Mahou Shoujo Site – ep 6 e 7: Unindo forças

8

As pessoas mais otimistas, que acompanham esse anime, querem acreditar que ainda existe uma faísca de esperança no meio da escuridão. Já os mais sádicos querem ver como cada uma das personagens sofrerão. 

Antes de se aliar à outras meninas de um site diferente, Aya e Tsyuno tem que lidar primeiro com a Nijimi e com a Rina, que possuem personalidades complicadas e não são confiáveis o bastante. Fora o fato que Nijimi quer matar Shioi. Ou seja, formar uma alliança complexa como essa, só tendo um objetivo maior e de interesse de todas.

A aliança com as garotas do outro site, foi aparentemente mais tranquila, apesar que as novas também não tenham personalidades fáceis, porém todas as diferenças são deixadas de lado quando se tem uma ameaça em comum. 

Ter um inimigo poderoso em comum é uma forma curiosa de unir desafetos. O exemplo mais icônico disso é caso da Nijimin com a assassina de sua amiga, ou da Tsuyuno com a própria Rina.

O fato de que aos poucos o irmão da protagonista vai notando que tem algo estranho acontecendo, nos indica que mais cedo ou mais tarde ele causará problemas, e que ele não é um personagem que está ali para compor o cenário, ou só para maltratar a irmã. A conversa dele com a ex-idol foi bem dirigida, mostrando para o (a) espectador (a) as verdadeiras intenções deles enquanto tinham uma conversa com um tom agradável.

A paixão inesperada pelo irmão da Aya, serviu como um alívio cômico, mas que ao mesmo tempo consegue o inserir de alguma forma na trama principal, pois até então ele só tinha suspeitas e não tinha um plano para seguir. Agora ele pode se aproximar da Nijimi, para tentar descobrir o que está acontecendo ao seu redor.

A direção do episódio foi competente ao tentar enganar os espectadores, dando a entender que a nova personagem apresentada no fim do quinto episódio, queria matar a Shioi. O anime está cada vez melhor, sempre acrescentando novos elementos para instigar a curiosidade das pessoas que assistem a série.

Nos dois últimos episódio não aconteceram nada muito tenso, mas tudo caminha para uma tragédia iminente. Dar um pequeno alívio é um bom recurso narrativo para preparar o público para emoções fortes.

Não basta causar sofrimentos para as garotas, que já estão perdidas desde o começo, tem que dar falsas esperanças, pois as mahou shoujos, não podem ficar passiva diante da tragédia que os administradores dos sites impuseram a elas.

Uma cena interessante mostrada no sétimo episódio, foi o momento em que o vento sopra e revela a arma da Nijimi. Normalmente esse tipo de cena seria apenas fanservice barato, mas nesse caso tinha um significado que era de intimidar Aya e Tsuyuno passando o recado que ela mataria Rina e qualquer um que a cruzasse seu caminho para atrapalhar sua vingança.

Vale lembrar que a Sarina ainda não sabe sobre os outros sites, portanto, continua a recolher armas, porém ela não é tão idiota quanto a magical hunter anterior, pois ela já começa a questionar o motivo de recolher os itens mágicos.

A gentileza da Aya mudou Tsuyuno, que antes só pensava na sua vingança e possuía apenas ódio em sua alma. Agora ela encontrou outros motivos para continuar vivendo, mesmo que seja por pouco tempo, como proteger a protagonista e fazer algo singelo como ver o mar. Em tempos tão complicados como o nosso, é difícil de acreditar que gestos de bondade possa fazer a diferença, mas faz. A falta de malícia da protagonista foi vista como sinal de fraqueza, por aqueles que a maltratavam gratuitamente. Todavia, a bondade da Aya, que antes parecia irritante, agora é capaz de fazer a diferença para alguém (será que a Sarina será atingida pela gentileza da nossa heroína?). Para a infelicidade da Tsuyuno, ela ela já não pode se libertar mais do destino trágico que espreita ela e todas as mahou shoujos que entraram em contato com um certo site obscuro.

Ironicamente, a Aya pôde ajudar por fim o ódio que sua amiga carregava, mas a mesma não pode fazer nada por si mesma. Outra ironia, é que Aya, mesmo trilhando um caminho sem volta, ela se livrou de parte de seus problemas e até mesmo ganhou um pouco mais de força para lidar com os problemas. Pena que ela esteja pagando um preço, que além de alto, é injusto.