O suicídio é a principal causa de morte entre os jovens no Japão

O Japão é o único país economicamente avançado onde o suicídio é a principal causa de morte entre pessoas dos 15 aos 34 anos

O suicídio é a principal causa de morte entre os jovens no Japão

Esta semana um relatório no Japão mostrou estatísticas preocupantes para aquele país. Usando os dados reunidos durante 2019, houve 659 casos de suicídio entre pessoas de 10 a 19 anos, um aumento de 60 em relação ao ano anterior.

Isso aumentou a taxa de suicídios por 100.000 pessoas na faixa etária de 10-19 para 3,1, um aumento anual de 0,3 e o mais alto já registado desde que tais estatísticas começaram a ser registadas

Outro ponto preocupante do relatório: o suicídio foi a principal causa de morte entre os cidadãos japoneses dos 15 aos 39 anos e, quando comparado com as estatísticas da OMS, o Japão é o único país economicamente avançado onde o suicídio é a principal causa de morte entre aqueles dos 15 aos 34 anos.

O suicídio, sendo a principal causa de morte entre adolescentes e jovens adultos japoneses, não é uma situação totalmente nova para o Japão. O país sempre teve níveis muito baixos de crime violento e violência nas ruas, e a dependência de transporte públicos extremamente seguros significa menos acidentes de trânsito, todos os quais são causas desproporcionalmente grandes de morte entre grupos demográficos jovens e saudáveis em qualquer outro país. Considerando o amplo sistema de saúde do Japão e o seguro nacional de saúde, a doença também é uma ameaça muito menor para os jovens japoneses do que poderia ser de outra forma.

Levando todos os fatores em consideração, o suicídio sendo a principal causa de morte na faixa demográfica dos 15 aos 39 anos não é apenas um sinal das altas taxas de suicídio, mas também da segurança da vida no Japão, reduzindo a chance de morte por outras circunstâncias. O relatório também mostrou que os suicídios em geral caíram no Japão em 2019, caindo 671 para um total de 20.169, com reduções em todas as faixas etárias fora dos 10-19.

Ainda assim, como os avanços em segurança de transporte e conhecimento médico, o governo também quer encontrar maneiras de reduzir o número de suicídios. É uma questão especialmente urgente, pois as estatísticas mostram aumentos de suicídios durante todos os meses de julho a outubro de 2020 em comparação com os mesmos meses de 2019, com especialistas citando aspectos sociais e emocionais do isolamento durante a pandemia, contribuindo para o aumento do número de suicídios entre adolescentes.

Em Portugal a linha de prevenção do suicídio é:

213 544 545 – 912 802 669 – 963 524 660 / Diariamente das 16h às 24h
Linha Verde gratuita – 800 209 899 / Entre as 21.00 e as 24.00 horas

No Brasil a linha de prevenção do suicídio é o 118.