O que estamos a ver – 30 de Outubro de 2022

De uma forma resumida, falamos um pouco sobre o que vimos e deixamos o convite para em baixo nos comentários dizerem o que viram e jogaram na última semana.

Bruno Reis

Bleach: Thousand-Year Blood War (03)

Ichigo enfrenta um dos capitães dos Quincy no Hueco Mundo, enquanto os restantes invadem a Soul Society causando inúmeras mortes aos seus aliados. Desde aspirantes a Shinigami até Capitães consagrados como Kira, todos são chacinados pelo exército branco que segundo parece partilha um passado com Yamamoto Genryusai, o líder dos 12 pelotões. No mundo dos vivos Ishida descobre que afinal não é o último sobrevivente da sua espécie. Foi refrescante assistir a Bleach resgatar narrativas e elementos relatados nos seus primórdios, tais como o desequilíbrio de almas, ou os Quincy assimilarem partículas espirituais. Presumo que ainda seja cedo, mas aquele sentimento de urgência e mistério que assistimos no indiscutível melhor arco da obra -Soul Society- presumo possa regressar neste arco. Pois além de muito mistério, cada episódio é polvilhado com espetaculares cenas de ação, violência desmedida e uma arte sublime, elementos outrora imagináveis numa adaptação anime da obra de Tite Kubo.

Chainsaw Man (03)

Denji aceita ajudar a demónio Power -pelos motivos mais biológicos do ser humano- para resgatar um gato muito importante para ela. Inicialmente tudo correu às mil maravilhas. Contudo, esta foi traída por um demónio morcego gigante que ao consumir a simpática criatura felina fez despertar o demónio dentro de Denji, e assistimos ao regresso do Chainsaw Man. Esta série, já está connosco há quase um mês mas ainda carecia daquele impulso para se destacar das restantes deste ano e desta temporada. Sinto que com este episódio o Studio Mappa finalmente cumpriu o que afirmava produzir, já que na minha opinião tivemos não só o melhor episódio até à data como um dos candidatos a episódio do ano. A animação e fotografia andaram de mãos dadas com especulares cenas de ação onde destroços, excelentes expressões faciais, partículas a esvoaçarem pelo ecrã, e dinamismo fervoroso marcaram as honras da casa. Se Chainsaw Man ainda não vos tinha puxado pela ignição, sem dúvida que este episódio vos vai fazer produzir esse efeito.

Denji e Power uma dualidade de semelhanças

Urusei Yatsura (2022) (03)

O liceu de Tomobiki recebe um novo e peculiar estudante, o excêntrico Shuutaro Mendo, herdeiro de uma das maiores fortunas do planeta Terra. Como vive e cresce num seio de riqueza, nobreza e excentricidade, Mendo carece de uma imensa falta de senso comum. Assim que desce (literalmente) à terra depara-se com a extraterrestre Lum, e fica rapidamente rendido aos seus encantos. Contudo, como todos sabemos, Lum é incondicional ao seu darling e como Shinobu também ficou perdida de amores por Mendo, desenvolve-se um verdadeiro big bang amoroso que ameaça engolir toda a cidade de Tomobiki. Agora que vejo Urusei Yatsura como uma maior maturidade, julgo que o Shuutaro não se apaixonou verdadeiramente pela Lum. Com base nos episódios futuros e leitura de todo o mangá, acredito ser tudo um fator psicológico. Isto porque na vida sempre conseguiu o que queria e como a linda extraterrestre o despreza o seu ego e segurança foram abalados. No futuro, Shuutaro até vai querer ver Lum e Ataru juntos e desenvolver até amizade com o rapaz mais azarado da terra. Grande parte do humor será da indiferença e força sobre-humana deste. Mais uma vez a produção do Urusei Yatsura moderno escolheu a dedo os seus seiyuu. Mamoru Miyano assenta que nem uma luva (branca) na personalidade do milionário claustrofóbico.

Antes do Naruto Uzumaki tivemos o Ataru Moroboshi

Mob Psycho III (04)

Quase todos na cidade abraçam o culto do chapéu psíquico, uma seita que gira em torno do brócolo gigante, chefiado por uma figura muito semelhante ao próprio Mob. Felizmente o nosso jovem devido a sua indiferença social não se envolve nesta doutrina e enfrenta alguém que conhece demasiado bem sob a aclamação de todos. Apesar de ser um episódio muito importante narrativamente, julgo que vai preparou o próximo para eventos de maior calibre.

Akiba Maid Sensou (04)

Devido aos inúmeros problemas do restaurante Tokoton, as nossas maids são destacadas se alistarem num programa de treino especial. O mesmo é muito semelhante aos militares, ou seja, brutal quer a nível físico como psicológico para as nossas meninas. A cada semana que passa cada vez estou mais convencido que Akiba Maid Sensou é um valente murro na mesa pela P.A Works, pois estando a produzir obras sentimentais ao longo de uma década deixou o estúdio com demasiado vapor para deitar cá para fora, e com Akiba Maid Sensou está a produzir esse efeito… mesmo que o senso comum seja atirado pela janela.

Chainsaw Maids

My Hero Academia -Temporada 6- (05)

Mesmo perante os esforços de todos os heróis, os vilões conseguem reanimar Shigaraki. Este assim que desperta liberta os seus poderes e conquista diversos heróis consagrados. Embora o episódio tenha sido resumido num par de frases, acontece tanta coisa ao mesmo tempo que até se torna bem complicado o resumir. Creio que este efeito a longo prazo vá ser contraproducente narrativamente.

Fiery Shoryuken!

Mairimashita! Iruma-Kun -Terceira temporada- (05)

Os frutos do treino de Iruma e dos seus colegas vão ser postos à prova no festival da colheita, a primeira prova prática para aumentarem de rank. A mesma consiste em amealhar o máximo de ingredientes numa floresta. Enquanto as anteriores provas poderiam ser disputadas em grandes grupos nesta não, visto que cada equipa consiste apenas em dois membros. Indiscutivelmente, todos sentimos vibes de um dos melhores arcos de Naruto “Chuunin Exam” neste episodio. Não só o ambiente é praticamente o mesmo como as provas também, já que também decorrem numa floresta com diversas equipas em disputa por um objetivo comum.

SPY x FAMILY  (17)

Como a Anya adora a sua família continua a uma mãozinha ao seu pai na Missão Strix… à sua maneira. Como a missão animais de estimação ainda prossegue, a nossa jovem esper decide ajudar o seu colega Desmond a criar um grifo em modelagem. Escusado será dizer que não corre como o previsto. Mais uma vez também tivemos mais mini histórias onde apresentaram personagens principais e secundárias.

A Anya é sem dúvida uma das melhores representações de uma criança num “média”. Se é algo que achei sempre pouco orgânico foi a abismal maturidade que uma criança tem numa história. Este foi sem dúvida o meu maior problema com Erased, já que parece que estamos perante crianças com um índice de inteligência superior ao de muitos adultos. Felizmente a nossa Anya comporta-se tal e qual como seria de esperar de uma criança de 5 anos. A personagem vive no seu mundo e os problemas são resolvidos pela simplicidade e inocência que vai a amealhar das suas experiências, pois permanece com o incessante sorriso que foi “herdado” da sua mãe. Com Desmond já acho um pouco menos orgânico, mas estranhamente relacionável, pois qual é a criança que não lute para receber a adoração dos seus pais? Anya e Desmond são reversos da mesmo moeda num certo sentido.

A nossa pequena Anya tem um lado muito calculista

POP TEAM EPIC 2 (05)

Parece que POP TEAM EPIC 2 tem uma temática diferente a cada semana. Desta vez creio que foram os JRPgs, isto porque não só assistimos ao tema -num inglês muito correto- ao Shining Shoulder (Uma alusão ao Shining Soldier de Shining Force) como o segmento body and mind a com stats a 9999 foi uma referência ao grind neste género. Mais uma vez desconheço os Seiyuu na primeira parte foram muito mais óbvios e reconhecidos, realmente ainda estou à espera da Miyuki Sawashiro ou Masako Nosawa num dos episódios mas parece que não vai acontecer.

É assim que te sentes em level 99 com os stats no máximo!

Respeitante a jogos estou a tratar de mais uma análise para vocês enquanto dou os primeiros passos na port de Star Ocean The Divine Force para o PC, cuja parece saída de um dia de nevoeiro, tem um DOF e um HDR horríveis e carece de muita otimização. Felizmente com ferramentas como o Special K está a ser um pouco mais agradável como podem ver abaixo.

Ricardo M.

Chainsaw Man (01 – 03)

Chainsaw Man proporcionou o que prometeu nos seus trailers. Os 3 primeiros episódios foram agradáveis de se acompanhar, sobretudo pela forma como foi introduzida a história do protagonista Denji e do seu companheiro demónio Pochita até à sua transformação. Naturalmente que as cenas de ação são o grande destaque deste anime, sem faltar sangue e violência no ecrã. Tudo isto com o cuidado especial que o estúdio MAPPA teve a produzir as coreografias e detalhes da animação.

Helder Archer

Esta semana grande parte do meu tempo livre tem sido dedicado a God of War Ragnarök cuja review vai ser publicada em breve. Estou agradavelmente surpreendido com o regresso de Bleach, bem melhor do que estava à espera, Chainsaw Man confirmou que é um dos grandes animes da temporada, Blue Lock ainda não me convenceu e My Hero Academia está a perder-se um pouco na narrativa ao tentar muita coisa a acontecer ao mesmo tempo.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest

4 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Samuel Silva
Samuel Silva
30 , Outubro , 2022 19:31

Com a estreia de To your eternity já está completa a minha lista de animes de Fall que quero acompanhar e ainda falta o final de temporada de Uncle from another World. Esta temporada está excelente. To your eternity, Golden Kamuy, Chainsaw Man, Bleach, Mob, The human crazy university, Lum, MHA, SpyxFamily, Blue Lock, Bochi The rock é o que estou a acompanhar. Acabei o Housing Complex C, são só 4 episódios. Tive vontade de de dropar depois do primeiro episódio e mesmo com um plot twist no último não é um anime que vá recordar com saudade, tem alguns momentos bons mas como um todo deixa a desejar.
Bruno, Mamoru Miyano como VA do Mendo é tudo o que precisávamos em Lum, a expressão “best man for the job” existe para casos como este.

josenilson vinicius
josenilson vinicius
30 , Outubro , 2022 22:41

Bruno, os dubladores dessa semana de Pop Team Epic

FB_IMG_1667157405668.jpg
Bruno Reis
Bruno Reis
Reply to  josenilson vinicius
31 , Outubro , 2022 7:15

Obrigado amigo nunca chegaria lá