Key dou 10 milhões de ienes ao estúdio Kyoto Animation

Criadores de Kanon, Air e Clannad doaram 10 milhões de ienes à Kyoto Animation

Key dou 10 milhões de ienes ao estúdio Kyoto Animation

Depois de Yoshiki dos X Japan, também a Key (criadores de Kanon, Air e Clannad) doou 10 milhões de ienes (94 mil dólares) à Kyoto Animation para ajudar na sua recuperação e auxiliar as vítimas do terrível ataque que causou a morte de 35 pessoas.

A Key especializou-se em visual novels eróticas e conquistou fãs em todo o mundo. Muito disso devesse a colaborações da Key com a Kyoto Animation, que adaptou para anime três das visual novels, reduzindo o seu conteúdo sexual. A primeira obra, em 2006, foi Kanon, seguindo-se depois Air e finalmente Clannad.

Muitos dos fãs, principalmente internacionais, conheceram primeiro os anime e só depois mais tarde as visual novels da Key.

A Key publicou a seguinte mensagem:

Para todos os funcionários da Kyoto Animation,

Estamos a ter dificuldade em encontrar as palavras para expressar a profunda tristeza que sentimos pela dolorosa tragédia pela qual passaram. Desejamos oferecer as nossas sinceras condolências aos que morreram e rezamos pela recuperação tão rápida quanto possível daqueles que sofreram ferimentos.

Através dos maravilhosos talentos e tremendos esforços da Kyoto Animation, as obras da Key, Kanon, Air e Clannad foram capazes de tocar emocionalmente as pessoas ao redor do mundo. Os pensamentos dos nossos funcionários, assim como os dos fãs dos nossos trabalhos, estão com a Kyoto Animation.

Esperamos ansiosamente que a Kyoto Animation continue produzindo animações que estimulam as emoções e dão coragem às pessoas no Japão e em todo o mundo.

Tal como noticiámos anteriormente em doações diretas a Kyoto Animation já conseguiu reunir mais de 10 milhões de dólares que serão utilizados para apoiar financeiramente familiares dos falecidos, suporte médico para sobreviventes feridos e despesas de recuperação relacionadas com a empresa.

Podem conhecer aqui mais detalhes sobre o ataque e ler aqui o comunicado do presidente do estúdio Kyoto Animation.