Japonês preso por perseguir antiga AKB48

Japonês preso por perseguir antiga AKB48

A Polícia Metropolitana de Tóquio prendeu um japonês de 42 anos a 19 de junho por alegadamente perseguir e assediar a atriz, cantora e ex-integrante do grupo de ídols AKB48, Karen Iwata.

O suspeito, residente em Edogawa, Hidenobu Ōnishi, escreveu no seu depoimento que “as alegações escritas no mandado de prisão têm partes verdadeiras e partes que não são verdadeiras”.

Segundo a polícia, Ōnishi era um “fã” de Iwata desde 2012, no ano seguinte à sua estreia como parte do principal grupo de ídols AKB48. Num evento de aperto de mão em 2013, o suspeito declarou-se a Iwata, que o recusou. O staff do grupo de idols tomou então medidas para distanciar os dois. Após o incidente, o suspeito alegadamente escreveu ameaças a Iwata e à sua família e assistiu repetidamente a eventos em que Iwata estava presente.

Iwata, de 20 anos, alertou a polícia para as ações do suspeito. A polícia supostamente enviou numerosos avisos orais e escritos ao suspeito. No entanto, o suspeito continuou a participar em eventos e foi preso alegadamente por perseguir a Idol.

Iwata estreou-se no grupo de ídols AKB48 como trainee em 2011, e formou-se do grupo em 2016. Ela emprestou a sua voz à personagem Nagisa Motomiya no anime AKB0048 baseado no grupo de Idols. Ela também atuou na adaptação de 2017 do mangá Silent Möbius de Kia Asamiya. Iwata também interpretou a personagem Seiko Matano na série live-action e adaptações cinematográficas do mangá Saki Achiga-hen episode of side-A.