Microsoft, Nintendo e Sony contra Trump

Microsoft, Nintendo e Sony contra Trump

Numa demonstração de solidariedade sem precedentes, as gigantes Microsoft, Nintendo e Sony divulgaram uma declaração contra as tarifas de 25 por cento propostas pelo presidente Donald Trump para as consolas fabricados na China.

As três companhias no comunicado afirmam que o custo será repassado aos consumidores americanos, e que a proposta porá em risco os empregos de mais de 220 mil americanos, incluindo centenas de pequenas empresas.

Em questão está uma lista de bens importados da China que está prestes a ser finalizada pelo governo americano com tarifas e que se as consolas forem adicionadas a essa lista, elas custariam subitamente aos principais fabricantes mais 25%.

No documento podemos ler:

Embora apreciemos os esforços do governo para proteger a propriedade intelectual dos EUA e preservar a liderança de alta tecnologia dos EUA, o dano desproporcional causado por essas tarifas aos consumidores e às empresas dos EUA prejudicará – e não adiantará – estes objetivos… Consequentemente, solicitamos respeitosamente que a Administração remova da lista final de tarifas a subposição 9504.50.00 do HTSUS, que abrange as consolas de videojogos, e evite assim a aplicação de tarifas sobre estes produtos.