Aeon Must Die é mergulhado em controvérsia pela sua ex-equipa criativa

Aeon Must Die, foi anunciado e apresentado, durante a transmissão do último State of Play.

Este impressionante título desenvolvido pela Limestone Studios, mistura uma estética animada em néon, muita ação, e elementos clássicos de beat ‘em up.

Por muito impressionante que este indie possa parecer, o entusiasmo parece que se perdeu, pois o jogo mergulhou numa controvérsia imensa em torno da sua equipa de desenvolvimento.

Segundo vários sites, como o Game Revolution, a equipa criativa da Aeon Must Die abandonou os estúdios da Limestone Games no final do mês de junho. Este desenvolvimento foi gerado após uma série de abusos, ambiente tóxico, e pagamentos por efetuar pelo CEO da empresa, Yaroslav Lysenko. Também se alega que este roubou os direitos da obra e encomendou a criação do ‘trailer’ a um artista externo e sem contrato.

Estes eventos viram a luz do dia, quando Calibrono, um dos ex-envolvidos no projeto, afirmou através do seu Twitter que o ‘trailer’ apresentado, foi manipulado e roubado, e a equipa foi vítima de abusos e pagamentos em falta.

O tweet também vinculou uma ligação a uma pasta do Dropbox que parece conter vários índices abordando sérios problemas do estúdio. Embora algumas destas cartas não estejam em inglês, há uma intitulada “História da equipa a deixar à AMD“, que apresenta acusações bastante sérias ao CEO da empresa. O documento também afirma, que Lysenko tentou pagar menos, depois afastar os programadores. A equipa, pelo que parece, não recebeu nenhuma resposta positiva após abordar estas afirmações com a sua ex-empresa.

Esta situação alastrou de tal forma, que a editora do jogo, Focus Home Interactive, foi assimilada na mesma, e respondeu ontem através do seu Twitter, que está a averiguar cuidosamente todos estes acontecimentos, e tomará as medidas necessárias para proteger os seus clientes.

Para todos os efeitos, Aeon Must Die, ainda permanece vivo e está destinado a chegar à PlayStation 4, Xbox One e PC Steam na reta final de 2021.