Nestor Burma pela GRADIVA

Entregas a partir de 8 de Fevereiro

Já estão em pré-venda os dois primeiros volumes Nestor Burma pela GRADIVA. Podem comprar aqui e aqui com 10% de desconto e portes grátis.

Nestor Burma – A Noite de Saint-Germain-des-Prés – Vol. 1

Paris, Verão de 1957.

Nunca a fauna das letras e das artes poderia atrais Nestor Burma a Saint-Germain-des-Prés. Mas dois «casos» a rebentar no bairro – um suicídio insuficientemente credível para ser verdade e um avultado roubo de joias – ele é obrigado a arrastar os chanatos até lá…

Um inquérito do detetive de choque no 6.º arrondissement da cidade de Paris.

A edição portuguesa inclui um texto de apresentação de Fernando Pereira Marques.

Nestor Burma – O Sol Nasce Atrás do Louvre – Vol. 2

Janeiro de 1954, no «ventre» de Paris, o mítico mercado de Les Halles.

Nestor Burma vai à procura de um dos seus clientes regulares, que subiu à capital para andar na ramboia – coisa que a esposa só moderadamente aprecia. Mas aquilo que aparenta ser um simples inquérito de rotina não tarda a azedar com a descoberta dum primeiro cadáver. Um inquérito do detetive de choque no 1.º arrondissement da capital.

Autores:

Léo Malet nasceu a 7 de Março de 1909 em Montpellier. Realizou vários trabalhos, experimentou a difícil arte de compositor antes de fundar um cabaré. Continuou a trabalhar em campos tão diversos quanto improváveis, apaixonou-se cada vez mais pelo surrealismo e conheceu André Breton. A pedido de um amigo, escreveu o seu primeiro romance policial em 1941, criando a série Johnny Metal. Nestor Burma entrou em cena em 1943, e logo se tornou parte da famosa série Novos Mistérios de Paris. Léo Malet faleceu em 1996, deixando para a posteridade uma obra à parte, entre o surrealismo e o thriller.

Emmanuel Moynot nasceu em Paris em 1960. Depois de se destacar na fanzine PLG, depois na Viper, publicou o seu primeiro álbum, L’Enfer du Jour, na Glénat, em 1983. Em 1989 regista uma viragem na sua carreira com o álbum: La Pension des Deux Roses, em Magic-Strip. Começou, então, uma colaboração frutífera com Dieter, em Le Temps des Bombes, Qu’elle Crève la Carrogne!, e depois, nos dois volumes de Nord-Sud (Dargaud). Na Casterman, assina Happy Birthday Mum!, Enquanto Dormes, Meu Amor, e O Que Estás a Pensar?, antes de retomar em 2005 a série Nestor Burma que lhe foi confiada por Tardi. Em 2013, adaptou L’Homme Qui Assassinais Sa Vie, de Jean Vautrin.

 

Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments