Amagami SS – Um bom anime de Visual Novel de quase 10 anos

Artigo enviado por Jonh Vini.

Olá a todos que estão cansados de sempre o mesmo anime Harém com os mesmos estereótipos, ou você procura uma boa adaptação de uma visual novel que não precise assistir mais de um milhão de episódios para entender a história, eu, Jonh Vini, vos apresento um anime bastante doce e agradável de ver: Amagami SS.

Sinopse

Fotocopiando nosso caro amigo Bushido: Dois anos atrás, Junichi tem seu coração partido por uma menina que faltou ao encontro com ele na véspera de Natal. Agora, um estudante do segundo ano do ensino médio, Tachibana Junichi está desconfiado de amor por causa de seu passado e não gosta de comemorar o Natal. No entanto, este Natal, o encontro com uma das sete meninas de sua escola, Haruka Morishima, Kaoru Tanamachi, Sae Nakata, Ai Nanasaki, Rihoko Sakurai, Ayatsuji Tsukasa ou Risa Kamizaki vai finalmente abrir seu coração para amar novamente.

Sim é uma sinopse genérica que praticamente conta como o anime todo funciona, mas confiem em mim pois os personagens irão lhe cativar de acordo do desenvolver da história.

Ficha Técnica

Como falei antes  Amagami SS é baseado numa visual novel homônima, a mesma se enquadra dentro do gênero de simulador de Namoro (Dating Sim) que sinceramente tem muitas similaridades com Visual novels, mas por fim ambos são subgêneros dos jogos de aventura; lançado em Março de 2009 para Playstation 2 pela conceituada Enterbrain que talvez com esse nome não seja familiar mas ela é a mesma produtora do famoso RPG Maker e Amagami não foi o primeira Dating Sim da empresa pois Kimikiss é considerado a prequel da obra.

O jogo só saiu no Japão.
O jogo só saiu no Japão.

Já o anime, tanto a primeira temporada quando a segunda(Amagami SS Plus), foi produzida pela AIC(Tenchi Muyo!, El Hazard, Aa Megami-Sama e Persona 4), a primeira temporada foi lançado entre dois de Julho até 24 de Dezembro(irônico) de 2010, 25 episódios, já a segunda foi lançada entre seis de Janeiro até 30 de Março de 2012 com doze episódios, ambos possivelmente disponíveis na HIDIVE atualmente, não cheguei a conferir isso, fato engraçado é que cada temporada teve seu diretor e Hiraike Yoshimasa(diretor da primeira temporada) foi o compositor de série do mesmo, essa combinação também estão presentes em Working!!, Gugure! Kokkuri-San e Wotakoi, ambos trabalhos dele; já Kobayashi Tomoki(diretor da segunda temporada) trabalhou em dois episódios da primeira temporada e mesmo como muito tempo na industria(1990) ele possui pouca experiência como diretor, só dez títulos entre eles está Hundred, Akame ga Kill! e a continuação espiritual de Amagami para TV:Seiren; Como compositor de série da segunda temporada, Kimura Noboru também trabalhou escrevendo episódios para primeira temporada e dentre seus outros trabalhos então títulos como Nyaruko-San, Kokkoku,Gundam Build Divers e Knight’s & Magic; e depois de toda essa explicação vamos direto ao que interessa: as duas temporadas foram boas em quesito direção mas ainda destaco a primeira graças justamente ao seu diretor pois a segunda é basicamente uma DLC da primeira série.

Da esquerda para direta os trabalhos de Hiraike Yoshimasa, Kobayashi Tomoki e Kimura Noboru
Da esquerda para direta os trabalhos de Hiraike Yoshimasa, Kobayashi Tomoki e Kimura Noboru

O Character Design caiu no colo de Gouda Hiroaki, uma pessoa de confiança na AIC pois foi diretor de todas as adaptações de Aa Megami-Sama, mas como Character Design ele já trabalhou em obras como Onegai Teacher, Koi to Senkyo to Chocolate e mais recentemente Yagate Kimi ni Naru e posso confirmar que sim ele possui um bom traço para adaptar qualquer obra para uma possível “produção em massa” como é produzir um anime.

O Cara é um Xerox Humano.
O Cara é um Xerox Humano.

Ele também trabalhou como chefe de animação do primeiro  Amagami, mas não foi o único pois a primeira temporada teve mais três diretores de animação que foram Sugimoto Isao (Seikon no Qwaser, Girls und Panzer, Denpa Kyoushi e Vatican Miracle Examiner), Inomata Masami(Aa Megami-Sama, Sakurako-san no Ashimoto ni wa Shitai ga Umatte Iru e Idolish Seven) e Tachikawa Seiji(Koi to Senkyo to Chocolate, Ao Haru Ride e Kino no Tabi 2017) sendo os dois últimos também trabalhando na segunda temporada e posso lhe dizer que mesmo com uma quantidade massiva de diretores de animação, atualmente isso é sinal de pressa para produzir uma série, e geralmente a qualidade a mesma não fica boa, mas qualidade desse anime  não decaiu no passar dos episódios, até mesmo na segunda temporada.

O portfólio dos diretores
O portfólio dos diretores

Por fim vamos falar do compositor responsável da obra que posso dizer que não foi muito complicado para Oomori Toshiyuki que já trabalhou em grandes obras como Jojo, Evangelion, Tsukihime e Shaman King, Amagami SS foi o último trabalho dele como musicista de uma obra e posso falar que foi um bom ponto final em suas participações nessa indústria.

Um Cara com um grande catalogo.
Um Cara com um grande catalogo.

Opening e Ending

Sinceramente as aberturas e encerramentos de Amagami SS são bastantes boas por anime pois a letra e melodia é bastante doce chegando a ser algo que incomoda, pelo menos nas cinco primeiras vezes que você ouve elas, não é algo ofensivo mas nem chega a ser memorável; a série como um todo possui três openings e sete, sim sete, encerramentos, sendo que seis estão na primeira temporada pois funcionam durante o arco da heroína da vez para dar uma “valorizada” na mesma, a média é de quatro episódios cada, algo que a própria Monogatari Series faz piada com isso; vamos logo citar as openings sendo a primeira “I Love” de azusa seguido por Kimi no Mama de (君のままで) e Check My Soul também da azusa, sendo essa última a opening da segunda temporada.

I Love

Kimi no Mama de

Check My Soul

Por fim as endings, como falei antes as endings da primeira temporada são cantadas pelas heroínas, então irei falar o nome das personagens ao invés das dubladoras, começando com “Kimi no Hitomi ni Koishiteru (キミの瞳に恋してる)” pela Morishima Haruka, “Kitto Ashita wa (きっと明日は…)” pela Tanamachi Kaoru, “Anata Shika Mienai (あなたしか見えない)” pela Nakata Sae,”Koi wa Mizu-iro (恋はみずいろ)” pela Nanasaki Ai, “Koi wa Aserazu (恋はあせらず)” pela Sakurai Rihoko, “Nageki no Tenshi (嘆きの天使)” pela Ayatsuji Tsukasa e  “Koi no Yukue (恋のゆくえ)”  pela Kamizaki Risa, vulgo garota extra que só aparece no final do anime e já a Ending da segunda temporada, “Kokuhaku (告白)”, é cantada  pela azusa.

Kimi no Hitomi ni Koishiteru

Kitto Ashita wa

Anata Shika Mienai

Koi wa Mizu-iro

Koi wa Aserazu

https://youtube.com/watch?v=ZgFretTQtio

Nageki no Tenshi

Koi no Yukue

Kokuhaku

Os Dubladores e os Dublados

Bem Amagami SS possui muitos personagens, 21 que aparecem mais de dois episódios na primeira temporada, agora imagine na segunda que é a expansão da história, por isso só falarei do nosso herói, seus conhecidos e as garotas-rota do anime, começando com o nosso herói e sua irmã, não termos uma rota incestuosa mesmo com um OVA dedicado a ela, pois Tachibana Junichi e Miya(Mimi) são bastantes próximos, ambos não gostam de seu irmão(ã), mas existe Bait para eles formarem um casal, apenas um Bait; ele não acredita no amor, justamente pelo o que ocorreu a dois anos atrás, já ela é simplesmente uma irmã preocupada; partindo para dublagem Junichi é dublado por Tomoaki Maeno que dublou Juichi Fukutomi de Yowamushi Pedal, Kanejo Keiichi de B Gata H Kei, Charles Phipps de Kuroshitsuji, Pain de Naruto, Ooyama Takeru de Maken-ki e o Glóbulo  branco (neutrófilo) U-1146 de Hataraku Saibou, já a Mimi é dublada por Asumi Kana que já deu sua voz para Nyaruko de Haiyore! Nyaruko-San, Koshigaya Komari de Non Non Biyori, Taneshima Popura de Working!!, Kuraue Hinata de Yama no Susume e Irie Miyuki de Angel Beats, a dublagem de Tomoaki é boa pois Junichi é um personagem simples, segue bem o estereótipo de protagonista genérico de Visual Novel, assim como sua irmã que segue toda a cartilha de irmãzinha de anime ecchi mas o que me surpreendeu é que é a dublagem de Asumi Kana pois sua voz me marcou em Non Non Biyori afinal somos todos Koma-chan e quando assistir novamente  Amagami para fazer essa review ainda dava para identificar a voz dela, mas não como Koma-chan, para aqueles que querem saber ouçam esse vídeo é saberão o que estou falando.

A Dupla Tachibana.
A Dupla Tachibana.

Partindo para as Garotas-Rota vamos começar com o estereótipo de garota mais velha(Senpai), mas Morishima Haruka também se encaixa no estereótipo de garota rica pois além de ser despojada sua família é abastada, a curiosidade sobre ela é sua dubladora pois Itou Shizuka dublou Luvia(Luviagelita Edelfelt) de Fate Series e se você, assim como eu, é um Fatefag sabe muito bem a relação dela com Tousaka Rin, já que são primas, esse mesmo tipo de piada também ocorre na segunda temporada, mas sua prima é praticamente um Palette swap da personagem em si; voltando para  a dubladora, Shizuka possui uma carreira bastante consolidada em vários trabalhos como: Himejima Akeno de High School DXD, Kujou Sakurako de Sakurako-san no Ashimoto ni wa Shitai ga Umatte Iru, Irina Jelavic de Assassination Classroom, Katori Mato de Amanchu!! e Michelle Kelvin Davis de Terra Formars, anos de profissionalismo é mostrado em Morishima, pois sua voz era o que faltava na personagem.

A nossa Oujou
A nossa Oujou

Indo para a melhor garota do anime pois Tanamachi Kaoru é para mim a melhor rota que se pode jogar, mesmo não jogando o jogo, pois mesmo ela carregando o estereótipo de Gyaru, sua personalidade independente é facilmente apaixonante, fora que sua dubladora fez um ótimo trabalho dando um tom de forte sem ser hostil, mas nem só com Gyaru Satou Rina trabalhou, mesmo que no seu currículo tenha Shura de Ao no Exorcist e Lendy Farolito de Heavy Object entre os personagens dublados por ela, Takeshima Tsutako de Maria-sama ga Miteru, Misaka Mikoto de Index, Velvet Cwove de Tales of (Berseria e Zestiria the X), Kagayama Kaede de Non Non Biyori e Minami Haruka de Minami-ke também estão no currículo dela.

The Best Girl.
The Best Girl.

Passando para uma das novatas, mas Nakata Sae puxa um lado mais fofo delas, sempre doce ela admira seu senpai do fundo do seu coração, mas das kouhais ela é a mais ousada; sua dubladora possui um histórico ligado para a comédia, com Hakase de Nichijou, Akira Kogari de Lucky Star, Miyama Kana de Acchi Kocchi, Yayoi Kanbara de Kyoukai no Kanata e Cus de Dragon Ball Super estão no currículo de Hiromi Konno, seu trabalho como Sae é bastante estranho, principalmente quando você conhece seu currículo, pois é doce a ponto de qualquer um queira ouvi novamente para alegrar um dia triste.

Sae em seu habitat natural.
Sae em seu habitat natural.

Continuando com a novatas mas partindo para o estereótipo de garota esportiva/Tomboy mas Nanasaki Ai não é tão curiosa quanto a Sae, mas possui mais maturidade que a sua “rival” de mesmo ano; de todas as garotas eu considero a Nanasaki a mais sem graça por ser a “certinha” delas, mas mesmo assim possui sua graça, Yukana dar a voz para ela e sem considerar C.C de Code Geass, Teletha Testarossa de Full Metal Panic!, Cecilia Alcott de Infinite Stratos, Meiling Li de Sakura Cardcaptor, Kotoko de Chobits e Kotetsu Isane de Bleach, seu trabalho como Nanasaki é bem simples, sem muita inspiração.

Aproveitando o ano novo com o senpai.
Aproveitando o ano novo com o senpai.

Voltando para as mais velhas, nem tanto, vamos direto para o estereótipo base para qualquer obras de romances para homens: a Amiga de infância, nessa obra também é a garota comilona, tanto que Sakurai Rihoko é membro do clube de chá tradicional do colégio, sua personalidade é bastante doce, talvez por gostar de doces, mas de todas as garotas apresentadas posso dizer que a personalidade dela lembra mais uma mãe do que de uma jovem, um ponto que posso afirmar isso é com sua dubladora, com personagens em animes como Hidamari Sketch(Sae), Madoka Magica(Shizumi Hitomi), Sayonara Zetsubou Sensei(Hitou Nami), Non Non Biyori(Fujimiya Konomi) e Milky Holmes(Hasegawa Hirano) o trabalho de Ryouko Shintani como Rihoko não foge tanto do seu espectro sonoro com sua voz doce e serena.

Entalou.
Entalou.

Continuando com estereótipos básicos de todo harem, agora partindo para a representante de classe, mas para falar um pouco sobre a personalidade de Ayatsuji Tsukasa seria um spoiler pois se vocês não reparam de todas as garotas que eu falei, nenhuma delas é uma Tsundere, até entramos no arco da representante de classe, mesmo sendo bastante ríspida, seu comportamento Tsun dela tem bastante lógica, diferente de outras Tsunderes de Haréns que aparecem quase que constantemente, Tsunderes é uma constância para Kaori Nazuka já que Kotegawa Yui de To Love-Ru faz parte de sua carreira profissional além de Mt.lady e Garota Invisível de Boku no Hero, Nunnally Lamperouge de Code Geass, Miyu Edelfelt de Fate Series, Eureka de Eureka Seven, Miyauchi Kazuho de Non Non Biyori e Lynette Bishop de Strike Witches, seu trabalho como a representante de classe não foi nada espetacular, apenas o necessário para endossar o sentimento da personagem.

A fera mostra a suas garras.
A fera mostra a suas garras.

Fechando a parte das garotas, vamos falar da única que teve sua história contada em apenas um único episódio, o ultimo, pois Kamizaki Risa possui um spoiler enorme relacionado a ela, mas diferente da representante posso remediar com frases soltas com que ela está tentando corrigir um “erro” que cometeu, sua participação na primeira temporada se resume em ser Stalker do protagonista e que a carreira de sua dubladora se resume pelo nome de Illya von Einzbern de Fate Series, mas Kadowaki Mai tem mais personagens na sua carteira profissional com Sanya V.Litvyak de Strike Witches, Shokatsuryou Koumei de Ikkitousen, Usa Mimi de Kodomo no Jikan e obviamente a Hanako de Sleeping with Hinako, não tenho muita a comentar sobre sua atuação no anime justamente pela sua aparição míngua na obra.

A sumida.
A sumida.

Por fim vamos falar do amigo homem do nosso herói, Umehara Masayoshi obviamente carrega o estereótipo de amigos pervertido, mas posso dizer que isso não  estraga a obra pois não é escachado, fora que tal característica está no nosso protagonista mas a perversão dos de ambos é simplesmente adolescente descobrindo algo novo, tirando isso ele é apenas um jovem normal, o dublador do nosso símbolo de adolescente japonês é Terashima Takuma(Aoki Yoshifumi de Kokoro Connect, Shiroe de Log Horizon, Shirota Mahiru de Servamp, Apollo de Sousei no Aquarion, Takanashi de 3D Kanojo e Saijou Leonhart de Mahouka) e seu trabalho como Umehara foi bom, acreditei veementemente que foi um jovem de 18 anos estivesse dando sua voz para o personagem, pena que tal desilusão se foi ao descobrir sua verdadeira idade.

Um sujeito a frente do seu tempo.
Um sujeito a frente do seu tempo.

 

Considerações Pessoais

Como eu disse antes no meu artigo sobre Fate (2006), Amagami SS é um anime bastante simples e mastigado para qualquer Otaku que queira se aventurar no mundo das adaptações de Visuais Novels, tanto que assisti ele quando eu mal tinha um ano e meio dentro do meio, justamente no período de conhecer novas obras, eu assisti ele depois de ver a primeira temporada de K-on!! por indicação de um amigo e me surpreendi com a qualidade do character design que é bastante convidativo.

“—Desconfiando da namorandinha de Nii-san.”
“—Desconfiando da namorandinha de Nii-san.”

Bem problemas também ocorreram nessa obra mas nada que possa atrapalhar essa simples obra, o erro mais perceptivo é justamente na última história da primeira temporada, um episódio para desenvolver personagem tão “complexa” acaba  não aproveitando a mesma, mas tirando isso é recomendado a obra para qualquer Otaku iniciante, de preferência homens por ser o público-alvo da obra, até mesmo qualquer viciado por animes harém, a única contraindicação seria para alguém que possui muita bagagem no meio.

Planejando conquistar o senpai.
Planejando conquistar o senpai.

Como assisti via download ilegal, na época não sabia que o mesmo estava na HIDIVE, peguei a versão da transmissão pela TV mas uma nota que posso atribuir para a mesma seria um 08/10, algo obra não é algo memorável, apenas bem feito.

Chega de comida.
Chega de comida.

Bem é isso, para o pessoal que assistiu o anime, deixe um comentário sobre a sua experiência com a série para o pessoal que não viu ganhe mais coragem para assistir; e isso é tudo Jonh Vini aqui, a espera de vossos Feedbacks e até mais.

O OtakuPT é um site internacional composto por elementos de várias nacionalidades dedicado a anime, mangá, videojogos e cultura POP.