Japão prolonga estado de emergência até 31 de maio

Japão prolonga estado de emergência até 31 de maio

Esta sexta-feira o primeiro ministro japonês, Yoshihide Suga, declarou que o novo estado de emergência nas prefeituras de Tóquio, Osaka, Kyoto e Hyogo se vai estender até ao dia 31 de maio, e que as prefeituras de Aichi e Fukuoka também estarão em estado de emergência a partir de 12 de maio.

O estado de emergência estendido cobrirá 6 das 13 prefeituras mais populosas do Japão, com 43 milhões de pessoas ou um terço da população japonesa.

No atual estado de emergência, o governo pediu que grandes lojas e shoppings fechassem (exceto aqueles que oferecem itens essenciais para o dia a dia) e que os eventos não tivessem audiência presencial. Sob a nova extensão, o governo vai pedir que grandes lojas e shoppings fechem até às 20h em vez de encerrar completamente, e os eventos não devem ter mais de 5.000 participantes e têm de terminar às 21h.

O governo da prefeitura de Osaka pediu uma extensão do estado de emergência no início desta semana, após relatar uma forte tensão no seu sistema hospitalar. O ministro da Economia e chefe de resposta do governo ao COVID-19, Yasutoshi Nishimura, sublinhou a “situação extremamente crítica” em Osaka, alertando que a ocupação de leitos hospitalares em Tóquio pode refletir o estado crítico em Osaka nas próximas duas semanas, a menos que a taxa de infeção diminua. O Japão já registou 1.131 casos graves de COVID-19, um recorde para o país.

O governo japonês declarou estado de emergência nas prefeituras de Tóquio, Osaka, Kyoto e Hyogo a 23 de abril, que deveria ser suspenso a11 de maio. O estado de emergência tinha como objetivo reduzir a quantidade de viagens durante os feriados da Golden Week.

FONTENHK
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.