Mais de 80 jogos foram retirados na China após restrições

Dualsense screenshot review

A JD.com, a segunda maior plataforma de comércio eletrónico da China, revelou que deixaria de vender videojogos não licenciados na sua plataforma, depois do governo chinês restringir o tempo de jogo das crianças para três horas por semana.

Até 86 jogos, incluindo sucessos como Super Mario Maker 2, FIFA21, The Last of Us Parte 2, toda a série Call of Duty e toda a série Grand Theft Auto, serão removidos da plataforma.

China anuncia novo limite de três horas semanais para as crianças jogarem

A remoção, descrita pela JD.com como “a norma”, ocorre depois da National Press and Publications Administration (NPPA), o regulador chinês para videojogos e mídia online, dar instruções para limitar o tempo que os menores de 18 anos podem dedicar aos jogos. A partir de agora, eles terão permissão para apenas uma hora todas as sextas, sábados, domingos e feriados, que é a medida mais rígida do governo para combater o problema do vício em videojogos entre os jovens.

Ainda assim, grande parte do mercado de videojogos chinês opera numa área cinzenta legal, com muitos jogadores a comprar videojogos diretamente de lojas online estrangeiras e por meio de importadores em sites de comércio eletrónico distantes da jurisdição do país. Como a aplicação da nova norma é baseada em videojogos aprovados pelo governo chinês, videojogos não licenciados e não registados no sistema podem contornar as restrições.

Por sua vez, a JD.com mencionou que proibirá qualquer videojogo que viole a constituição chinesa ou a lei de segurança nacional. Aqueles jogos que promovem vulgaridade, pornografia, jogos de azar e violência também são proibidos, disse a JD.com. A proibição da empresa de videojogos não licenciados é um avanço em relação à estratégia anterior de brincar ao gato e rato com o regulador, em que o provedor removia os jogos apenas quando eram controversos.

FONTESouth China Morning Post
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.