Microsoft apoia a Epic Games no processo judicial contra a Apple

Phil Spencer, o responsável máximo pela divisão Xbox, pronunciou-se a favor da Epic Games, perante o processo judicial em desenvolvimento contra a Apple. A Apple refere que a Epic violou as políticas da iOS Store, por oferecer um modo de compras internas de itens com desconto no jogo: Fortnite.

No entanto, a Apple pode impedir, definitivamente, que a Epic Games tenha acesso às suas plataformas de desenvolvimento de ‘software’, o que enceraria o suporte do iOS ao SDK (Software Development Kit) do Unreal Engine, um dos motores de jogo mais requisitados pelos programadores de videojogos todo o mundo, e não só. Por exemplo, a série anime em transmissão: No Gun’s Life, produzida pelos estúdios de animação: Madhouse, usa este motor de jogo nos seus ambientes.

Este efeito teria repercussões catastróficas já que o motor é utilizado para a criação de jogos por várias empresas parceiras, além de vários indie.

A Microsoft emitiu uma declaração no tribunal, explicando que se o iOS tiver o suporte para o Unreal Engine encerrado, várias companhias produtoras de jogos serão prejudicadas, e, principalmente, os programadores menores, os quais utilizam o SDK da Epic porque não têm condições de desenvolver um SDK próprio. Desta forma, todo um ecossistema de jogos já lançados, além dos que ainda estão em desenvolvimento e os que contam com contratos pendentes, estaria ameaçado.

A Microsoft mantém um contrato de vários anos com a Epic Games, para implementar o suporte do Unreal Engine nos seus dispositivos próprios como nos de terceiros. Um exemplo destas parcerias é o jogo de corridas: Forza Street, disponível atualmente para o iOS, e que foi desenvolvido com base no célebre motor de jogo.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal, até à sua atualidade. Devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também é adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.