Calendário Cultural – Maio 2017

Calendário Cultural - Maio 2017

Aqui ficam algumas das atividades e workshops relacionados com a cultura asiática que podem frequentar em Maio de 2017.


4 de Maio –  ORIGAMI E MODELAÇÃO – WET FOLDING

Quando Akira Yoshizawa começou a viajar pelo Ocidente na segunda metade do século XX, fascinou o seu público com modelos de origami orgânicos e realistas. Muita dessa mágica resultava da técnica de dobragem, o wet folding. Modelando o papel húmido, ia acrescentando curvas suaves que, apesar de delicadas, se tornavam bastante resistentes uma vez seco o papel.

Outros origamistas continuaram a explorar e aperfeiçoar esta técnica, tais como Éric Joisel, Robert J. Lang ou John Montroll. Partindo da história da modelação na arte do origami, este workshop desafia a aplicar o wet folding a alguns modelos emblemáticos.

Horário | 15.00 às 17.00
Preço | €20,00

Local: Museu do Oriente


 

AULAS REGULARES DE CHI KUNG

O Chi Kung (ou Qigong) é uma modalidade terapêutica de promoção e desenvolvimento da Saúde Física, Mental e Emocional que oferece múltiplas vantagens, visando a promoção da saúde através do cultivo da energia vital, quer numa perspectiva de prevenção, quer de terapia de doenças, permitindo manter ou alcançar o equilíbrio e a harmonia da tríade Corpo – Mente – Espírito.

Na sua forma original, o Lohan Chi Kung, sistema aqui leccionado, é um conjunto interno de exercícios com gênese nas tradições budistas e taoístas, para cultivar os “três tesouros”: Chi (energia vital), Jing (essência), e Shen (espírito). Praticado com regularidade, activa o fluxo de energia interna vital intrínseca ao longo dos meridianos, fortalece os órgãos internos, mantém o vigor do corpo e da mente, exercita as articulações, músculos e tendões, previne doenças por stress físico, fomenta a consciência postural, e proporciona a essência e base para uma vida saudável e alegre.

O trabalho do Chi Kung é sobretudo um trabalho de auto-regulação:

  • Auto-regulação da respiração
  • Auto-regulação da mente
  • Auto-regulação da postura corporal

Este trabalho de auto-regulação é efectuado sobre o corpo físico (estrutura músculo-esquelética e órgão internos) e sobre o corpo energético, utilizando para tal um conjunto de exercícios:

  • Exercícios com bastão
  • Exercícios de respiração
  • Execução de sequências (formas)
  • Posturas sentadas
  • Exercícios com passos
  • Teoria médicas

João Chasse Santo tem 25 anos de experiência na prática regular e ensino de Chi Kung, tendo recebido formação da maior autoridade do sistema, o Grande Mestre Chen Yon Fa, de quem é discípulo directo.

Sábados | 4 e 18 Março, 1 e 22 Abril, 6 e 20  Maio, 17 e 24 Junho
Horário | 9.00 às 10.30
Preço | €27,00/mês

Local: Museu do Oriente


 

WORKSHOP CAIXA DE PAPEL

Por ocasião do Dia da Mãe, vamos recorrer a técnicas simples de cartonagem para construir uma caixa com divisórias forrada a papel.

Para arrumar em beleza bijuterias, recordações ou chá, a caixa pode ser um presente para surpreender a sua mãe. Em alternativa, o workshop pode ser uma experiência criativa que poderá oferecer-lhe ou, melhor ainda, partilhar com ela.

Sábado | 6 Maio
Horário | 10.00 às 13.00 | €30,00

Local: Museu do Oriente


 

POESIA HAIKU E SAÚDE

O haiku é um poema de origem japonesa, breve e conciso mas de enorme poder expressivo. A ligação íntima à natureza e abertura à filosofia Zen podem torná-lo numa terapia contra o stress, promovendo a contemplação e o equilíbrio. Um workshop para aprofundar o potencial revitalizador desta forma poética, estendendo a sensibilidade, sobriedade e elegância que a caracterizam ao universo de referência individual de cada participante.

Leonilda Alfarrobinha descobriu a poesia japonesa na década de 90, quando começou a estudar a língua. Dedicou-se ao haiku, empreendendo viagens ao Japão e iniciando-se na escrita segundo o modelo tradicional. Desta experiência resultou um livro de haiku em língua portuguesa – O Respirar das Flores. Em 2015, conquistou o 3º lugar no WHA Haiku Contest.

18 e 25 de Maio | Quintas
Horário | 15.00 às 17.00
Preço | €25,00

Local: Museu do Oriente


 

A ESTAMPAGEM CHINESA NA COLEÇÃO KWOK ON

O Museu do Oriente propõe uma visita às reservas da coleção Kwok On para dar a conhecer o núcleo de Estampagens Chinesas, também conhecidas por tapian, ou ‘imagens roubadas à pedra’, que nos dão a conhecer o desenho das Pedras Esculpidas da Dinastia Han.

As Pedras Esculpidas correspondem a materiais de construção e acessórios funerários utilizados em portões, túmulos e câmaras funerárias. Tinham como função consolidar a estrutura e funcionavam como elementos decorativos. Geralmente representavam cenas de uma procissão, do cultivo, da música, dança, acrobática, episódios históricos, séries de corpos celestiais e criaturas mitológicas. Os registos destes elementos arquitetónicos aparecem ainda hoje impressos a partir de um processo tradicional, onde uma peça de papel fino, ao qual os chineses dão o nome de xuan, é colocada sobre uma superfície com um baixo-relevo; logo, é aplicada uma camada de tinta em partes iguais sobre a folha, através da pressão de uma ‘bola’ de tecido embebido, que vai produzir uma impressão do desenho da pedra sobre o papel.

As estampagens chinesas, ou tapian, foram utilizadas ao longo dos tempos para registar, copiar e distribuir imagens e textos gravados. Apareceram pela primeira vez no Período Han do Oeste (206 a.C. – 24 d.C)., foram muito populares durante o Período Han do Leste até à Dinastia Jin, e continuaram a ser realizadas durante a Dinastia Tang, tal como períodos posteriores. No momento em que as Pedras Esculpidas foram substituídas pelos murais pintados, e surgiram outro tipo de matrizes mais leves, como é o caso da matriz de madeira da xilogravura, as tapian foram sendo deixadas de lado, utilizadas hoje como forma de documentação de descobertas arqueológicas, entre outras funções. As estampagens chinesas estabelecem com a pedra esculpida uma relação da natureza do vestígio. A informação da modelação e pigmentação da pedra é substituída por alto contraste, através de uma imagem que apresenta a sua textura, suas rugosidades e falhas, mas não revela tudo, apenas a informação suficiente para se reconhecer esse contacto tangencial.

Esta visita vai ilustrar esta técnica e a sua história, através de vários exemplares de tapian existentes na colecção Kwok On.

19 Maio | Sexta
Horário | 15.00 às 17.00
Preço | €12,00

Local: Museu do Oriente


 

BONSAI: ESTÉTICA E CULTIVO (NÍVEL II)

Workshop de desenvolvimento das técnicas inerentes à arte bonsai, da poda, à aramação, passando pelo transplante e particularidades de cada espécie.

Nesta sessão inteiramente prática, cada participante deve trazer as suas árvores bonsai para realização das várias operações.

O workshop inclui: dossier informativo e certificado de participação. O Kensho Bonsai Studio disponibiliza durante o workshop várias árvores para trabalho caso os participante não tenham o seu próprio material.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Estética do Bonsai
  • Cultivo de Bonsai : Técnicas Avançadas
  • Espécies Autoctones vs Espécies Japonesas
  • Exposição: Como expor um bonsai ?
  • Wabi-sabi: A Beleza da Imperfeição
  • Bonsai na Europa vs Bonsai no Japão

20 Maio | Sábado
Com Márcio Meruje
Horário | 10.00 às 18.00
Preço | €55,00

Local: Museu do Oriente


 

WORSHOP DE PINTURA SUMI-E

Sumi-e é um estilo de pintura tradicional japonesa muito antiga praticada pelos monges do Budismo Zen. Mantida até à contemporaneidade, tem evoluído para a abstração e utilização de materiais diversos para além da (tradicional) tinta sumi. Neste workshop os participantes vão aprender o ritual e as técnicas básicas da pintura sumi-e, e aplicá-las à experimentação para as suas próprias ideias e interesses, usando materiais ocidentais como o carvão e a grafite aguareláveis, ao longo de um percurso pela coleção permanente do Museu do Oriente.

Susana Tereso realizou o projeto artístico “Pintura SUMi-E e sustentabilidade” no âmbito do Doutoramento em pintura na FBAUL. É mestre em Ensino de Artes Visuais e foi professora auxiliar de Desenho/Pintura no IADE.

Sábado e domingo | 27 e 28 Maio
Horário | 10.00 às 16h30
Preço | 100 € (materiais incluídos)

Local: Museu do Oriente


 

BRINCANDO COM O BELO

A contemplação do «belo» alimenta a alma e refresca o espírito.
Cercados de beleza, nem sempre dela conseguimos fruir, tal é a azáfama e a rotina do dia-a-dia.
Baseada em princípios da cultura japonesa, esta oficina pretende promover um momento de descoberta para pais e filhos!

O que entendemos por “belo” ou “beleza”? E onde os encontramos? Na Natureza? Na Arte? No Museu, o belo está em toda a parte, e até pode juntar os dois universos: o belo natural e o belo criado pelo Homem.

Percorremos as exposições do Museu para encontrar algumas formas naturais de beleza inegável…. Flores! E aprenderemos que as flores são matéria prima para criar outras formas de beleza, como é o caso dos arranjos florais.

Cada composição conta uma história, de acordo com os elementos usados. Flores, folhas, galhos e até musgo! Cores, formas e texturas variadas, para nos mostrar que a beleza é tão diversificada quanto presente ao nosso redor!

14 Maio | em comemoração do Dia Internacional da Família [15 Maio]
Em Parceira com a Fundação Moa

Domingo | 15.00 às 17.00
Para famílias [crianças dos 6 aos 12 anos]
Preço €6,00/participante (adulto ou criança)

Local: Museu do Oriente

 

Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.