Político japonês apresenta novo plano para reduzir as disparidades salariais da indústria anime

Autor de Love Hina diz que Apple está a censurar os mangás

Num comício no passado dia 13 de maio, o mangaká que virou político Ken Akamatsu (autor de Love Hina e Mahou Sensei Negima!) revelou que quer incutir um “tratamento fiscal preferencial” para animações comercialmente bem-sucedidas como uma medida para melhorar a situação dos animadores japoneses.

Ele afirmou:

Hoje em dia, obras e filmes anime são grandes sucessos! No entanto, também ouço que os resultados não foram devolvidos à produção por vários motivos. Isso fará com que a cultura decline!

Que tal dar tratamento preferencial ao imposto do trabalho e utilizar a sua restituição na indústria?

Não é possível para o governo fornecer apoio desde o início. Apoiaremos o trabalho depois de ele se tornar bem-sucedido.

No entanto, essa ideia não foi bem recebida por todos. Muitos internautas japoneses criticaram o ato como “inútil”. Em vez disso, eles exigiram que a Akamatsu trouxesse mudanças à Lei do Trabalho no Japão.

Subscreve
Notify of
guest
2 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Ronoroa Zoro
Ronoroa Zoro
18 , Maio , 2022 0:17

Não é possível para o governo fornecer apoio desde o início. Apoiaremos o trabalho depois de ele se tornar bem-sucedido.


Noᥙzᥱᥒ ΨυκιησD
Noᥙzᥱᥒ Ψυκιησ
19 , Maio , 2022 2:45

“Não é possível para o governo fornecer apoio desde o início. Apoiaremos o trabalho depois de ele se tornar bem-sucedido.”
Qualé, Ken. N faz ficar suspeito logo quando tava indo tão bem.