“Transtorno de jogo” é oficialmente uma doença

"Transtorno de jogo" é oficialmente uma doença

A Organização Mundial da Saúde (OMS) adotou hoje uma revisão da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-11), e que inclui pela primeira vez o “Gaming disorder” traduzido livremente para “Transtorno de jogo“, que é considerado um transtorno do comportamento aditivo.

A Classificação Internacional de Doenças é um sistema de classificação de doenças e transtornos para fins de pesquisa epidemiológica, gerenciamento e faturamento de serviços de saúde e tratamento clínico. Tem um capítulo reservado para “transtornos mentais, comportamentais ou de desenvolvimento neurológico”, onde o transtorno de jogo está agora listado.

A sua linguagem chama o Transtorno de jogo de “um padrão de comportamento de jogo persistente ou recorrente (‘jogos digitais’ ou ‘videojogos’), que pode ser online (ou seja, pela internet) ou offline”.

Aqueles com Transtorno de jogo podem mostrar “controlo prejudicado sobre jogos”, “prioridade crescente dada ao jogo, na medida em que o jogo tem precedência sobre outros interesses da vida e atividades diárias” e “continuação ou escalada de jogos, apesar da ocorrência de consequências negativas”.

A Associação de Software de Entretenimento mostrou anteriormente o seu desagrado pela classificação da doença, afirmando que “imprudentemente trivializa reais problemas de saúde mental, como depressão e transtorno de ansiedade social”.