Anunciado filme live-action do mangá Water Flows Toward The Sea

Foi hoje anunciado que em junho de 2023 vai estrear nos cinemas japoneses uma adaptação para filme live-action do mangá premiado Water Flows Toward The Sea (Mizu wa Umi ni Mukatte Nagareru) de Rettou Tajima. Podem ver em cima um trailer e em baixo um primeiro poster.

Tetsu Maeda (And, the Baton Was Passed) atua como diretor tendo por base um guião de Satomi Oshima (Raven of the Inner Palace). Suzu Hirose (Chihayafuru) é Chisa Sakaki, uma trabalhadora de escritório de 26 anos, um tanto fria, que não sorri.

Water Flows Toward The Sea começou a ser publicado na Bessatu Shonen Magazine em 2018 tendo terminado em 2020 com 3 volumes.

Com este trabalho e um livro de coleção de contos Goaisatsu, a mangaká Rettou Tajima ganhou o Prémio Novo Criador do 24º Prémio Cultural Tezuka Osamu em 2020.

Water Flows Toward The Sea movie 1st poster

Na sinopse do filme de Water Flows Toward The Sea podemos ler:

Naotatsu está hospedado na casa do seu tio para ir para o colégio. No entanto, num dia chuvoso, ele é apanhado na estação mais próxima por uma estranha adulta de rosto sombrio, Sakaki-san. A casa para a qual ele foi levado era uma estranha casa compartilhada onde Sakaki e os outros residentes eram todos excêntricos. Enquanto moravam juntos, Naotatsu começa a ter uma leve queda por Sakaki-san, que passa os seus dias de maneira indiferente. No entanto, há um destino inesperado entre ele e Sakaki-san, que declara que “não está interessada em romance”. –Um encontro inesperado num dia chuvoso umedece os seus corações secos.

Rettou Tajima comentou sobre o filme:

O meu trabalho será transformado em filme, e quando soube que eles estavam a oferecer o papel principal a Suzu Hirose-san, que é mais jovem que Sakaki-san, pensei que poderia confiar-lhe o filme sem nenhuma preocupação porque ela é uma atriz fantástica, que tem sido amada nos filmes. Como fã de filmes japoneses, sinceramente queria ver o filme. O fim do filme ficou… fofo! Você pode aproveitar ao máximo o tom das cores, os gatos, os meninos e meninas, a fofura dos homens de meia-idade (incluindo o pai de Naotatsu) e a beleza de Suzu Hirose neste filme! O que me impressionou foi a última cena, que não entendi ao ler o guião. Fiquei surpresa com a emoção que só as imagens visuais podem criar quando combinadas com a música, o que não pode ser expresso no mangá.

Subscreve
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments