Príncipe herdeiro da Arábia Saudita toma posse de uma parte da SNK Corporation

Mohammed bin Salman, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita tornou-se no maior acionista da lendária empresa de videojogos SNK Corporation. Esta ilustre figura passa assim a tomar controlo da empresa de Terry Bogard, Athena Asamiya, Mai Shiranui, Marco Rossi, Kyo Kusanagi, e de muitas outras personagens célebres nos jogos da mesma. Contudo, será a Electronic Games Development Company, (uma instituição de caridade sem fins lucrativos ligada ao príncipe) que conduzirá as suas operações.

O príncipe investiu cerca de 813 milhões de riais sauditas (223 milhões de dólares) na SNK, o que lhe dá uma participação de 33,3% na mesma, com este negócio a empresa passa a estar avaliada em cerca de 670 milhões de dólares. O acordo também estipula que a fundação vai comprar mais 17,7% das ações da SNK nos próximos anos, garantindo assim 51% do controlo desta, nas mãos do príncipe.

A principal meta por Mohammed bin Salman, é a de investir em iniciativas que ajudem a “cultivar e estimular a aprendizagem, e a liderança dos jovens rumo a um futuro melhor no país“.

Embora a SNK, tenha sido fundada por Eikichi Kawasaki, em 1987, apenas atingiu notoriedade nos salões de arcadas no início da década de 90′ através das séries, Fatal Fury, Art of Fighting, Samurai, Shodown, The King of Fighters e Metal Slug. Contudo, mesmo estes e outros grandes sucessos, abriu falência em 2001, mas foi adquirida nesse mesmo ano pela Playmore Corporation, tornando-se SNK Playmore. A Empresa foi adquirida comprada novamente em 2015 por investidores chineses e pela 37Games (produtora de jogos para dispositivos móveis) por 63,5 milhões de dólares, voltando assim a adquirir o seu nome original.