Peter Gadiot é Shanks na série live-action de One Piece

A Netflix revelou que Peter Gadiot vai interpretar o personagem Shanks na adaptação para série live-action do mangá One Piece de Eiichiro Oda.

Eiichiro Oda está a supervisionar a série pessoalmente, com Matt Owens (Agents of S.H.I.E.L.D., Luke Cage) a servir como escritor / produtor executivo na co-produção entre a Netflix e os Tomorrow Studios.

Eiichiro Oda começou a serializar o mangá de One Piece na Shonen Jump da Shueisha a 19 de julho de 1997. O 57º volume teve uma primeira impressão de 3 milhões de cópias, um recorde da indústria nacional, em março de 2010. O 67º volume teve uma primeira impressão de 4,05 milhões de exemplares, um novo recorde da indústria nacional, em agosto de 2012.

O mangá ganhou o 41º Japan Cartoonist Awards em 2012 e estabeleceu um Recorde Mundial do Guinness em 2015 para “o maior número de cópias publicadas para a mesma série por um único autor”.

A franquia inspirou múltiplas adaptações para outras mídias, sendo a principal delas o anime que está em exibição desde outubro de 1999 e cuja produção está a cargo dos estúdios Toei Animation desde então.

Sinopse de One Piece

Gol D. Roger era conhecido como o “Rei dos Piratas”, o ser mais forte e mais famoso que já navegou na Grand Line. A captura e execução de Roger pelo Governo Mundial trouxe uma mudança em todo o mundo. As suas últimas palavras antes da sua morte revelaram a existência do maior tesouro do mundo, o One Piece. Foi essa revelação que deu início à Grande Era dos Piratas, homens que sonhavam em encontrar o One Piece, que promete uma quantidade ilimitada de riquezas e fama, e muito possivelmente o pináculo da glória e o título de Rei dos Piratas.

Subscreve
Notify of
guest
2 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
ShibaD
Shiba
28 , Março , 2022 23:42

Até agora não tenho reclamações sobre a escolha do elenco.

Joe
Joe
29 , Março , 2022 0:01

Neutro em relação a esse elenco, até porque todos são desconhecidos pra mim. O que importa mesmo é a produção que esse negócio vai ter, o quanto eles vão investir no CGI, qual será o tom da narrativa, o pós-produção, enfim.