Polícia já começa a interrogar o homem que atacou a Kyoto Animation

Homem que atacou a Kyoto Animation diz estar à esperar da pena de morte

Polícia já começa a interrogar o homem que atacou a Kyoto Animation

A KYODO revelou que o homem que atacou o estúdio Kyoto Animation já foi interrogado uma primeira vez pela polícia, o primeiro passo para ele ser oficialmente preso e julgado.

Ele basicamente admitiu ter perpetrado o ataque, no qual 36 pessoas morreram, durante o interrogatório na sexta-feira num hospital de Osaka, dizendo que ele esperava receber a sentença de morte.

Embora o interrogatório tenha sido realizado de forma voluntária, a polícia já obteve um mandado de prisão para Aoba por suspeita de assassinato e incêndio criminoso, entre outras acusações.

Eles vão prende-lo assim que os médicos determinarem que ele pode suportar o confinamento. O homem de 41 anos de idade iniciou recentemente a reabilitação depois da sua condição melhorar a ponto de ele poder sentar-se.

Depois de se submeter a vários enxertos de pele, a sua situação foi declarada como não fatal, no início de agosto.

O estúdio nº 1 da Kyoto Animation, o centro da sua produção de anime, foi incendiado a 18 de julho, onde 70 pessoas estavam a trabalhar. O ataque também feriu 33 pessoas.

Podem conhecer aqui mais detalhes sobre o ataque e ler aqui o comunicado do presidente do estúdio Kyoto Animation.