Miss Kobayashi’s Dragon Maid S: Episódio 13 – Como criar um(a) Weebo (Esse Ova veio até rápido)

Artigo por Jonh Vini. Podem enviar os vossos artigos aqui.

Sinceramente eu não gosto dos OVAs da KyoAni, pois geralmente eles conseguem comprimir todos os sentimentos proeminentes durante os episódios durante a temporada regular em apenas mais um episódio, então quanto o episódio começa há aquele êxtase de ter algo bom como foi os primeiros episódios, mas no final, principalmente quando toca o encerramento, o sentimento triste da partida do último episódio é reavivado quando ouvimos os últimos acordes da canção, então mesmo a história deste OVA seja bela, ainda havia o medo de ser a última coisa que veremos Kobayashi nas mãos da KyoAni, espero que eu esteja errado.

Que nem um algodão-doce.
Que nem um algodão-doce.

Começando a falar do OVA em si, eu ri para caramba, desde o momento da explicação de como a Chloe fala Japonês de maneira orgânica até mesmo aos demais eventos que fixaram na memória da menina estadunidense, momentos belos que fazem nós invejamos dos dois dias que ela passou junto com a domadora de dragões e seus seres místicos, a história em si é bela, mas os elementos que contornam ela me fez pensar sobre coisas que envolver a própria obra.

Começando com o fato de ser uma garota estadunidense, mas especificamente do meio-oeste americano, sempre que ela se apresentava sempre era citado justamente que ela é de Minnesota, claro que isso é comportamento normal de uma criança na idade dela, todavia me fez pensar: Os Estados Unidos é visto com uma terra progressista, tanto que o termo SJW é cunhado lá, tanto que vocês sabem que a série tem problemas com esses grupos, todavia enquanto os Estados Unidos é uma terra progressista, também é terrivelmente conservadora, tanto que existem grupos religiosos que podem ser comparados a grupos terroristas do oriente próximo, então é melhor óbvio que a série também teria problemas com esse grupo, tanto que eu lembrei de uma notícia envolvendo o mangá da obra, ok não é algo tão relacionado ao anime, mas o fato da origem da Chloe ser reforçado durante a obra fez-me pensar uma possível correlação dessa informação com essas notícias, mas não ficou nisso. 

Kobayashi e seus Dragões.
Kobayashi e seus Dragões.

Uma coisa que a própria obra trabalha é a visão das personagens, neste episódio foi especificamente da Chloe que vindo do meio-oeste americano tem uma visão de família muito mais tradicionalista, mas centrada num pai, tanto que a Chloe achava que Kobayashi era o pai da Kanna no episódio 10(eu acho), numa mãe e um ou mais filhos, então quando ela descobriu como era a família da Kanna era esperado questionamentos vindos por parte dela, todavia a obra deixa claro que uma família não possui um modelo específico, mas sim o como conviver com pessoas que lhe amam e respeitam, independente de sua origem, essa foi a temática central do episódio, de que coisas boas se vivem justamente com pessoas que o(a) amam pode ser feitas por totais “desconhecidos”, Kobayashi já trabalhava bem com essa temática na temporada regular, o que faz desse OVA não seja destoante com o material geral, apesar que faltou uma Lucoa, nas aventuras de Akihabara.

Fogo nos Aliens.
Fogo nos Aliens.

A penúltima cena consegue sintetizar todos meus pensamentos sobre essa OVA, o choro da Chloe me reflete por não poder conviver mais nesse mundo, mas diferentemente da chamada de vídeo do final do episódio não temos mais como manter contato com as personagens da obra, a não ser reassistindo a obra ou partindo por mangá, mas pensado como está OVA sendo o ponto final, foi algo delicioso, por ver os personagens rindo e sorrindo por uma última vez, com uma história de um ponto de vista simples foi expandido por simples interpretação de texto, esse episódio bem trabalhado com uma animação padrão KyoAni e uma história lógica que encaixa com as narrativas individuais dos personagens, tanto que é necessário um conceito prévio sobre a obra como um todo para assistir esse OVA, pois relações já estabelecidas são trabalhadas de acordo com seus desenvolvimentos e novas relações são formadas com a base lógica apresentada na obra, este ponto final consegue ser conivente com tudo que Kobayashi trabalhou até agora e por isso eu odeio OVAS da KyoAni, por ser algo que não foge do escopo de trabalho deles é apenas mais um ótimo episódio no meio de inúmeros episódios fantásticos que a produtora entrega para nós, agora nos resta esperar que Kobayashi para mais uma temporada nas mãos deles.

Sempre é horrível dizer tchau.  
Sempre é horrível dizer tchau.

era isso que eu tinha para falar do OVA do anime da compactação escamosa, aqui é Jonh Vini e o foi minha review desta série, estou à espera dos vossos Feedbacks do episódio e da review para melhorar minha escrita para vocês, não se afobem pois arrependimento mata, vamos discutir pacificamente, sem puxar palavras de baixo calão já que como podem ver eu não desferir nenhuma contra vocês é saudável porque enriquece a vida e até mais.

Umai=Delicia.
Umai=Delicia.
Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments