Hajime Isayama revela as dificuldades para terminar Attack on Titan

13

Já anteriormente mostramos aqui o último e enigmático painel do mangá Attack on Titan (Shingeki no Kyojin) de e no programa Jōnetsu Tairiku ficamos a conhecer um pouco mais as dificuldades que enfrenta para terminar uma obra tão popular.

De acordo com o programa, Attack on Titan está agora a entrar no seu arco final. Isayama declarou anteriormente em 2014 que ele pessoalmente queria terminar o mangá em três anos. Já o seu editor Shintarō Kawakubo também afirmou: “A serialização está programada para terminar em três ou quatro anos”.

foi descrito no programa como “a suportar o fardo de querer corresponder às expectativas dos fãs, mas também em ir contra eles”. O artista de mangá frequentemente comenta sobre como ele está cansado; ele revelou que tem acordado regularmente às 16h por trabalhar a noite toda para cumprir prazos.

Desenhar o rascunho do mangá tem sido uma tarefa particularmente difícil. O documentário revela que durante o processo de desenhar o rascunho, Isayama costuma ficar a olhar para o nada por meia hora antes de soltar um bocejo.

É assim todos os dias… a minha preocupação em não ser capaz de fazer um bom rascunho torna-me incapaz de dormir. Então fico com fome, então não consigo desenhar. Mas quando eu como, fico com sono e ainda não consigo desenhar.

foi mostrado às vezes simplesmente deitado num sofá num estado alienado, tentando escapar da realidade. O comentador revela que só viu o sorriso de Isayama uma vez – quando ele fez uma pausa rara no trabalho para jogar Splatoon.

Quando perguntado se havia algo que ele queria desenhar depois de Attack on Titan, Isayama hesitante respondeu:

Sim. Mas eu posso não ser capaz de desenhá-lo. É mais provável que eu não seja capaz de fazê-lo. Eu pergunto-me se vou ter o que é preciso para continuar

começou a serializar Attack on Titan em 2009, quando tinha 23 anos de idade. É a primeira e atualmente única série em que ele trabalhou. O mangá tem 86 milhões de cópias impressas em todo o mundo e inspirou três séries anime e até filmes live-action. Ainda recentemente noticiámos que a Warner Bros. vai produzir uma adaptação para filme live-action.

Em Portugal o mangá começou recentemente a ser lançado pela JBC Portugal e no Brasil o seu lançamento é da responsabilidade da Panini.

A adaptação para série anime do manga de  foi considerada em 2013 a grande vencedora dos . Já no OtakuPT Awards 2017 a segunda temporada tambémk conquistou o mesmo prémio pelos leitores.