Grand Blue – Ep.2: “Introdução ao meio aquático”

Começamos este segundo episódio com Nanaka, prima de Iori, a chamar-lhe a atenção para que não volte a dormir três noites seguidas fora do estabelecimento do seu tio. Para que tal não volte a acontecer, Iori decide não sair à noite nesse dia. A dupla de senpais (Shinji Tokita e Ryuujirou Kotobuki ) afirma que há problema visto já terem gente suficiente para a festa com as meninas da Universidade Oumi. Ouvindo isto Iori fica possesso e de repente muda de opinião, implorando a Nanaka para que o deixe sair naquela noite, ao que ela responde que não pode. Não querendo desistir, Iori tenta arranjar uma solução para convencer a sua prima a deixá-lo sair de casa. É aqui que entram os seus senpais, que se mostram interessado em rearranjar a decoração do seu quarto de modo a mostrar que se tornou num homem adulto independente.

Bem, talvez não tão adulto… Ao mostrar o novo look do seu quarto, obviamente que as coisas ficaram estranhas entre Iori e Nanaka. Todo que ele quer é um quarto típico de um estudante universitário que se encontra pela primeira vez a morar sozinho, ou seja, com aparência normal e não tão extravagante, surgindo a segunda tentativa:

Ora quem melhor para decorar um quarto de caloiro do que outro caloiro? Para seu espanto, Iori encontra Kouhei dentro do seu quarto e depara-se com esta aparência digna de um verdadeiro otaku. Expressando o seu descontentamento, Iori diz que pretende exatamente o oposto daquilo. Na terceira tentativa, Kouhei decide adicionar bastante conteúdo yaoi ao quarto, arruinando completamente a aparência do quarto, para exaltação de Iori. Talvez por causa disso não seja de estranhar que Iori transformou o Kouhei num saco de boxe. Na quarta e última tentativa, Iori finalmente decide por si próprio mas acaba por fazer algo não muito melhor…   

Talvez esta tenha sido mesmo a pior ideia, até os senpais e Kouhei concordaram. Embora a Nanaka goste bastante da sua irmã, tal não significa que o quarto do Iori fique bem com fotografias da Chisa por todo o lado. Bem digno de um stalker tarado não concordam? Como ela gosta de chegar nos momentos mais inoportunos, deparou-se com o quarto no estado igual à da última imagem. À custa disso, o Iori foi debandado do seu quarto, tendo ido para outro separado do edifício onde estava (ao menos permite que viva um estilo bem mais independente…).    

Já que esta série anime se trata sobretudo de mergulho, os veteranos decidem fazer uma atividade em conjunto com os três caloiros do costume: Iori, Chisa e Kouhei. Parece que o clube de mergulho não é assim tão requisitado… O único detalhe é que Iori simplesmente não sabe nadar. Desta forma, os veteranos dão uma lição teórica de mergulho, referindo que quem não sabe nadar tem medo da água, fazendo com que a pessoa entre em pânico e não seja capaz de respirar com eficiência, consumindo mais ar. No que toca a este assunto, Shinji Tokita e Ryuujirou Kotobuki são bastante sérios. Antes de mais nada ele necessitaria de se acostumar à água, pelo que o grupo se deslocou a uma piscina próxima. Como Iori não conseguia abrir os olhos debaixo de água, tentou colocar os óculos de mergulho para perceber se ajudava. Foi então que presenciou esta vista perturbadora:

Se já estava difícil se de habituar à água e de começar a gostar da prática de mergulho, pior ficou a situação ao fim disto. Para facilitar as coisas, os senpais tornaram a piscina numa espécie de banho termal e colocaram-no nu lá dentro.

Ora quem parece gostar sempre de aparecer em momentos inoportunos (uma vez mais) é Chisa, que o intitula de tarado. Iori diz que todo aquele aparato fazia parte do treino, mas os veteranos fazem de conta que não é nada com eles.

Mais tarde, à noite, Nanaka pergunta ao Iori se quer sair com ela. Juntos vão até um oceanário com vários aquários. É então que Iori fica a saber que a sua prima Chisa auxilia o oceanário nos seus tempos livres, ficando com uma perceção diferente sobre ela. Posto isto, Iori pensa em começar a estudar sobre as várias espécies de peixes pois talvez isso o ajude a gostar mais do ambiente aquático. Nanaka diz-lhe que está a pensar demasiado sobre isso e pede-lhe apenas que esvazie a sua mente e sinta o mundo submerso. Nesse preciso instante, aproximam-se de um grandioso aquário cheio de vida animal.

Nanaka adiciona que existem outros lugares ainda mais magníficos que este, acabando por revelar a Iori que foi Chise que lhe pediu para levá-lo ao oceanário para que finalmente começasse a gostar de mergulho e do mundo fantástico associado a esta atividade lúdica. Afinal de contas, ninguém gosta de ouvir os seus amigos dizerem mal sobre o que realmente amam fazer, sendo muito melhor ter amigos que compartilhem os mesmos interesses.

Ao fim, Iori vai ter com Chisa e dá-lhe uma pequena lembrança para expressar a sua gratidão. Embora ele continue a achar a água assustadora, sente-se mais motivado e interessado, pelo que vai tentar esforçar-se ao máximo nos próximos episódios. Desde já fica a promessa que daqui para a frente iremos contemplar com certeza mais destes ambientes submersos espetaculares como o mostrado na última imagem. E é com isto que me despeço por hoje, fiquem bem e até para a semana! Talvez ao fim disto vá dar um valente mergulho até à praia, quem sabe.

Análise semanal por João Gomes.