A Indústria Otaku – Curiosidades

genshiken-1

Dando início a reunião “o kujibiki unbalance dessa semana foi incrível”, er, quero dizer, mais um  quadro de curiosidades (parabéns para quem pegou a referência). Decidi falar um pouco sobre a indústria otaku e a origem de vários padrões utilizados por ela. Acredito que seria melhor ter começado o quadro de curiosidades com isso, mas como essa ideia só me veio à mente depois, não há nada que eu possa fazer.

Quando se fala em animação ou quadrinhos japoneses, as pessoas logo imaginam personagens de olhos grandes, cabelos coloridos e afins. Você já se perguntou o motivo por trás dessas características? Você pode ouvir comentários frequentes de estrangeiros fazendo piada e dizendo que é porque os japoneses tem inveja dos estrangeiros. Apesar de ser um comentário válido considerando que houve algum pensamento lógico para chegar a essa conclusão, existe muito mais por trás disso. O povo japonês tem certo “patriotismo” um pouco diferente dos americanos, mas a cultura deles é muito focada no mercado interno e valorização do mesmo, o que nega completamente a justificativa dada pelos estrangeiros para essas características.

 

tezuk1961

Na verdade, para sabermos a origem dos olhos grandes nessas obras, temos que começar falando de Walt Disney. Como todos devem saber, Walt Disney foi um diretor, roteirista e animador, “provavelmente”, o maior nome da história da animação. Seus trabalhos influenciaram pessoas de todo o mundo, um legado inestimável. Dentre essas pessoas, ele influenciou no Japão, ninguém mais que Osamu Tezuka, o pai do mangá.

 

Untitled-2

Apesar de o autor possuir algumas obras com uma escrita bem mais séria, algumas vezes bem violenta e retratasse bastante a segunda guerra mundial, essa paixão pode ser vista claramente em outras obras mais voltadas para um público mais infantil. A obra favorita de Tezuka era Bambi e pelo autor reproduzir o desenho desses personagens frequentes, uma característica dessa obra viria a ser transmitida em todo o seu histórico. Isso é, os olhos grandes. Dessa forma, o pai do mangá carregou esse estilo e o passou para as próximas gerações pelo mesmo processo de Walt Disney, permanecendo até hoje.

 

hanasaki_wall_1024_768

Se os olhos grandes são um legado que veio do Disney e do Tezuka, da onde será que vieram os cabelos extravagantes e coloridos? Bem, existem dois motivos. O mais simples é o fato disso servir pra caracterização dos personagens. É muito mais fácil você associar o personagem a uma marca ou mesmo lembrar ele dessa forma, do que simplesmente possuir todos os personagens de diversas séries com a mesma cor de cabelo. Mas como eu disse isso é apenas o básico. Você pode notar que a grande maioria dos personagens possuem cores fortes que é, basicamente, para chamar a atenção do leitor. Dessa forma, você consegue ter capas extremamente coloridas e chamativas.

 

tumblr_mfxebcR2xg1qc9z92o1_500

Isso explica o motivo dos cabelos diferentes, mas sendo assim, por que os mangás são em preto e branco? Bom, isso é bem simples. Um dos motivos atuais é a produtividade. É muito mais eficiente lançar um mangá em preto e branco, diminuindo o tempo de produção e permitindo os lançamentos semanais que nós vemos frequentemente. Mas nada impede um mangá de ser colorido por um indivíduo diferente, certo? E mangás não tinham esse ritmo de produção no passado e ainda eram em preto e branco. O que acontece é que na sua origem, quadrinhos não eram algo popular no Japão, sendo assim, não havia porque gastar tanto dinheiro com impressões coloridas. Além do fato de isso se manter até hoje devido aos padrões da cultura, há também o fato de ser mais econômico, considerando a quantidade de mangás lançados. Você pode pensar que isso é as produtoras tentando lucrar muito, mas, apesar de não estar completamente errado, nós também precisamos considerar o valor que esses produtos acabam vindo para o consumidor. Um mangá tende a ter mais páginas e ser mais barato que a maioria das HQs americanas.

 

4434171364

Você provavelmente já esbarrou com aquela obra que possui um título enorme, não é? Obras como Yahari Ore no Seishun Love Come wa Machigatteiru. Principalmente quando se trata de light novels, esse tipo de coisa se tornou bem frequente. Pode parecer estranho, mas há um motivo bem lógico para isso. O motivo é… Preguiça. Não por parte dos criadores, mas sim dos leitores. Muitos não vão parar para ler sinopses de cada livro quando vão à livraria ou algo do gênero. Aí, para chamar a atenção do leitor, as ilustrações de capa são um fator muito importante e que influenciam muito as vendas. Mas será que não existe outra alternativa? Como você já deve ter concluído, os títulos enormes passaram a ser usados para apresentar a obra para o leitor sem que ele precise ler a sinopse. Esses títulos normalmente já fazem esse papel, permitindo que qualquer um que esteja de passagem ou sem paciência para ler qualquer coisa sobre o assunto possa saber do que a obra se trata apenas passando rápido o olho. A imagem acima, por exemplo, é de Jashin ni Tensei Shitara Haika no Maou-gun ga Sassoku Metsubou Shisou Nandaga, Dousureba Indaro ka (ou “Eu reencarnei como um deus maligno e meu exército de demônios está a beira da destruição, o que eu deveria fazer?!). Consegue perceber? Eu não preciso citar para vocês sobre o que é a obra ou fazer uma sinopse aqui, apenas resta saber se parece interessar vocês ou não.

 

Bem, eu espero que tenham gostado das informações.

 

Subscreve
Notify of
guest

11 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments