Artista Tetsuya Mishima acusa Azur Lane de plágio

Tetsuya Mishima acusa Azur Lane de plágio

Recentemente vimos o jogo para smartphones Kansen X Shoujo ser acusado de plágio e é agora o jogo Azur Lane que enfrenta as mesmas acusações.

Tetsuya Mishima, um artista japonês nascido em 1972, que realizou um grande número de exposições individuais no Japão desde 1995, após se formar na Academia Central de Arte em 1993, veio a publico acusar Azur Lane de plágio. Podem ver em baixo o seu tweet a comparar. O que acham?

A personagem em questão corresponde ao USS New Jersey, cujo novo traje foi apresentado há uma semana no jogo.

Ele escreveu no twitter:

Quando vi o design da personagem pela primeira vez, pensei que fosse apenas uma coincidência, mas o facto de eles basicamente rastrearem o conteúdo e a “suposta coincidência” de que o artista responsável é um dos meus seguidores levou-me a acreditar que era realmente um plágio parcial.

Eu sei que vocês provavelmente não vão entender o que estou prestes a contar, mas vou contar uma história assustadora que acabou de acontecer comigo… Num fórum de comentários, vi que as imagens foram partilhadas, e os próprios japoneses estão a apontar-me com argumentos como “Você está a espalhar ódio!”

As coisas estão a pegar fogo no Weibo, uma rede social na China. Praticamente nem todo o trabalho foi copiado e não é um rival direto no ramo de negócios, então, honestamente, não acho que seja tão mau.

Azur Lane é um jogo chinês que muitos consideram ser demasiado semelhante a Kantai Collection, sendo que pode estar aí o segredo para o seu sucesso. O jogo envolve recolher e estabelecer uma relação de afeto com formas humanas de barcos famosos. No entanto, Azur Lane tem um estilo diferente de história e possui também um estilo diferente de combate.

FONTE@mishimatetsuya
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.