Com o Covid-19 a produção de um anime demora o dobro

Com o Covid-19 a produção de um anime demora o dobro

O Mantan-Web do jornal Mainichi Shimbun revelou que segundo uma investigação junto de insiders anime, as dificuldades colocadas pela prevenção da propagação do Covid-19 fizeram com que a produção de um anime demore agora o dobro e a gravação das vozes o triplo.

Um membro de um estúdio que trabalha agora remotamente desde o final de março afirmou que o efeito foi particularmente sentido entre os estúdios que fazem principalmente trabalhos analógicos.

Existem muitos estúdios que ainda estão em transição para o digital. Quando se trata de teletrabalho, as verificações demoram um pouco, não importa como você o corta, e há muitas pessoas acostumadas a reuniões presenciais, o que diminui a qualidade do trabalho. É muito difícil manter a qualidade com o teletrabalho.

O Mantan-Web revela que há quem diga que a situação “está a voltar gradualmente ao normal, mas continuará ainda por um tempo”.

O site de notícias também destacou a situação nos estúdios de gravação que também estão a sofrer problemas. Por um tempo, uma grande quantidade de gravação de voz para anime parou completamente, mas está a começar novamente. No entanto, uma fonte disse ao Mantan-Web que “separar os microfones e garantir o distanciamento social significa que apenas três atores podem gravar de cada vez. É muito difícil conseguir até 10 pessoas para fazer isso de uma só vez, e era assim que acontecia antigamente. Existem algumas gravações que demoram três vezes mais tempo. Como resultado, a quantidade de tempo que o diretor gasta preso na gravação também está a ficar mais longo”.

A indústria de anime sempre lutou com a falta de mão de obra e pessoal, dificultando a sobrevivência de qualquer um, exceto os estúdios de maior sucesso. Alguns especialistas disseram ao Mantan-Web que o COVID-19 está a “piorar a situação. Pode até causar um transtorno no setor”, exigindo uma mudança para novas abordagens de produção.

O Sponichi relatou em abril que a gravação de voz para anime estava parada e que os atrasos continuariam no futuro próximo. A produção também estava a ser afetada porque uma grande quantidade de trabalho é terceirizado para a China e a Coréia do Sul, que estão a lidar com as suas próprias lutas relacionadas ao COVID-19.