Escritor de Days Gone diz para não reclamarem de um jogo não ter uma continuação se não o apoiaram no lançamento

Com os fãs a iniciarem uma petição para uma continuação de Days Gone o escritor e diretor criativo do jogo John Garvin numa entrevista no canal de youtube de David Jaffe não foi parco em palavras sobre o apoio dos fãs no lançamento do jogo.

Eu tenho uma opinião sobre algo que o seu público pode achar interessante, e isso pode irritar alguns deles. Se você adora um jogo, compre-o pela mer** do preço de lançamento.

Não reclamem se um jogo não obtiver uma sequência se não tiver suporte no lançamento. É como se God of War tivesse qualquer número de milhões de vendas no lançamento e, você sabe, Days Gone não teve. Falando por mim, pessoalmente, como produtor- não trabalho para a Sony – não sei quais são os números.

Days Gone – Análise

Garvin também falou sobre o impacto da pirataria nos videojogos.

Posso dizer que quando estávamos a fazer [Siphon Filter] Dark Mirror [na PSP], ficamos tão chateados com Dark Mirror porque a pirataria era uma coisa e a Sony não estava realmente informada sobre o que a pirataria estava a fazer com as vendas.

E nós mostramos-lhes os torrents, um site de torrents com 200.000 cópias do Dark Mirror a ser baixadas. Se eu me lembro bem – os números podem estar errados – mas, independentemente disso, eu estava chateado com isso na época, eu estava tipo, ‘isso é dinheiro que sai do meu bolso’.

Portanto, acho que o aumento no envolvimento com o jogo não é tão importante quanto, você comprou o jogo pelo preço integral? Porque se você fez, está a apoiar os produtores diretamente.

Days Gone já está disponível para PlayStation 4. A 18 de maio receberá versões para PC Steam, e PC Epic Games Store.

FONTE David Jaffe
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.