A popularidade do anime Jujutsu Kaisen pode estagnar

Será Jujutsu Kaisen capaz de sustentar a popularidade atual?

Jujutsu Kaisen volume 15 cover
Capa do volume 15 de Jujutsu Kaisen

O site japonês Myjitsu publicou um artigo intitulado “O anime Jujutsu Kaisen estagnou em popularidade? Por que ele não pode tornar-se o ‘Segundo Kimetsu no Yaiba’?”. Este post sobre a estagnação da popularidade de Jujutsu Kaisen acabou por se tornar viral e tornou-se num dos atuais temas de conversa no Japão.

No site podemos ler:

O anime “Jujutsu Kaisen” é exibido todas as sextas-feiras às 1h25. Diz-se que será o “Segundo Kimetsu no Yaiba” e já alcançou grande popularidade, mas parece que estagnou. Atualmente, a série já lançou um total de vinte e dois episódios, com a série entrando agora na adaptação do sétimo volume do mangá original.

Até ao momento, não houve mudanças na transição do mangá para a animação, e o trabalho de animação sempre foi de alta qualidade. Porém, nas redes sociais é possível ler comentários como: “A história é interessante, mas o humor usado é bem chato” e “As lutas foram interessantes, até chegarmos à luta principal”, entre outros.

Também há muitas pessoas que comparam este trabalho a “Kimetsu no Yaiba”, como aqueles cuja popularidade foi fortemente impulsionada pela sua adaptação animada. “A história de Kimetsu no Yaiba estava a ficar interessante, mas não é o caso aqui, tornou-se um tanto repetitiva desde o décimo episódio” e “Jujutsu Kaisen estagnou, não será capaz de imitar o sucesso de Kimetsu no Yaiba”, são comentários que ressoam entre os fóruns de discussão.

Aliás, Kimetsu no Yaiba teve um episódio espetacular, que foi o 19º, que deu a volta ao mundo e foi até comentado em fóruns que não eram de anime, algo que não se conseguiu com Jujutsu Kaisen. A qualidade oferecida pelo MAPPA é espetacular, então a situação resume-se ao facto de que a Ufotable é boa demais para competir. Os leitores do mangá original sabem de antemão que a história dá um salto de qualidade novamente em arcos de história subsequentes.

Mas pode o público em geral continuar ansioso por esses arcos de história? O objetivo de uma adaptação animada é divulgar uma obra em papel e impulsionar as suas vendas, mas se o público em geral começar a entediar-se e a retrair-se, não terá razão de ser. Kimetsu no Yaiba continuou a sua adaptação para o cinema quebrando recordes de bilheteira, e embora Jujutsu Kaisen não seja obrigado a seguir a mesma linha de produção (Anime – Filme – Anime), será ele capaz de sustentar sua popularidade atual?

Faltam dois anos para o fim do mangá Jujutsu Kaisen

Jujutsu Kaisen começou a ser lançado na Shonen Jump a 5 de março de 2018, fazendo parte da iniciativa JUMP START que tem como objetivo estrear novos mangás de sucesso na revista.

Na sua sinopse podemos ler:

Yuuji é um génio no atletismo. Mas ele não tem interesse em correr em círculos, ele é feliz sendo apenas um membro do Clube de Pesquisa Oculta. Embora ele esteja apenas no clube por diversão, as coisas ficam sérias quando um espírito aparece na escola! A vida está prestes a ficar muito estranha na escola do ensino médio de Sugisawa Town!

Criador de Jujutsu Kaisen revela as suas homenagens secretas a Bleach e Yu Yu Hakusho

Quanto à série anime, a animação é do estúdio MAPPA (Dororo, Yuri!!! on Ice, In This Corner of the World, Rage of Bahamut Genesis), a direção é de Sunghoo Park (The God of High School), o argumento é de Hiroshi Seko (Attack on Titan: Lost Girls, Banana Fish, Vinland Saga), o design de personagens é de Tadashi Hiramatsu (His and Her Circumstances, Yuri!!! on Ice, Parasyte -the maxim-) e a música é da responsabilidade de Hiroaki Tsutsumi, Yoshimasa Terui e Arisa Okehazama.

FONTEMyjitsu
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.