situações envolvendo preconceito de outras pessoas pela forma como Tatsu age. 

Mesmo com o tom de comédia fica implícito em algumas das esquetes o preconceito que as pessoas tem por Tatsu ter sido um Yakuza, em uma esquete temos uma situação em que que uma pessoa tenta provar a todo custo que existe um ato criminoso nas ações do Yakuza aposentando, sendo que estas ações podem ser relativamente comuns no dia a dia de algumas pessoas.

Mesmo que as esquetes da série tenham situações individuais, o anime ainda consegue contar um poucos o passado de Tatsu, os gostos de Miku e a dinâmica deles como casal. É claro que o ponto alto são sempre as situações envolvendo Tatsu e outros personagens Yakuza ou pessoas comuns que vão aparecendo no decorrer da história, estas situações seriam simples se não fosse o modo Yakuza do protagonista estar ligado o tempo todo.

Um grande acerto para a série anime foi a escolha dos episódios terem em média 15 minutos, algo que é muito bom para quem deseja assistir algo mais leve em pouco tempo. Porém, o anime possui uma quantidade de episódios que é relativamente pequena em comparação ao tempo de episódio e isso me incomodou um pouco pois a experiência envolvendo o anime acaba sendo interrompida de forma precoce.

Polêmica antes do lançamento do anime por causa das criticas do publico ao ponto da diretora vir a público se defender, a animação da série é extremamente simples e é exatamente da forma que foi apresentada nos trailers. O estilo de animação estática escolhido para The Way of the Househusband funciona muito bem durante as situações das esquetes e acaba sendo até algo que trás um diferencial para a obra.

Esse estilo de animação utilizada em  The Way of the Househusband me lembrou bastante de Gaikotsu Shotenin Honda-san (Skull-face Bookseller Honda-san), uma outra série anime que possui um estilo de animação bem próxima e que também é uma série de comédia com esquetes. Para quem está acostumado a assistir animes nonsense creio que esse estilo de animação talvez não ira incomodar, porém eu sugiro assistir pelo menos o primeiro episódio para tentar pegar o ritmo da dinâmica da série.

Para que o estilo de animação da série pudesse funcionar a atuação de voz do elenco teria que funcionar em um nível acima e é exatamente isso que ocorre no decorrer do anime. A atuação do elenco de voz do anime casam muito bem com as situações e isso ajuda muito na dinâmica das esquetes.  Por outro lado, a trilha sonora do anime não possui nenhum tema musical que ganhe destaque.

No geral, The Way of the Househusband acabou sendo uma surpresa. Mesmo possuindo uma animação diferente, a série consegue ser surpreendentemente boa ao retratar em esquetes de comédia os estereótipos de um Yakuza vivendo como dono de casa. Isso só foi possível graças a um bom elenco de voz, que consegue também carregar muito bem o lado da comédia. Infelizmente a trilha musical da série não possui um grande destaque dentro da produção e a quantidade de episódios acaba sendo insuficiente pois a experiência envolvendo o anime acaba sendo interrompida de forma precoce.

Subscreve
Notify of
guest
7 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
luiz
luiz
22 , Abril , 2021 21:49

foi exatamente a mesma coisa que pensei qdo terminei de ver, seja o fato de a animação como foi feita casar com o tipo de humor (e como fã de humor sem noção, já gostei de cara), seja o fato de sentir que eram mto poucos episódios

ainda bem que a segunda parte tá vindo aí

Alnelo
Alnelo
22 , Abril , 2021 19:43

Concordo com sua analise… O que me prendeu realmente foi a dublagem brasileira, muito engraçada, me fisgou bem até o fim do anime. Cada episódios são curtinhos, o que funciona bem para a comédia, pois te entrega situações engraçadas logo de cara sem enrolação, vale muito a pena ver num dia tranquilo de final de semana ou feriado quando não se tem nada para fazer ou assistir.

Cesar Vitor Reis Tavares
Cesar Vitor Reis Tavares
22 , Abril , 2021 19:17

Vai ter ainda a parte 2 do anime.

1102
1102
22 , Abril , 2021 16:32

Vixe.

Samuel Silva
Samuel Silva
24 , Abril , 2021 12:33

Tal e qual. O tipo de animação acabou por não prejudicar a comédia e o voice acting esteve no ponto. Eu gostei da experiência.

♛ Mคster : Hirøshi ♛
23 , Abril , 2021 22:42

Essa Animação não Curti muito, mas Relevei porque foi Divertido.

toygame
toygame
27 , Abril , 2021 9:40

Eu gostei da serie ,mesmo com os problemas