Leiji Matsumoto teve alta hospitalar

Leiji Matsumoto teve alta hospitalar

No passado dia 16 de novembro noticiámos que Leiji Matsumoto, o mangaká de Space Pirate Captain Harlock, Galaxy Express 999 e Queen Emeraldas, foi hospitalizado em Itália devido a uma suspeita de AVC e o jornal japonês Asahi Shimbun vem agora revelar que hoje Matsumoto teve finalmente alta do hospital em Turin.

Matsumoto recebeu na altura tratamento de emergência, incluindo intubação endotraqueal, mas foi transferido para a enfermaria de reabilitação a 20 de novembro. Matsumoto expressou a sua gratidão aos médicos após a sua alta.

Leiji Matsumoto foi hospitalizado a 15 de novembro após perder os sentidos, mas a sua condição acabou por se estabilizar no dia seguinte. O jornal Asahi Shimbun informou na altura que havia a suspeita de que ele teve um AVC no momento do colapso e que estava em estado grave. A agência de notícias Kyodo informou depois que Matsumoto tinha sido submetido a um exame à cabeça no hospital, e que este não detetou nenhum problema grave.

Matsumoto estava em Turim para assistir a uma série de eventos que comemoram o 40º aniversário da estreia do anime Captain Harlock na televisão italiana. De acordo com a Associação Cultural Leiji Matsumoto, Matsumoto iria estar presente numa sessão de autógrafos no Cinema Massimo na sexta-feira, mas só conseguiu assinar alguns autógrafos antes de se retirar para o quarto de hotel.

Matsumoto nasceu em 1938 e estreou-se como artista de mangá em 1953 com Michibachi no Bōken (Honeybee’s Adventure) enquanto ainda estava no ensino médio. Os seus trabalhos notáveis incluem Space Pirate Captain Harlock, Galaxy Express 999 e Queen Emeraldas, sendo que todos inspiraram animes e adaptação live-action. Ele contribuiu também para Space Battleship Yamato. Ele também supervisionou os AMVS do álbum Discovery dos Daft Punk, e os vídeos foram depois reunidos no filme INTERSTELLA 5555. Os seus projetos e obras influenciaram várias gerações de artistas em todo o mundo.