China estabelece limites de gastos em microtransações nos videojogos para menores

Entre os 12 e 16 anos terão um limite de 30 dólares por mês

China estabelece limites de gastos em microtransações nos videojogos para menores

O governo chinês estabeleceu limites para a quantidade de dinheiro que os menores podem gastar em microtransações em videojogos online, uma política que está vinculada ao limite já estabelecido de tempo de jogo de apenas três horas por semana.

O popular jogo da Tencent, Honor of Kings, anunciou que aumentará as suas medidas contra o vício em videojogos por menores em apoio ao “Plano de Prevenção Adequada do Vício de Menores em Videojogos Online por meio de um Sistema mais Estrito”, emitido pela Administração Nacional de Imprensa e Publicações na China.

China anuncia novo limite de três horas semanais para as crianças jogarem

De acordo com o novo regulamento, os menores só poderão aceder por uma hora ao videojogo, entre as 20h00 e as 21h00, às sextas-feiras, sábados e domingos, e qualquer outro feriado nacional. Crianças menores de 12 anos não terão permissão para microtransações em videojogos, enquanto crianças entre 12 e 16 anos terão um limite de 50 yuans (7,73 dólares) por operação até ao máximo de 200 yuans (30,93 dólares) como máximo acumulado por mês.

Os jovens com idades entre 16 e 18 anos terão um limite estabelecido de até 100 yuans (15,46 dólares) por transação e até 400 yuans (61,86 dólares) como máximo acumulado por mês.

Os especialistas dizem que não está claro se estas políticas podem ajudar a prevenir o vício em jogos online, já que as crianças podem simplesmente estar absortas nas redes sociais. Em última análise, dizem eles, são os pais que devem promover bons hábitos e estabelecer limites para o tempo de jogo.

FONTEYahoo! News Japan
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.