60 volumes de One Piece gratuitos no Japão

60 volumes de One Piece gratuitos no Japão

Já vimos várias iniciativas no Japão para melhorar a vida dos estudantes que subitamente ficaram sem poder ir à escola durante este surto de Covid-19 (novo coronavírus) e o mangá One Piece de Eiichiro Oda é a mais recente franquia a juntar-se aos esforços disponibilizando volumes gratuitamente online.

A Shueisha vai disponibilizar online de forma gratuita na Zebrack Comic os primeiros 60 volumes de One Piece até ao dia 5 de abril.

Os volumes serão disponibilizados online a 9 de março tanto no site da Zebrack Comic como no Shonen Jump Plus, com todos os 60 volumes a serem lançados ao mesmo tempo. Um editor da Shonen Jump comentou que “espera que as aventuras de Luffy sejam apreciadas por crianças que estão a ter dificuldades para sair de casa”.

A Fuji TV também se junta a esta iniciativa e vai começar a exibir episódios resuma da série anime de One Piece. Apelidados de “Special Edition Episode Series” estes episódios serão exibidos de 9 de março a 1 de abril das 15:50 às 16:25. Apesar destes episódios resumo não se preocupem pois os episódios atuais de One Piece vão continuar a ser exibidos.

Enquanto o fecho das escolas está a acontecer no Japão para combater a disseminação do coronavírus no Japão, o número de casos continua a aumentar, com 449 casos confirmados no Japão até o momento. O governo japonês está a planear aprovar um “Estado de Emergência” no país assim que a legislação for aprovada.

Subscreve
Notify of
guest
4 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
João Vítor Nerís
10 , Março , 2020 10:15

tomara que esse surto não dure muito

toygame lan
toygame lan
Reply to  João Vítor Nerís
11 , Março , 2020 11:06

dificil dizer,o virus da sas durou uns meses

fundashi666
fundashi666
10 , Março , 2020 10:15

Como queria q algo assim aconteça aqui no Brasil kkkk…

toygame lan
toygame lan
Reply to  fundashi666
11 , Março , 2020 11:06

tem o mangplus que é free,mas não tem nada em PT ainda.