Aoashi e Kaguya-sama: Love is War ganham 65° Shogakukan Manga Awards

Aoashi e Kaguya-sama: Love is War ganham 65° Shogakukan Manga Awards

O comité da edição 65 dos , uma das competições manga mais prestigiadas no Japão, anunciou hoje os vencedores deste ano. Cada título vencedor será homenageado com uma estatueta de bronze e um prémio de 1 milhão de ienes (cerca de 9.000 dólares).

Neko, HajimemashitaO prémio de melhor mangá infantil foi para Neko, Hajimemashita de Konomi Wagata lançado na Ciao (Shogakukan).

A história do mangá desenrola-se à volta de Nao Kazushiro, um rapaz despreocupado do ensino médio que morre num acidente de trânsito e que de repente habita o corpo de um gato próximo. Ele acaba por ser apanhado das ruas por uma menina chamada Chika. O mangá retrata a vida quotidiana de Chika e Nao, agora chamada Nyao.

Wagata começou a publicar o mangá na revista Ciao em outubro de 2015. A Shogakukan publicou o sexto volume do mangá a 1 de outubro de 2019.

O prémio de melhor mangá shonen foi para Maiko-san Chi no Makanai-san de Aiko Koyama lançado na Weekly Shonen Sunday (Shogakukan).

A história desenrola-se no bairro de gueixas “hanamachi” de Kyoto. Aqui, depois das gueixas terminarem o seu trabalho tarde à noite, elas passam a noite a descansar numa loja para se preparar para o dia seguinte. A história é centrada em Kiyo, uma nativa de Aomori que trabalha como cozinheira numa loja de gueixas em Kyoto. Ela também tem uma amiga chamada Sumire, que é maiko ou aprendiz de gueixa.

Koyama começou a publicar o mangá na revista Weekly Shonen Sunday da Shogakukan em dezembro de 2016. A Shogakukan publicou o 12º volume a 12 de dezembro de 2019.

Nagi no OitomaO prémio de melhor mangá shoujo foi para Nagi no Oitoma de Misato Konari lançado na Champion Tap! (Akita Shoten).

A história desenrola-se à volta de Nagi Shima, uma menina que é muito consciente do humor de todos e que não se consegue aproximar de ninguém. Um dia, ela cai de hiperventilação. Depois de conversar com o seu ex-namorado, ela deixa o trabalho, muda-se e foge de tudo para começar de novo.

Konari começou a publicar o mangá na Champion Tap! em junho de 2016. A Akita Shoten publicou o sexto volume do mangá a 13 de setembro de 2019.

O prémio de melhor mangá no Geral foi para duas obras.

AoashiAoashi de Yūgo Kobayashi e Naohiko Ueno publicado pela Big Comic Spirits (Shogakukan).

A história do mangá desenrola-se à volta de Ashita Aoi, um génio do futebol auto-proclamado. Enquanto ele é afiliado a uma equipa júnior na sua prefeitura de Ehime, um incidente violento em campo termina a sua carreira no ensino médio. Nas profundezas da sua tristeza, ele encontra um homem na praia.

Kobayashi e Ueno começaram a publicar o mangá na revista Big Comic Spirits em janeiro de 2015. A Shogakukan publicou o 18º volume a 30 de outubro de 2019.

Kaguya-sama: Love is WarKaguya-sama: Love is War (Kaguya-sama wa Kokurasetai – Tensai-tachi no Renai Zunōsen) de Aka Akasaka pela Miracle Jump (Shueisha).

A obra mostra a história dos estudantes Miyuki Shirogane e Kaguya Shinomiya, os dois são considerados como o casal perfeito pelos outros alunos da escola Shuchiin mesmo não sendo namorados. Mas, após passarem tanto tempo juntos, Miyuki e Kaguya acabam por se apaixonar e como eles consideram este sentimento uma fraqueza os dois iniciam uma guerra onde o perdedor irá confessar os seus sentimentos primeiro.

Akasaka começou a publicar o mangá na Miracle Jump da Shueisha em maio de 2015, mas a obra foi transferida para a Young Jump em março de 2016. O 17º volume foi lançado a 17 de janeiro de 2020.

Kaguya-sama: Love is War foi adaptação para uma série anime com animação pelo estúdio A-1 Pictures (Sword Art Online, Magi). Uma segunda temporada vai estrear em abril de 2020.

A Shogakukan organiza estes prémios desde 1956 (por obras publicadas em 1955). Os vencedores do ano passado incluíram Age 12, Dr. Stone, Hibiki: Shōsetsuka ni Naru Hōhō, e Kenkō de Bunkateki na Saitei Gendo no Seikatsu.