El-Melloi II: OVA 02 – Reunião de Turma

El-Melloi II: OVA 02 – Reunião de Turma

Artigo por Jonh Vini. Podem enviar os vossos artigos aqui.

Vocês sabem muito bem que normalmente eu trago OVAs, filmes e até mesmos episódios especiais de obras que já comentei por aqui e El-melloi já passou por minha mão por aqui, então nada melhor comenta-lo justamente no formato onde fui introduzido à obra e ironicamente na mesma plataforma que o disponibilizou, espero que a parceria da Aniplex com a Crunchyroll continue para nós assistimos as obras do já tradicional evento de final de ano de Fate no dia 1(literalmente), enfim mesmo estando disponível desde o dia 31, só assisti a obra no domingo, afinal comemorei bem o ano novo e vos questiono: como foi seu ano novo?

Viram um filminho?
Viram um filminho?

Enfim vamos falar da obra que diferente do primeiro OVA, ganhamos um filme, afinal uma hora de El-melloi é praticamente a duração de um filme de Tokusatsu atual, mas que serviu bastante para vender todas as obras que tiveram anúncio no dia, desde Grand Order até Mahoutsukai no Yoru, com algumas pitadinhas de Kara no Kyoukai, mas não tenho tanto para falar da história em si então vamos começando a falar da Olga, afinal de contas eu pensei que ela apareceria no anime da Babylonia, mas infelizmente foi enganado, talvez eu já tenha falado um pouco sobre ela e a importância da família dela nas minhas reviews da série de TV, mas a participação dela meio que cria uma teoria minha que tudo está conectado numa mesma linha temporal por não temos nada pós-2015, com exceção do Extra, provavelmente estou errado então vamos falar logo do trabalho de Madoka Yonezawa(Ichinose Rika de Ao no Kanata, Akazawa Ikumi de Another, Hirasawa Ui de K-On, Hinata Yachiyo de Stella Jogakuin Koutou-ka C³-bu, Ogiso Setsuna de White Album 2, Shirasaki Tsugumi de Daitoshokan no Hitsujikai e Ferry de Granblue Fantasy) que para mim é bastante desconhecida, mesmo que possivelmente eu tenha assistido algum dos animes do currículo dela, ela não tinha tanto destaque como a Olga tem tanto na sua obra original quanto aqui com seu tom de voz aristocrata.

Uma pena.
Uma pena.

A história em si foi uma boa experiência de um caso que Velvet soluciona o caso antes das revelações, algo recorrente desde o anime para TV, mas o que gostei mesmo foi como o item que resolveria o caso foi nos apresentado de maneira despretensiosa antes mesmo que a narrativa começasse, inclusive incluindo uma referência ao Zero, mas tirando isso não tivemos muita coisa que acrescente a Lore da franquia além da introdução, mesmo apenas nesse OVA, de tecnologia relacionada a magos da Torre do Relógio, pois tirando o Extra, obras de Nasuverse abominam a tecnologia atual em seus roteiros, que para mim é contraproducente, já que mesmo sendo um artefato da era dos homens, ainda é um meio que surgiu na natureza e pode ser moldado, mesmo de maneira diminuta, pelos magos que trabalham com esse elemento, mas isso raramente ocorre, é só pegar a Rin que é um exemplo de mago, mas no Carnival Phantasm, ela sofre para usar um simples tocador de blu-ray.

Finalmente alguém crescendo na vida.
Finalmente alguém crescendo na vida.

Além da referência a nova adaptação da Ufotable, afinal de contas se você não assistiu Kara no Kyoukai ou jogou o primeiro jogo do Extra, claro se você não leu Mahoutsukai no Yoru, você deve estar estranhando o porque tanto respeito a Aozaki Touko, bem para não dar spoiler de Mahoyo, mesmo nunca tendo consumindo a mesma, tanto Touko quanto sua irmã Aoko(fica melhor o fato que a Touko no Extra tinha cabelo azul enquanto a Aoko, desrespeitando seu nome, possui mechas ruivas carmesim) são de uma família importante da Torre do relógio e como referenciado pelo próprio Kayneth, tudo para um mago resume a “Circuito Mágico, Linhagem e Talento” e tanto a Touko quanto a Aoko possui esses três atributos ao máximo, tanto que as duas estão no topo do ranqueamento de classe mágica, mas uma coisa que me surpreendeu foi saber que a Honda Takako(Irene de Fairy Tail, Matsumae Satsuki de Hanasaku Iroha, Tenshi-Chou de Queen’s Blade, Hone Onna de Jigoku Shoujo, Mitarashi Anko de Naruto, Caterina Sforza de Trinity Blood e Hanakari Jinta de Bleach) ainda atua como a personagem, pois graças a Tsukihime remake tivemos mais uma alteração do cast da obra(Tsukihime) e a Aoko é agora dublada pela Zero-Two(Tomatsu Haruka(Zero Two de Darling in the fraxx, Lala Satalin Deviluke de To Love-Ru, Yatoga Monaka de Yatogame-chan Kansatsu Nikki, Pansy de Oresuki, Nagi de Kannagi, Morgiana de Magi e Asuna de SAO)) então pensei que a Touko também ganharia uma nova dubladora, talvez isso ocorra em Mahoyo, até lá ainda temos muito mais Honda Takako interpretando aquela que apareceu em Kara no Kyoukai e no Heaven’s Feel fazendo bonecos dos protagonistas.

Só isso?
Só isso?

Basicamente era isto que eu queria falar sobre este episódio extra dos casos amaldiçoados de Velvet, aqui é Jonh Vini e estou há espera dos vossos Feedbacks deste episódio e da review para melhorar, não se afobem, discutir pacificamente é saudável, enriquece a vida e até mais.

De volta por LOL.
De volta por LOL.
Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments