Street Fighter V – Champion Edition – Análise

esta versão vista e revista promete fazer as delícias dos jogadores

Review de Street Fighter V – Champion Edition por Bruno Reis.

Não é todo exagerado afirmar que a experiência e impressões iniciais de fossem fracas e até dececionantes. As mesmas praticamente apresentavam modos de jogos focados na sua componente competitiva online, sendo que os jogadores solitários apenas podiam entreter-se em modos de história muito rudimentares, treino, multijogador local e um modo de sobrevivência intenso, porém injusto. Esta nova iteração de Street Fighter, foi frequentemente rotulada como um regredir a vários níveis, quando comparada com o capítulo anterior ou até a títulos mais clássicos como a série Alpha. No entanto, sentíamos que o fator, jogabilidade, estava no bom caminho e mesmo pouco polido, o jogo apenas carecia de tempo para prosperar. Felizmente a Capcom e a produção, estiveram atentas a estas e muitas mais críticas entregues pelos fãs e pela comunidade, e à sensivelmente dois anos atrás lançou um pacote mais apelativo, quer para jogadores iniciantes como veteranos, intitulado Street Fighter V: Arcade Edition.

A Capcom manteve a sua palavra afirmando mais uma vez, que os jogadores apenas precisariam da cópia original de Street Fighter V, já que modos, personagens e atualizações seriam todos disponibilizados de maneira gratuita. Os grandes cartões de visita desta versão foram as adições de novos V-Triggers e Criticals Arts, selecionáveis para todas as personagens que adicionaram mais profundidade aos combates e finalmente o surgimento de um muito suplicado Modo Arcade, que permitia ao jogador revisitar todas as eras de Street Fighter, de uma forma bastante interessante. Mas a Arcade Edition não ficou por aqui, níveis de bónus, roupas e até personagens jogáveis podiam ser todas desbloqueadas à boa velha maneira, ou seja, com a moeda FM, que nos é entregue ao desempenharmos certas proezas no jogo. Também eternos favoritos que inexplicavelmente estiveram ausentes, como Sakura, Sagat, Blanka ou Akuma finalmente pisaram os ringues de luta de Street Fighter V, bem como novas e interessantes adições como Menat, G, Kolin, e Ed. Realmente é assombroso testemunhar a longa e dura estrada que Street Fighter V, iniciou à 4 anos atrás, e o caminho que percorreu.

Desta feita a Capcom volta a carga com Street Fighter V: Champion Edition, esta reúne quase todo o conteúdo destes 4 anos de uma forma quase instantânea, com pequenas adições. Literalmente Champion Edition coloca-nos na posse de todas as personagens das temporadas anteriores desbloqueadas à partida, um guarda-roupa que faria a série Dead or Alive corar, possibilidade de vestir os nossos World Warriors a rigor, modos de jogo, cenários, músicas, arte conceptual, o Imperador da sociedade secreta, Gill e Seth, o poderoso Boss Final de Street Fighter IV, estão logo disponíveis nesta atualização. De salientar que Seth surge aqui com uma nova e peculiar aparência e Gill, finalmente une a história de Street Fighter na totalidade até ao momento. Quase todo o DLC é oferecido neste pacote, só mesmo cenários comemorativos como Ringue of Pride, Power, Justice e Destiny ficaram ausentes, sendo que os mesmos ainda podem ser adquiridos por um preço via PSN. Nunca é demais referir que os fatos que estiveram apenas disponíveis em forma de missões extra, encontram-se todos incluídos, sendo eu um grande fã da série Megaman, não hesitei em vestir a energética Sakura, com o traje da Roll Caskett ou Ryu, como Megaman. Em suma podemos referir que esta nova atualização faz de Street Fighter V, um pacote mais completo, justamente o pretendido à 4 anos atrás.

Se não ignoraram Street Fighter V no seu lançamento e planeiam voltar a dedicar-se a dominar hadokens, ao invés de uma cópia física podem optar pela via de update do jogo, por um preço ligeiramente mais baixo. Numa nota pessoal, penso que o preço deste update devia ser mais baixo, nem que fosse para agradecimento a quem apoiou o jogo desde o começo. Patch após patch, update após update, e considerando que muito do conteúdo aqui entregue faz deste finalmente um jogo completo, em contrapartida de títulos como Mortal Kombat XL, que apenas colocou novas adições, num produto por si já final. Finalmente Street Fighter V, com Champion Edition atinge esse estatuto, só não acho de todo correto introduzir elementos ausentes por um preço convenhamos, bastante alto.

Mesmo tratando-se de uma experiência mais simples no que toca a mecânicas, Street Fighter V, pode ter picos de dificuldade muito irregulares. Enquanto alguns encontros, na maioria dos modos de jogo são pateticamente fáceis, outros podem ser brutalmente difíceis, Street Fighter V, é e continua a ser um jogo situado numa era mais clássica, constando com títulos mais simples e modernos como Tekken 7, ou Dead or Alive 6.

Evidentemente este elemento é inexistente para as camadas mais veteranas nos modos online. Felizmente a maioria dos seus bugs e inconsistências encontrarem-se eliminados, contudo não sou capaz de ficar com pouco dececionado com uma experiência de jogo online mais imediata e rica encontrada noutros títulos, embora não demore tanto para encontrar e lutar um adversário, não deixa de demorar o seu tempo e o netcode embora esteja uns metros acima de edições anteriores, não deixa de ser inconsistente na perda de ritmo em alguns momentos.

No entanto, Street Fighter V: Champion Edition, não deixou de ter um sabor demasiado familiar, chegando quase a entrar em níveis contraproducentes. Os modos de jogo são praticamente os mesmos que encontramos noutras entregas anteriores, as personagens, e grafismos encontram-se praticamente intactos desde 2016, confesso que me surpreendeu a ausência de um vídeo de introdução nesta nova atualização. Penso que seja finalmente a altura de Street Fighter introduzir modos de jogos mais dinâmicos como os que podemos contar em Mortal Kombat, neste estágio até o regresso do fantástico World Tour de Street Fighter Alpha 3 seria uma adição de peso.

Se Street Fighter V, tivesse saído neste estado em 2016, certamente teria causado um impacto maior, no entanto, se falharam o seu lançamento inicial, esta versão vista e revista promete fazer as delícias dos jogadores. Se já possuem as anteriores versões, não é de todo recomendado, este titulo apenas se destina a veteranos, ou quem quer absorver mais do fantástico universo de Street Fighter V.