Mangá Fate/stay night: Heaven’s Feel entra em hiato

Capa do volume 1 de Fate/stay night: Heaven's Feel
Capa do volume 1 de Fate/stay night: Heaven’s Feel

A revista Young Ace da Kadokawa revelou que o mangá Fate/stay night: Heaven’s Feel de Taskohna vai entrar em hiato por um “curto período”.

O mangá adapta a rota “Heaven’s Feel” da visual novel original de Fate/stay night da Type-Moon. A rota é a terceira e última rota do jogo, e desenrola-se à volta de Sakura Matō, uma amiga do protagonista Shiro Emiya. A sua situação familiar complicada e abusiva, o seu papel na Guerra do Santo Graal e o seu romance com Shiro, ela caminha um destino cruel que consumirá todos aqueles que ela ama.

O mangá de Fate/stay night: Heaven’s Feel começou a ser publicado em maio de 2015 na Young Ace e a Kadokawa publicou o 8º volume a 26 de fevereiro de 2020.

Esta rota está também a inspirar uma trilogia de filmes anime sendo que o primeiro, Fate/stay night: Heaven’s Feel I. presage flower, estreou em outubro de 2017, o segundo, Fate/stay night: Heaven’s Feel II. lost butterfly, em janeiro de 2019 e o terceiro, Fate/stay night: Heaven’s Feel III. spring song, foi adiado por tempo indeterminado devido ao Covid-19. Originalmente este filme tinha estreia agendada para 28 de março de 2020.

Com animação pelo estúdio , direção de (Fate/stay night: Unlimited Blade Works) e argumento de Takahiro Miura, “Heaven’s Feel” é uma rota da visual novel original e uma adaptação para manga foi lançada em Maio de 2015. A música é de Yuki Kajiura (Fate/stay night: Unlimited Blade Works, Fate/Zero).

Imagem promocional de Fate/stay night: Heaven’s Feel III. spring song. desenhada pelo diretor Tomonori Sudō
Imagem promocional de Fate/stay night: Heaven’s Feel III. spring song. desenhada pelo diretor Tomonori Sudō

A história dos filmes desenrola-se à volta de Sakura Matou, a irmã mais nova de Rin Tohsaka, que quando era jovem foi enviada para a casa Matoi como filha adotiva. Ela teve uma formação torturante para que adquirisse poderes mágicos poderosos. Sakura não deveria entrar na Guerra do Santo Graal, mas devido ao seu relacionamento romântico com Shirou, a paixão escondida dentro de si mesma e as suas restrições mentais fazem-na perder as estribeiras. Sakura torna-se uma peça fulcral na Guerra do Santo Graal e força Shirou a caminhar em direção a um destino cruel.