Cyberpunk 2077 será melhor nas placas gráficas Nvidia RTX

A NVIDIA anunciou que os utilizadores das placas da família RTX podem contar com o suporte ao DLSS 2.0 e ao Ray Tracing, na versão para o PC de Cyberpunk 2077. Estes efeitos enriquecem diversos elementos gráficos tais como sombras e luzes de néon em superfícies de metal ou vidro.

Jason Paul, vice-presidente de ‘marketing’ da GeForce, comentou num comunicado à imprensa.

Cyberpunk 2077 é um dos jogos mais esperados de todos os tempos. Combinando a incrível capacidade de contar histórias com a arte da CD Projekt RED, o Ray Tracing via RTX e o DLSS 2.0 ajudam a fazer deste um dos jogos obrigatórios de 2020”.

Para quem não conhece esta tecnologia da Nvidia, o DLSS (Deep Learning Super Sampling) é um método de anti-serrilhamento que usa a inteligência artificial para aumentar as taxas de atualização de quadros e gerar belas e nítidas imagens nos jogos. Basicamente, o jogador consegue jogar em 1080p, mas com uma qualidade visual 4K muito próxima do 4K nativo. A versão 2.0 é um melhoramento muito melhor desta tecnologia que foi introduzida em 2018.

Esta está ligada a uma rede com milhares de imagens nítidas de alta resolução, renderizadas ‘offline’ num supercomputador a frame rates muito baixas e com 64 amostras por ‘pixel’. Com base em inúmeras horas de rastreamento, a rede consegue “observar” imagens de baixa resolução e construir imagens de alta resolução, enviando os dados para a GPU em tempo real.

Cyberpunk 2077 será lançado a 19 de novembro para PlayStation 4, Xbox One, PC Steam e GOG.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal, até à sua atualidade. Devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também é adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.