Shueisha confirma que falso funcionário enviou avisos de direito autoral

Nesta quinta-feira a editora Shueisha emitiu um comunicado oficial a respeito de todo ocorrido envolvendo o envio de avisos de direito autoral enviados indevidamente para diversas pessoas.

O comunicado foi feito diretamente no site Manga Plus e a editora japonesa confirmou as denuncias de que um individuo se passou falsamente por funcionário da editora para enviar os avisos de direito autoral no Twitter e em outras redes sociais.

“Chegou ao nosso conhecimento que a Shueisha foi falsamente deturpada por um indivíduo que enviou solicitações de direitos autorais e remoção no Twitter e em outras plataformas de mídia social. A Shueisha está atualmente consultando as várias plataformas para investigar quais medidas podem ser tomadas para resolver esse problema.”

No dia 08 de janeiro diversas pessoas no Twitter relataram que receberam um aviso de direito autoral enviado pela editora Shueisha, entre as pessoas que receberam este aviso estão artistas (inclusive um artista que já trabalhou em artes oficiais para Dragon Ball) e criadores de conteúdo. Os avisos foram direcionados a pessoas que tinham adicionado postagens em seus perfis imagens de mangas, animes, Gifs, fotos de cosplay e até fanarts de obras publicadas pela editora.

Inicialmente foi teorizado que um bot/robô de uma empresa terceirizada pela Shueisha para a nova lei de direitos autorais no Japão, que entrou em vigor no dia 1° de janeiro, tinha algo em sua programação que acabou incluindo indevidamente pessoas que não violaram a nova lei. Porém o criador de conteúdo Artur, do portal Library of Ohara sobre One Piece e que foi uma das pessoas que recebeu este aviso no Twitter, lançou um documento de diversas páginas denunciando que estes avisos atribuídos em nome da Shueisha teriam sido feitos por uma pessoa que estaria se passando por funcionário da editora japonesa e assediando diversos criadores de conteúdo.

Foi revelado no relatório que esta pessoa que está se passando como funcionário da editora Shueisha já teria se passando também por funcionário de uma gravadora e até fingindo ser funcionário da CD Projekt Red. Também foi revelado que todo o ocorrido no dia 08 de janeiro de 2021 seria o ápice de um ataque coordenado direcionado contra diversos criadores de conteúdo e contra uma streamer conhecida como Jessix, que segundo o relatório seria a primeira pessoa a sofrer com os avisos de direito autoral enviados por este falso funcionário da editora desde outubro de 2020.