Production I.G. quer concentrar-se em animes que resultem no Ocidente

Production I.G.

Num artigo no Financial Times, George Wada, o vice-presidente sénior da falou sobre a estratégia do estúdio e a perspetiva da Sony para competir contra serviços como Netflix e Amazon Prime.

No artigo ele afirma:

Num ponto de inflexão crítico – onde mais da metade das receitas de anime são geradas fora do Japão – está prestes a ser ultrapassado. A frenética década de fusões e aquisições externas do Japão corporativo reconheceu que, num mercado doméstico em declínio, o crescimento deve vir do exterior: o anime agora está provisoriamente a fazer o mesmo.

Ele afirmou igualmente que a Production I.G. deve mudar o seu foco para conteúdo que vai “ressoar internacionalmente”:

É difícil operar um negócio exclusivamente no Japão. Em vez de um processo de duas etapas em que entregamos títulos que foram sucesso no Japão para o resto do mundo, devemos agora concentrarmo-nos num conteúdo que terá repercussão não apenas no Japão, mas internacionalmente.

Claro está que alguns fãs receiam que os estúdios de animação ao ficarem-se mais no Ocidenta façam com que o anime perca alguma da sua identidade.

Subscreve
Notify of
guest

61 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Jão Veiga
Jão Veiga
17 , Fevereiro , 2021 0:14

Como ousam querer estragar os animes?!? MALDITOS SEJAM, com isso vão deixar de abusar de fetichização de certos conteúdos, onde vou eu assistir crianças em poses sensuais? Pessoas sendo estrupadas e afins?!

Eu não estou nem ae se eles vão pagar mais salários e melhorar a qualidade de vida de quem dá a vida para fazer animes, eu quero é ver CRIANÇAS 2D SENDO ESTRUPADAS AHHHHHHHHHHHHHH

Claramente isso é um plano do ocidente para dominar a industria dos animes e fazer nós Otakus engolir ideologias politicas que a gente não quer engolir pois a industria ocidental faz isso COM TUDO que produz!

#SALVEMOSANIMES

Blu3s
Reply to  Jão Veiga
17 , Fevereiro , 2021 12:36

Parece os comentários padrões de gente que frequentam “um tal de” VSA…

Jean ?
Jean ?
16 , Fevereiro , 2021 22:38

Para quem pensa que isso vai descaracterizar os animes, só digo uma coisa: não vai. Os animes são em sua essência voltados para o público japonês, então temos muito da cultura do país representada nas animações. O que dá a entender é que agora não podem só fazer algo para japonês, mas algo mais global. E qual a maneira de fazer isso? Criando obras originais ou adaptando personagens ocidentais para essa mídia. Quanto aos animes padrões, eles continuarão existindo e, bem provavelmente, tendo mais holofote e público do que os “ocidentais”.

Kaio Fernando
Kaio Fernando
16 , Fevereiro , 2021 22:01

É uma pena. E a tendência é que mais estúdios façam o mesmo se o lucro do ocidente aumentar.

Likou
Likou
16 , Fevereiro , 2021 19:36

Faz isso não, fazer coisa pra agradar estrangeiro acaba diluindo o conteúdo. Faz conteúdo que considera bom e pronto.

Jean ?
Jean ?
Reply to  Likou
16 , Fevereiro , 2021 22:44

Mas nem sempre o que eles acham que é bom mantém a empresa funcionando. Eles precisam expandir o mercado e a melhor forma é um público que eles não tinham alcançado diretamente.

Momantai
Momantai
16 , Fevereiro , 2021 17:57

N sei pq a galera tá chorando abaixo, muitos dos considerados melhores animes tem toda uma estética ocidental e voltado pra um público mais global como FullMetal Alchemist, Cowboy Bebop e Attack on Titan.

Pedro Rodrigo
Pedro Rodrigo
16 , Fevereiro , 2021 17:39

Gosto desta política, e acredito ao contrário da maioria acho que não vai deixar de ter a essência de um anime, simplesmente temas e costumes no decorrer do anime pode ser diferente, ou até mitologias ocidentais, mas não deixando de ter a essência de um anime, já que não deixa de ser transmitido nas televisões japonesas e grande parte do seu público está lá

Sonzai Efu
Sonzai Efu
Reply to  Pedro Rodrigo
16 , Fevereiro , 2021 18:53

A transmissão em TVs japonesas se tornaria algo secundário provavelmente, o objetivo deles seria visar streamings como a Netflix que na maioria das vezes visa o politicamente correto o que seria péssimo

toygame
toygame
16 , Fevereiro , 2021 17:07

kkkkkkkkkkkkk eu esto chorando de rir dos comentarios sem noção desse povo.

Anime é um produto que deixou de ser exclusivo dos japoneses a anos,mas muitos estudios anda fazem as series só pensando no mercado domestico.

A questão toda é que o mercado japones é totalmente insustentavel,alem de terem poucos jovens a economia do país é um caos.Se os estudios não começarem a fazer series para outros mercados vão todos falir.

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  toygame
16 , Fevereiro , 2021 17:27

Exatamente,espero que mais empresas faça o mesmo.

Carlos santos
Carlos santos
16 , Fevereiro , 2021 17:26

Finalmente um empresa com visão de empreendedorismo.Anime é um produto muito rentavel e ficara focado só no publico japones é suicidio.

Likou
Likou
Reply to  Carlos santos
16 , Fevereiro , 2021 19:39

Que comentário burro. Anime faz sucesso por ser um produto japonês que ressoa com o resto do público. Se tentar agradar outra cultura já na concepção do produto vai dar merda. O mercado de games tentou isso e ficou uma merda, só depois que notaram que não era pra fazer assim.

E o idiota usa foto de Naruto pra falar isso, hahahahahahahaah.

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  Likou
17 , Fevereiro , 2021 12:44

Cala a boca seu idiota.Vem ofendendo as pessoas que é algo tipico dos retardados que sabem de nada.

Anime é abreviação de animação e qualquer coisa é anime. As produções japonesas não tem mais como sobreviver do mercado japones onde os jovens decam a cada ano e a economia está em ruinas.
Se não expandir o mercado os estudios vão a falencia total.Sò otaku besta quer ver moe,echhi e outros lixos que dominaram o mercado de animes nas ultimas decadas

Pedro
Pedro
16 , Fevereiro , 2021 16:56

Desde que a China ou outros países ditadores não estrague a cultura do Japão.

Nate
Nate
Reply to  Pedro
16 , Fevereiro , 2021 20:20

cara China é na Asia/oriente hahaha não é Ocidente. Não entendi o que voce falou. E outra tem vários animes hit no Japão que fazem sucesso na China como Jujutsu Kaisen, Shield Hero e etc.

Sonzai Efu
Sonzai Efu
Reply to  Pedro
16 , Fevereiro , 2021 18:44

Se for ocidentalizar já vai ser ruim, mas se for a China então é pior ainda mesmo, os malucos implicam com tudo, único anime que eles transmitem na TV é Hataraku Saibou pq é educativo

Momantai
Momantai
Reply to  Pedro
16 , Fevereiro , 2021 17:49

Se nesse caso estragar quer dizer pagar bem seus animadores, então q estrague mesmo!

Bipolar
Bipolar
16 , Fevereiro , 2021 16:25

Finalmente, quem sabe a indústria volta a ser igual os anos 90 em q os animes eram voltados pra o mundo mais globalizado e pra um público geral em vez dessa geração otaku q surgiu nos anos 2000 com esses visuais kawai e moe podre!

Sonzai Efu
Sonzai Efu
Reply to  Bipolar
16 , Fevereiro , 2021 18:41

chegou o otaquinho cult oldschool que acha que anos 90 só tinha obra boa e séria, aposto que só assistiu os mais populares como yuu hakusho e cowboy bebop e já vai achando que todo anime antigo é assim

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  Bipolar
16 , Fevereiro , 2021 17:29

O boom dos animes que aconteceu nos anos 90 nunca acabou.Animes apenas não são mais exibidos na TV,por que teve muitos conservadores reclamando da violencia das series como cavaleiros do zodiacos e outras.
Os streaming estão tendo um acervo cada vez maior de animes e o bom que evita problemas de censura.

Jean ?
Jean ?
Reply to  Carlos santos
16 , Fevereiro , 2021 22:42

Não foram os conservadores, e sim a política que proibiu a exibição de propagandas infantis – no caso me refiro ao Brasil, caso algum português leia isso. Só lembrar que a maioria dos animes, por mais violentos que fossem, sempre foram vistos como algo infantil.
Tinham polêmicas e censura? Com certeza. Mas mesmo com isso eles continuavam passando.

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  Jean ?
17 , Fevereiro , 2021 12:37

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Meu caro,voce falou muita besteiras.

A politica NUNCA proibiu a exibição dessas series.A programação infantil na TV acabou por causa das leis que proibiram a publicidade de brinquedos apenas.

O gilberto barros que é conservador.Na epoca ele disse que dragon ball,yu gi oh e mosnter hunter que eram desenhos que não deveriam passar na TV e que era ofensivos aos jovens.Fez uma mega campanha para tirar essas series da TV.

Jean ?
Jean ?
Reply to  Carlos santos
17 , Fevereiro , 2021 16:04

“A politica NUNCA proibiu a exibição dessas series. A programação infantil na TV acabou por causa das leis que proibiram a publicidade de brinquedos apenas.”

Na verdade foi qualquer propaganda voltada ao público infantil, só olhar o Projeto de lei 5.921/2001, que como todo projeto foi aprovado por, veja só você, políticos. Nunca disse que eles proibiram a exibição de séries, com poucas exceções como Shin-chan, que o prefeito do RJ na época, César Maia (vulgo Menino Maluquinho), ameaçou a Fox Kids caso não tirassem do ar. E o canal aceitou. Fora isso, foram só cortes pra cortar violência, como em CDZ, ou aquele personagem de YuYu Hakusho que tinha um símbolo budista na testa, mas que poderia ser confundido com uma suástica, então tiveram que apagar na mão pra série não sofrer retaliação.

Gilberto Barros fez uma grande campanha – inclusive perdi meu deck na época por causa dele. Mas não me lembro dele falar de Monster Rancher – e não Monster Hunter – na época.

DarkVoid
DarkVoid
Reply to  Bipolar
20 , Fevereiro , 2021 22:01

Sim, eram tão voltados para o mundo mais globalizado que as distribuidoras brasileiras precisavam pedir e insistir pra trazer obra X ou Y.

King Lion 2019
King Lion 2019
16 , Fevereiro , 2021 16:04

Se isso significar o fim do cultuamento as lolis ou qualquer merda do tipo, pra mim tranquilo. Mas como o cara ali falou, eles não precisam mudar a fórmula, só começarem a adaptar obras um pouco maduras que deve acabar pegando os 2 públicos.

Nate
Nate
Reply to  King Lion 2019
16 , Fevereiro , 2021 20:19

vai ser o fim, isso de lolicon é mais forte no japão mesmo

Sonzai Efu
Sonzai Efu
Reply to  King Lion 2019
16 , Fevereiro , 2021 18:38

Se for pra fazer obras maduras, que sejam algo como Shoujo Ramune

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  King Lion 2019
16 , Fevereiro , 2021 17:31

A mudança de formula é necessaria,pois a cultura do japão é distinta da dos americanos.
Isso é bom,por que os japoneses tem serios problemas em sua cultura que precisam mudar.

King Lion 2019
King Lion 2019
Reply to  Carlos santos
16 , Fevereiro , 2021 19:50

É, certamente o Japão tem. Mas o Ocidente também, principalmente no que envolve ideologias, religião e outras porcarias. Já pensou se os caras começam o lotar os animes com essas merdas também? Aí uma das únicas válvulas de escape que nós temos seria corrompida também.

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  King Lion 2019
17 , Fevereiro , 2021 12:49

kkkkkkkkkkkk nos animes sempre tiveram coisas como religão e outras coisas.Isso faz parte de qualquer obra para ter conteudo de historia.

O problema é que voce só assistem animes shounen de batalhas que não tem conteudo nenhum.È apenas lutas e mais lutas para ver quem é mais forte.

O studio ghibli mesmo sempre teve filmes debatando guerras e outras tematicas ,por isso que sempre é indicado ao oscar na categoria animação

Joe
Joe
16 , Fevereiro , 2021 15:56

Se eles focassem só em seinens pra mim já estaria ótimo. Eles não necessariamente precisam mudar as politicas ou tendências das produções deles, tem muitas obras que já tem um teor “ocidentalizado” e isso se vê mais em obras seinens.

Nate
Nate
Reply to  Joe
16 , Fevereiro , 2021 20:20

Pode crer mano estamos precisando demais seinens.

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  Joe
16 , Fevereiro , 2021 17:32

Um aumento de obras seinens seria otimo mesmo.Pois até as animações mais tradicionais americanas e europeias estão tendo um conteudo mais adulto desde de Sherk.

Joe
Joe
Reply to  Carlos santos
16 , Fevereiro , 2021 19:47

Você não tem noção de quanta obra interessante existe e que poderia ser adaptada. Pena que esse tipo de obra geralmente é negligenciada por não gerar tanta receita quanto o shounenzão convencional.

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  Joe
17 , Fevereiro , 2021 12:45

Nossa,realmente tem muitas series adultas que são otimas e tiveram poucas adptações.
Infelizmente o mercado é saturado de obras shounen cliches e genericas que repetem infinitamente as mesmas coisas de sempre.

Joe
Joe
Reply to  Carlos santos
17 , Fevereiro , 2021 13:51

É o que dá dinheiro né, infelizmente.

Carlos santos
Carlos santos
Reply to  Joe
17 , Fevereiro , 2021 14:17

Pois é.
Agora a moda é o isekais,tem aos montes e repetindo as mesma coisas de sempre.Só um ou outro consegue ser interessante.

Joe
Joe
Reply to  Carlos santos
17 , Fevereiro , 2021 14:58

Iseikai eu passo tipo 98% deles. Meu negócio é ler mangás agora, animes vem me interessando cada vez menos. Nessa temporada por exemplo eu peguei tipo uns 3 animes.

- Lopes -
- Lopes -
16 , Fevereiro , 2021 15:56

Estou com um certo receio dessa idéia, pra mim isso pode acabar tirando um pouco da essência dos animes, o jeito é esperar pra ver no que vai dar.

Ronie Peter
Ronie Peter
16 , Fevereiro , 2021 15:52

Eu não vejo isso com muitos bons olhos, porque os japoneses normalmente entende que tendências no Ocidente são tendências políticas. Eu quero ver séries de ação e ficção e fantasia, não um monólogo de justiça social.

?Pico Trap Delícia?
?Pico Trap Delícia?
16 , Fevereiro , 2021 15:49

Complicado pois isso com certeza vai afetar a maneira que o anime é, mas se a mudança não muito drástica e não perder a sua total essência pode até ser algo que não é de todo ruim.?

Passuwado
Passuwado
16 , Fevereiro , 2021 15:32

Uma das coisas que fazem o anime ser algo interessante é porque ele é feito por uma cultura totalmente diferente da nossa, ocidentalizar o anime é a mesma coisa que mata-lo.

É uma pena mas pelo menos a quantidade de animes que já foram criados é muito grande, então sempre vou poder assistir as coisas mais antigas.

Yharn
Yharn
16 , Fevereiro , 2021 15:40

Meu medo é as consequências necessárias para fazer esse “ressoar internacionalmente”.
Mesmo que o mercado tenha padronizado certos conceitos eu ainda prefiro essa liberdade e visão diferente que eles possuem. Afinal, foi isso que me fez gostar de animes.

ZoldyckP
ZoldyckP
Reply to  Yharn
17 , Fevereiro , 2021 5:02

O meu maior medo é adotarem práticas atuais como a de alterar características dos personagens originais.

fundashi666
fundashi666
16 , Fevereiro , 2021 15:24

Triste ?

Admmi
Admmi
16 , Fevereiro , 2021 15:30

Sinceramente não gosto muito desta decisão, eu vejo anime porque gosto do meio, se eles decidirem mudá-lo para atrair mais público de fora, eu duvido que vou gostar tanto dele como eu gosto do “original”.
Por outras palavras, parece q esta decisão ia fazer com q os animes perdessem a essência.

Ronanfalcon
Ronanfalcon
Reply to  Admmi
14 , Março , 2021 14:31

Eu tenho um pouco deste sentimento também.

Lindalberto Leal
Lindalberto Leal
16 , Fevereiro , 2021 15:00

Acho isso uma estratégia interessante, porque por mais que alguns animes sejam excelentes, se eles não tivessem certos “vícios” narrativos que visam satisfazer o público japonês eles teriam um alcance bem maior, destes talvez o aspecto que mais vejo que incomoda e motiva preconceitos por parte das pessoas são a hipersexualização das personagens (lolis ou personagens femininas de anatomia irrealista) ecchi, harens e diversas construções de humor que caráter sexual de gosto duvidoso (que não acrescentam ou são relevantes para a história). Não vou condenar o fanservice (porque isso é uma discussão antiga) mas amenizar um pouco (desde que não afete negativamente o desenvolvimento) e se voltar para novas temporadas de animes que apesar de não ter tido sucesso no Japão, mas que foram sucesso no ocidente (observando a audiência no streaming) me parece ser uma alternativa interessante para ampliar a receita gerada por animes.

luiz
luiz
Reply to  Lindalberto Leal
17 , Fevereiro , 2021 4:21

se a gente pensar, as hqs (e seus derivados) tem como função agradar o publico dos eua e depois o que vier (podemos pensar na indústria de filmes também aqui e até de séries feitas lá.

Acho que o fato de vc pensar em algo no alcance global, tira as características básicas dos animes e até um pouco da sua identidade.

Fora que vale pensar que os animes atingiram isso sendo como são, então será que mudar não traria justamente o efeito inverso?

carlosyami
carlosyami
Reply to  Lindalberto Leal
16 , Fevereiro , 2021 22:02

Se não gosta não veja

Lindalberto Leal
Lindalberto Leal
Reply to  carlosyami
16 , Fevereiro , 2021 22:54

Não e questão de gostar ou não, na medida que a gente vai assistindo muitos animes, acabamos naturalizando essas coisas, mas partir do momento que gostaríamos de indicar uma determinada obra para quem não costuma ver animes, essas coisas atrapalham e podem fazer essa pessoa ter uma percepção negativa de animes no geral. Para tirar um exemplo dessa temporada, Mushoku Tensei é um anime isekai excelente tanto em termos de produção quando em termos de história, seria o tipo de obra que eu indicaria, porém a partir de um momento que vemos num episódio uma criança de 7 anos (que na verdade é um cara de 40 anos) tentando roubar a calcinha de uma criança de 10 anos, você percebe que tem algo muito errado nisso, fora que é algo totalmente desnecessário na história, e esse tipo de coisa que incomoda. Não tô dizendo para abolir totalmente os aspectos que eu citei antes, só que do ponto de vista comercial esse tipo de coisa funciona apenas para um número muito restrito de pessoas e para todo o resto vai soar como algo doentio, ou no mínimo, rendendo apenas polêmicas (como o caso da ONU pressionando o Japão por conta das lolis) ou simplesmente um afastamento desse tipo de mídia por apresentarem conteúdos moralmente questionáveis, e que em muitos casos são difíceis de se defender. Por isso disse que se essas coisas fossem amenizadas animes poderiam atingir mais gente.

luiz
luiz
Reply to  Lindalberto Leal
17 , Fevereiro , 2021 4:25

é que aí entra uma coisa que talvez a gente não esteja tão acostumado, pq de maneira geral, quadrinhos ocidentais não tem essa adaptação: que é o fato de termos subdivisões para todos os gostos

pensando que temos romances homem mulher, homem homem, mulher mulher, shoujos fofinhos, shonen de ação, seinen com temas mais “pesados”, etc etc

é que pra gente chega td misturado, mas eles lá tem todo seu público alvo que consome os estilos de obras que mais lhe agradam, então não é bem que as pessoas são pegas de surpresa, mas sim elas tem a consciência que ao consumir um determinado estilo, ela vai encontrar determinadas cenas

Allen ペ ン ド ラ ゴ ン
Allen ペ ン ド ラ ゴ ン
16 , Fevereiro , 2021 14:51

Gosto de pensamento assim, mas tb fico com receio disso! O melhor é 50 por 50!!

Samuel Silva
Samuel Silva
17 , Fevereiro , 2021 17:39

Esperemos é que as produções que vierem a ser feitas com esta nova política sejam de qualidade a todos os niveis. Se assim for, as probabilidades de serem bem recebidas em qualquer mercado é maior.

W9899
W9899
17 , Fevereiro , 2021 4:44

Seria o começo do fim dos animes. Péssima ideia, espero que o estrago não seja grande.

Samuel Silva
Samuel Silva
17 , Fevereiro , 2021 17:34

Ψυκιησ 『Deus Da Censura』
Ψυκιησ 『Deus Da Censura』
17 , Fevereiro , 2021 5:54

Hm, fico em dúvida se gosto ou n

Jean ?
Jean ?
Reply to  Ψυκιησ 『Deus Da Censura』
17 , Fevereiro , 2021 16:08

Eu tô esperando pra ver no que vai dar.

Nuno Alves
Nuno Alves
19 , Fevereiro , 2021 9:20

LOL. Desde que seja bom, faz sucesso em qualquer lado.

Ronanfalcon
Ronanfalcon
14 , Março , 2021 14:30

Parece bom pra nós, mas tem algo estranho nisso…