O que estamos a ver – 04 de Dezembro de 2022

De uma forma resumida, falamos um pouco sobre o que vimos e deixamos o convite para em baixo nos comentários dizerem o que viram e jogaram na última semana.

Bruno Reis

Bleach: Thousand-Year Blood War (08)

Após a invasão dos Quincy, a Soul Society recebe a divisão zero dos Shinigami para tentar equilibrar as contas. Este foi essencialmente um episódio com diversos elementos mistos. Enquanto a primeira parte teve um ambiente mais pesado, onde o destaque foram as enormes perdas da Soul Society, a segunda parte foi um completo abandono do que assistimos desde o início desta temporada, visto que tingiu a série com personagens mais animadas, uma palete de cores mais larga e alguns momentos de comédia. O ponto mais importante do episódio penso que foi a revelação do Reino das Almas que imprimiu mais detalhes do plano do Aizen e introduziu (ainda) mais conceitos para a série.

Chainsaw Man (08)

Denji com uma mente ainda mais confusa estabelece uma aliança com uma das suas colegas para conquistar Makima. Todo o clima de despreocupação do episódio é abafado com a invasão do demónio da katana. Chainsaw Man desde o seu início sempre se destacou por ser uma série com uma arte e estéticas muito apelativas. Contudo, este episódio esteve muito acima dos anteriores. Não só respeitante na fluidez da animação como na própria arte e fotografia. Este é sem dúvida um episódio a ser degustado pelos espetadores mais cinéfilos. Se este é o futuro do CGI em animação 2D penso que estamos em boas mãos.

Mob Psycho 100 III (09)

Shigeo fica destroçado quando descobre que a sua amiga e paixoneta resolve abandonar a sua cidade para viver noutro lugar. Entre um medidor em constante mudança e um sem fim de rejeições, o episódio termina com um acontecimento perturbante que trilha um fim para o crescimento emocional do Mob e as suas aventuras.

Urusei Yatsura 2022 (08)

Lum decide também ingressar no mesmo liceu do seu Darling, não só para se instalar no planeta azul como também para estar ainda mais tempo com este. Contudo, não é a única a fazê-lo, Ran outra extraterrestre e amiga de infância de Lum também fez do Planeta Terra a sua próxima casa. O seu intuito não é tão pacífico como da extraterrestre de cabelo verde, pois Ran viajou para consumir a sua vingança já que Lum a humilhou vezes sem conta nas infâncias e roubou-lhe o seu amor. Por estas razões Ran está determinada a sugar a energia vital de Ataru através de um beijo. Como não podia deixar de ser o jovem age pela emoção, ainda mais que atrás de uma camada de fofura e simpatia se esconde uma mulher compulsiva, grosseira e sedenta de sangue.  Mais uma vez sentimos os efeitos da modernização da David Production, dado que colocaram Ran diretamente na escola ao invés de lhe introduzirem no encontro das bonecas como na obra original. Embora não seja da mesma forma, como a produção conseguiu produzir este efeito foi bem convivente se tivermos em consideração que os episódios são escolhidos a dedo e todos os elementos decorridos nos mesmos devem fluir.

O meme do namorado infiel

Akiba Maid Sensou (09)

Todas as maids do Grupo da Creature Land competem num festival onde a maid mais determinada recebe a distinção Omoe, a grande maid que originou esta competição. Como não podia deixar de ser temos muito sangue. Continua a ser um delírio assistir à forma como o mundo yakuza é implementado no das maids. Isto porque o termo maid se lê como underground em japonês e a série tem o duplo significado de underground akiba war.

Wesdnesday (Todos os 8 episódios)

Wesdnesday, é tecnicamente uma continuação de Família Addams 2 um filme de 1993 realizado por Barry Sonnenfeld. Contudo, esta modernização é muito diferente dos seus filmes e outros ‘media’ homónimos, tais como a série clássica de 1963 e obra original de Charles Addams. O tempo também passou por esta macabra família, Gomez engordou imenso, Morticia tem rugas, e Wednesday agora é uma adolescente. Como não podia deixar de ser a personalidade da filha de Gomez e Morticia é demasiado grande para se enquadrar em qualquer estabelecimento de ensino. Completamente de mãos atadas, os seus pais decidem matricular a sua filha no liceu de Nevermore, o excêntrico estabelecimento de ensino que os seus pais outrora estudaram e se conheceram. Este é completamente diferente do que estamos habituados. O mesmo alberga dezenas de jovens sobrenaturais tais como lobisomens, sereias e medusas. Por essa razão é imensamente visto com desdém por parte dos outros habitantes de Jericho, ainda mais quando nos subúrbios da cidade existe o rumor que um urso monstruoso ataca quem se aventura pela sua floresta.

Wednesday, é vastamente diferente de todos os outros “media” inspirados nas histórias de Charles Addams. Enquanto o mesmo humor negro e ácido é uma constante, a comédia é abafada em prol de uma aventura muito próxima dos filmes de Harry Potter. Os mesmos partilham imensos paralelismos, até porque têm como ambiente um mistério num liceu e diversas personagens que se juntam em redor deste. A grande diferença é que Wednesday, genuinamente interpretada por Jenna Ortega (a sério têm de ver o excerto da dança) é uma personagem ácida e antissocial que faz com que as situações sejam completamente distintas. A mesma também serve como mote para as grandes mensagens e fios condutores da série, a discriminação e as expetativas sociais. A série mergulha mais a fundo nas personagens, especialmente na jovem da família Addams. Na mesma descobrimos que a sua personalidade se formou porque Nero, o seu escorpião de estimação, foi vítima de um acidente por parte um bando de miúdos. Desde esse momento a menina de 6 anos descobre que lágrimas não resolvem nada e decide reprimir qualquer tipo de emoções, o que originou uma personalidade sarcástica, confiante, inteligente e solitária. Estes elementos são essencialmente o fio de condutor da série, visto que com a ajuda de uma “mãozinha” interage com outras personalidades que de uma forma ou de outra são marginalizadas pela sociedade, especialmente pelas suas raízes e heranças. Também sentimos um pouco o atípico clima de filme adolescente através de diversos triângulos amorosos que felizmente não se tornam destaque para o núcleo narrativo da série. O grande foco da mesma é um mistério (muito ao estilo de Persona 4)que se acende a cada episódio e capta a atenção do espetador por completo, principalmente pela forma como é servido e como possui fortes implicações sociais. Esta série que essencialmente um filme de oito horas realizado por Tim Burton, mergulha a fundo em diversas instâncias noutras personagens, tais como os pais de Wednesday e conta com um elenco de luxo onde singram nomes como Catherina Zeta Jones, a Wednesday original Christina Ricci, e o lendário compositor Danny Elfman. No cômputo geral estamos diante de mais um grande sucesso da Netflix e de mais uma modernização e resgate de uma propriedade intelectual que não teve receio de dar o passo para o século XXI.

SPY x FAMILY (22)

Twilight e Nightfall participam num jogo de ténis underground para desmascarar uma rede de apostas ilegais. Este foi episódio onde já sentimos aquele travinho a filler, até porque julgo que não fez parte da história original de Endo. Julgo que além do tema das apostas ilegais, o tema de espionagem foi a própria personagem que Loid encarnou, seja o super soldado espião Solid Snake de Metal Gear Solid, sim até porque a competição ser chamada Campbell não engana ninguém. No desporto em si, Nighfall encarnou a personagem Reika Ryuuzaki de Ace Wo Nerai.

No seu auge “Metal Gear Solid Tennis” poderia ter sido uma realidade

POP TEAM EPIC 2 (10)

Popuko e Pipimi participam numa competição de Mahjong contra Cecil Harvey no Gold Saucer ’tá tudo dito! Pessoal de serviço digam quem foram os seiyuu se fazem favor.

JoJo’s Bizarre Adventure: Stone Ocean (25 a 30)

Comecei a assistir ao início do último bloco de episódios de JoJo’s Bizarre Adventure: Stone Ocean. Para já a série segue essencialmente os mesmos moldes da anterior, com confrontos de stand users enquanto o enredo flui lentamente. Para a já a narrativa se debruça sobre os filhos de Dio que fazem tudo de tudo para o Pucci ascender aos céus durante a próxima noite de lua nova. Se tudo correr bem o veredito da série como um todo poderá ser lido na próxima semana neste espaço.

São poucos os jogos que prendem o jogador pela sua narrativa. Muitos pelo fluir de acontecimentos complemente dispersam-se e se tornam contraproducentes neste quesito. O jogo The Legend of Heroes: Trails from Zero faz parte dos jogos que possuem uma narrativa de tal forma poderosa que prendem o jogador nos seus eventos e personagens. Como afirmei anteriormente este é um jogo de 2010 que perdeu o barco para o ocidente, mas que certamente deixou a sua marca por quem jogou as ports PC da Joyoland traduzidas pela Geofront. Mesmo tendo experienciado o jogo nossas ocasiões a sua narrativa e personagens prenderam-me como antes, aliás, muito mais que a maioria dos jogos modernos que joguei neste ano. Como a Nihon Falcom Corporation faz especialmente quando encaixa todas as peças dispersas demonstra que jogos de qualidade vão muito além de grafismos.

Claro que não deixar em branco o comentário do Randy a analisar a minha atividade profissional

Helder Archer

Em Spy x Family vimos um jogo de ténis muito particular e a afirmação de mais uma personagem a ter em conta na divertida história, My Hero Academia elevou a parada em termos emotivos e vamos ver com o Deku vai reagir a todas aquelas emoções, Uncle from Another World regressou finalmente com um episódio ameno passando a sensação de começar a ser mais do mesmo,  Chainsaw Man está brutal em todos os sentidos e Bleach: Thousand-Year Blood War fez regressar alguma da comédia que também popularizou a série.

Felipe Soares

Por causa da cobertura da CCXP 2022 não tive tempo para assistir aos animes que estou acompanhando, porém, na exibição que a Crunchyroll dentro do evento foi possível ver o primeiro episódio dos animes Ayaka: A Story of Bonds and Wounds, The Reincarnation of the Strongest Exorcist in Another World (Saikyou Onmyouji no Isekai Tenseiki) e o primeiro episódio da segunda temporada de In/Spectre (Kyokou Suiri ou Invented Interface) e  The Fruit of Evolution (que eu não escrevi texto no site por não compreender os acontecimentos por não ter assistido a primeira temporada). O link para os textos estão abaixo:

Primeiras impressões de The Reincarnation of the Strongest Exorcist in Another World

Primeiras impressões de Ayaka

Primeiras impressões de In/Spectre 2

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest

9 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Otavio Sabino
Otavio Sabino
4 , Dezembro , 2022 20:06

Wesdnesday ? ISSO JA SAIU TEM UMAS 2 SEMANAS

Otavio Sabino
Otavio Sabino
Reply to  Bruno Reis
4 , Dezembro , 2022 22:13

então e só fala já saiu sim, mas tamos postando agora.

Otavio Sabino
Otavio Sabino
Reply to  Otavio Sabino
4 , Dezembro , 2022 22:14

.

Last edited 2 meses atrás by Otavio Sabino
Otavio Sabino
Otavio Sabino
Reply to  Otavio Sabino
4 , Dezembro , 2022 22:19

ate pq eu não tava criticando, so tava querendo me informa certo pois ja tinha varias pessoas falando dessa serie.

Otavio Sabino
Otavio Sabino
Reply to  Bruno Reis
5 , Dezembro , 2022 14:39

eu dei uma olhada realmente muito bom.

light 701
light 701
5 , Dezembro , 2022 0:32

otima série e boa analise