Bandai Namco Entertainment Europe adquire uma grande parte da Limbic Entertainment

Uma ligação do Japão para a Europa

A Bandai Namco Entertainment Europe anunciou que aumentou o seu investimento na Limbic Entertainment, aquisição de uma maior fatia do estúdio alemão composto por 90 elementos. Este movimento visa não só visa o estabelecimento de uma ponte europeia na empresa como alarga o portefólio de editores de renome. Fundada em 2002 por Stepha Winter e Alexander Frey, a Limbic Entertainment desenvolveu mais de 20 títulos. Park Beyond vai ser o primeiro jogo da parceria entre as duas empresas. Esta participação também permitirá ao estúdio tirar o máximo partido de todos os conhecimentos de back office, publicação e distribuição da Bandai Namco Entertainment Europe.

Arnaud Muller, o CEO da Bandai Namco Entertainment Europe comentou:

Este investimento é muito mais do que uma cartada estratégica para a Bandai Namco. Com o Stephan, o Alex e as suas equipas, partilhamos os mesmos valores e paixão pelos jogos. Nos últimos 3 anos, trabalhámos em conjunto na criação de novos IPs. O primeiro jogo Park Beyond vai receber lançamento em 2023, mas vamos ter muitos mais jogos. Este investimento é apenas a continuidade da nossa relação existente, e vamos ajudar a Limbic a tornar-se a nova referência em jogos de estratégia e simulação.

Stephan Winter, o Cofundador e CEO da Limbic Entertainment acrescentou:

Com a Bandai Namco temos muita sorte em ter um parceiro que partilhe os nossos objetivos, valores e compromisso para desenvolver títulos incríveis. Trabalhar juntamente até ao momento já mostrou a confiança e o respeito mútuo que caracteriza a nossa relação. Solidificar esta ligação dá-nos a oportunidade de aumentar o nosso jogo – planear ainda mais ambiciosamente e trazer a Limbic Entertainment para o próximo nível.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments