Part III de The Last of Us será “mais difícil de justificar”

Embora sem negar completamente um terceiro jogo de The Last of Us, Neil Druckmann, o diretor criativo e responsável máximo da saga afirmou numa entrevista à IndieWire que antes da equipa considerar fazer uma continuação, terão que encontrar uma história que tenha o mesmo peso emocional das duas entradas anteriores.

Com o primeiro jogo, não havia expectativas e era como se pudéssemos fazer qualquer coisa. Mas agora que estabelecemos certos personagens, temas e processos, pareceu que para fazermos uma ‘Parte II’ tínhamos que fazer algo com que os fãs não só estivessem confortáveis, mas algo que correspondesse ao núcleo emocional que encontramos no primeiro jogo.

E sem isso, não haverá razão para fazer uma ‘Parte III’. Encontrá-lo com a continuação foi muito mais difícil do que no primeiro jogo, e daqui para frente seria exponencialmente mais difícil justificar voltar ao mundo e encontrar uma maneira de variar as coisas. Já existem tantas coisas que viram sobre a história de fundo, sobre como o surto acontece, então teríamos que descobrir como criar uma nova experiência que corresponda ao impacto emocional dessas histórias e não sei o que isso é. Atualmente.

Tal como noticiámos nos primeiros 3 dias The Last of Us Part II vendeu mais de 4 milhões de unidades tornando-se o exclusivo PlayStation 4 que mais rápido vendeu.

Não se esqueçam que no nosso canal de youtube estamos a colocar gameplay de toda a história e a série de vídeos termina já amanhã.

Não se esqueçam de subscrever o nosso canal de Youtube para acompanharem todo esta aventura.