Em 2017 noticiámos que uma estudante japonesa estava a processar a sua escola por ter sido expulsa devido à sua cor de cabelo. Finalmente passados quase 4 anos temos uma decisão do tribunal.

Japonesa expulsa da escola por ter cabelo castanho

Ostensivamente, os códigos de vestimenta da escola visam eliminar distrações, e por isso é comum as escolas japonesas proibirem os alunos de tingir o cabelo. No entanto, podem ocorrer problemas se as escolas assumirem rigidamente que se ninguém tingir o cabelo todos terão a mesma cor de cabelo.

Embora a grande maioria dos japoneses de origem étnica, que constituem a grande maioria dos alunos das escolas no Japão, tenham cabelos naturalmente pretos, alguns japoneses têm cabelos castanhos escuros. Isso pode levar a situações em que uma escola diz a um aluno de cabelos castanhos que ele deve tingir o cabelo de preto, muitas vezes devido ao fato de não acreditar que a cor natural do cabelo do aluno é castanho.

Esse foi o caso de um adolescente que frequentava a Escola Secundária da Prefeitura de Kaifukan, na cidade de Habikino, província de Osaka. Ela mtriculou-se em 2015 e foi repetidamente informada de que deveria pintar o seu cabelo castanho de preto. Ela insistiu que castanho era a cor natural do seu cabelo, mas a escola diz que três professores diferentes examinaram a sua raiz do cabelo e descobriram que eram pretos, o que eles interpretaram como prova de que ela estava a pintar o cabelo.

Eventualmente, a estudante, que agora tem 21 anos, afirma que lhe disseram “Se você não vai pintar o cabelo de preto [ou seja, de volta ao preto, na opinião da escola], então não há necessidade de vir para a escola”. Sentindo-se pressionada e angustiada, ela realmente parou de frequentar as aulas, e a escola removeu o seu nome da lista de alunos.

No entanto, ela entrou com uma ação judicial sobre o incidente, pedindo 2,2 milhões de ienes (21.250 dólares) de indemnização.

Na terça-feira, um tribunal distrital de Osaka proferiu a sua decisão, concluindo que nenhum dos lados está completamente certo. A juíza Noriko Yokota reconheceu a validade da escola para definir e fazer cumprir as regras relativas à coloração do cabelo, dizendo “Essas regras foram estabelecidas como tendo um propósito educacional razoável e legítimo e, portanto, a manutenção da disciplina do aluno fica ao critério da escola”. Yokota também declarou “Não se pode dizer que a escola estava a forçar [a estudante] a pintar o cabelo de preto”, aparentemente aceitando a palavra da escola de que as raízes dela eram pretas e que os administradores estavam apenas a exigir que ela voltasse à sua cor natural.

No entanto, a escola não saiu totalmente impune. O tribunal também decidiu que as ações da administração depois dela parar de ir às aulas, como retirar o seu nome da lista e retirar a sua mesa da sala de aula, eram inaceitáveis e ordenou que a Prefeitura de Osaka pague uma indemnização de 330.000 ienes (3.190 dólares) à estudante.

A quantia é muito menor do que ela esperava, e a falta de qualquer condenação legal para a escola insistindo que o seu cabelo deveria ser preto provavelmente deixará a reclamante menos do que satisfeito, e o seu advogado expressou desapontamento pelo tribunal ter considerado o valor nominal da afirmação dos professores de que as raízes e a cor natural do cabelo da menina eram pretas. Este foi provavelmente um ponto crítico de discórdia, já que certas organizações educacionais, como o Tokyo Board of Education, agora têm políticas contra pressionar os alunos com cabelos naturalmente não pretos a pintá-los de preto.

Escolas públicas de Tóquio vão parar de forçar os alunos a pintar o cabelo

A escola revelou que não tem planos de apelar da decisão e tentar evitar a sanção totalmente, e admite que poderia fazer mais esforços para obter a compreensão dos alunos e seus responsáveis em relação às regras escolares.

Não mudamos o nosso padrão de ter alunos que tingiram o cabelo de volta para preto, mas este caso tem sido uma experiência de aprendizagem e vamos pensar melhor em como orientar melhor nossos alunos.

Subscreve
Notify of
guest

16 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
King Lion 2019
King Lion 2019
18 , Fevereiro , 2021 19:29

País de merda esse Japão. É bom em alguns aspectos (como a cultura e os animes/mangás), mas completamente lixo em outros.

Joe
Joe
18 , Fevereiro , 2021 19:27

Revoltante e inadmissível. Eu se fosse os pais dessa garota faria um esforço pra ela estudar em outro país, pois as outras escolas não devem ser muito diferentes. Lamentável.

1102
1102
Reply to  Joe
18 , Fevereiro , 2021 20:54

É bem capaz disso ser pior.

Joe
Joe
Reply to  1102
18 , Fevereiro , 2021 21:20

Nah, existem países capazes de oferecer uma educação de qualidade e muito menos restritivas que a do Japão.

1102
1102
Reply to  Joe
18 , Fevereiro , 2021 22:13

Verdade, mas nem é por isso, tem muito país que o pessoal realmente não gosta de estrangeiro, brasileiro normalmente não nota porque a gente é um povo que costuma fazer amizade bem fácil.

Joe
Joe
Reply to  1102
19 , Fevereiro , 2021 1:22

Pior que a Xenofobia no Japão impossível. E bem, basta fazerem uma pesquisa a respeito disso antes. Sei lá, acho que Canadá ou Alemanha possam ser uma boa.

1102
1102
Reply to  Joe
19 , Fevereiro , 2021 1:38

Alemanha eu não sei, mas eu escutei umas história bem cabreiras do Canadá.

Likou
Likou
18 , Fevereiro , 2021 19:20

Mano, vai tomar no cu, justiça de merda. Os dois errados? Tem que descer a porrada em quem decidiu isso.

Thiê † 30 ᴅᴀʏs ɴɪɢʜᴛ ☠ ??
18 , Fevereiro , 2021 18:51

Que regra idiota e sem sentido

Maria Moura Youtuber
Maria Moura Youtuber
18 , Fevereiro , 2021 17:29

Os stores parecem as pessoas a teimarem que o cabelo da minha mãe é preto por causa da raíz quando ela é naturalmente loira. Ou quando dizem que fiz madeixas porque os sol põe o meu cabelo ruivo. Mano, se os pais dela dizem “sim, sim, é natural” a escola não tem de meter o nariz. Aliás, esta regra é só RÍDICULA! O cor do cabelo vai distrair nas aulas ?????

Heart Under Blade
Heart Under Blade
Reply to  Maria Moura Youtuber
18 , Fevereiro , 2021 18:49

Tem pessoas da minha família que quando eram crianças a cor do cabelo era loiro, mas quando cresceram ficou preto e nunca pintaram o cabelo, definir pela raiz a cor é meio complicado por causa disso.

Marcelo
Reply to  Maria Moura Youtuber
18 , Fevereiro , 2021 18:47

Acho ridículo tbm a regra.
Porém respondendo a pergunta do final, bem é no Japão os estudantes(seja japonês ou estrangeiro) tidos “diferentes” sofrem muito bullying, então as escolas meio que criaram várias regras para padronizar os estudantes(desde a roupa, mochila, acessórios que podem levar, se o estudante pode ou n usar maquiagem/piercing, cor de cabelo e penteados etc), varia de escola a escola as regras, normalmente é bem difícil a escola permitir que o estudante possa ter um cabelo de cor diferente.
(edit) É claro, essas regras podem ser questionadas, como mostrado ai no caso, a implicações legais isso, no entanto é bem raro o estudante entrar contra pq demora muito sair um resultado, e normalmente favorável a escola, já que realmente são permitidas essas regras. Obviamente eu discordo pq no final a menina sofreu foi meio q um bullying da própria escola, talvez se usasse outra abordagem a própria estudante toparia tingir de preto ou mudaria de colégio p/ um que aceitasse isso

?Pico Trap Delícia?
?Pico Trap Delícia?
19 , Fevereiro , 2021 21:28

Minha nossa eu lembro de ler essa notícia na época e só agora ” resolveram ” e ainda por cima de uma maneira bem meh, Japão realmente é bem complicado mesmo hein.?

Ψυκιησ 『Deus Da Censura』
Ψυκιησ 『Deus Da Censura』
19 , Fevereiro , 2021 6:17

Tudo isso só por causa da cor do cabelo, sério isso…?! Mds! ?

luiz
luiz
19 , Fevereiro , 2021 5:55

no começo da semana a gente vê um aumento de suicídio de jovens em idade escolar

no fim da semana a gente vê um julgamento e um juiz que profere uma imbecilidade dessas “Essas regras foram estabelecidas como tendo um propósito educacional razoável e legítimo” para julgar um absurdo sem tamanho que foi a ESCOLA fazer bullying com uma aluna por conta de sua cor de cabelo

aí se pensa: nossa, mas que mistério…. pq será que tantos jovens se matam no Japão??? Pq será né….

KratosTheReaper
KratosTheReaper
19 , Fevereiro , 2021 2:39

Esta história lembra-me no meu tempo nós tinhamos de fazer um trabalho para aula de PT acho que sobre árvore genealógica e contar um pouco sobre esse pessoa. Eu escolhi o meu pai e enquanto fazia o meu trabalho encontrei uma foto onde eu tinha a cara chapada dele com mais ou menos a mesma idade, mas notava-se duas diferenças: altura e que a foto era antiga. Tirei zero naquele trabalho, fui acusado de fazer batota e ainda a diretora da escola não queria saber. Até que o meu pai teve que ir lá e pediram desculpa de tudo (ficaram com medo de um processo porque já tinha acontencido algo semelhante ao meu caso e este do Japão). É dirente desta do Japão mas a escola nem sempre tem razão.