Saint Seiya: Soldier’s Soul – Análise

Quem nasceu na geração dos anos 80/90, com certeza se lembrará dos (), foi um enorme sucesso pouco por todo o planeta nos anos 90. Porém, infelizmente, não foram feitos muitos jogos na altura, e mesmo os poucos que foram lançados não chegaram à Europa. Apesar de Seiya e seus amigos fazerem muito sucesso na Europa e na América Latina, eles não eram tão famosos no Japão e muito menos nos Estados Unidos e sem o mercado norte-americano naqueles tempos, os jogos não tinham perspetiva de lucro. Além disso, os títulos geralmente não eram traduzidos.

 () é o novo lançamento da , disponível para , e PC. Sucede a e é o primeiro jogo da série lançado para uma plataforma da nova geração, o que traz realmente um novo ar fresco a toda a saga. A grande diferença é que no titulo antecessor a frame rate estava nos 30fps (fotogramas por segundo) e agora, em para PS4, está nos 60 fps, o que traz claramente um brilho especial a este “fighting game”.

O jogo é baseado no spinoff onde os grandes protagonistas da trama, são os Cavaleiros de Ouro, mas também tem a participação dos de Bronze, claramente os mais famosos da série.

O estilo do jogo é basicamente luta “um contra um”, além de trazer alguns elementos de aventura. Houve melhoramentos claros na mecânica de batalha e no sistema de combos e ataques. Os jogadores poderão experimentar também novas estratégias nas batalhas, e será possível adicionar uma segunda personagem. Uma das coisas que realmente dá liberdade ao combate são as séries de combinações aéreas possíveis de fazer, podemos usar o campo todo de batalha na sua máxima extensão, não precisamos estar apenas focados unicamente no combate terrestre. Outra das boas novidades é que a câmara do jogo se ajusta e mostra a distância de acordo com os golpes dos lutadores. Já a respeito das armaduras, a diferença é que agora elas podem ser destruídas.

É nos oferecido um novo modo de história principal (Legend of Cosmo), este conta a história dos Cavaleiros a partir de uma nova perspetiva, e divide-se em quatro arcos diferentes que refletem os do anime: Santuario, Asgard, Poseidon e Hades. Estes arcos são divididos em múltiplas missões, algumas das quais de história aberta. Além disso há um modo de batalha offline e online onde podemos enfrentar amigos ou o resto do mundo. A principal campanha é generosa no seu conteúdo, e deve alegrar bastante os fãs do anime original.

A jogabilidade é bastante simples e fácil de aprender, além disso os combates são espetaculares e cheios de ação, não são fáceis de ganhar e exigem bastante estratégia e alguma prática, o que faz com que o jogo seja no meu entender bastante viciante e acreditem frenético quando é na última que conseguimos derrotar os adversários.

Sem dúvida tem um brilho especial na , bastante na onda do anime, a apostou forte nesse sentido. O único senão para gamers mais exigentes é a impossibilidade de ver sangue e tanta agressividade como no anime, os produtores defendem-se afirmando que o jogo foi pensado para um publico mais jovem. Por outro lado somos compensados com o facto de o jogo vir com as vozes originas japonesas do anime, mas legendado em inglês, espanhol, francês e italiano. No Brasil tal como noticiámos anteriormente para além do japonês  () terá áudio em brasileiro bem como legendas em português brasileiro.

Com todos estes bons ingredientes com certeza não vai defraudar os fãs desta saga fantástica, mais uma boa aposta da .

Análise por Francisco M.

Subscreve
Notify of
guest

10 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Yhan
14 , Julho , 2019 1:57

Jogo seria bem melhor se as armaduras quebrassem…. a jogabilidade melhorou e teve novos combos bom, mas praticamente é o mesmo modo do bravos soldados que nem curti tanto, ainda acho a jogabilidade muito dura, queria mais flexibilidade em alguns personagens, achei que nos big bang attack em alguns a tela fica muito escura…. fora isso gostei do que foi apresentado, e cara é dublado <3, como odiar o jogo? Uma pena mesmo que não jogarei tão cedo....

Marcionilio Suares
Marcionilio Suares
Reply to  Yhan
14 , Julho , 2019 2:56

Será que somente eu e você percebemos os BBA escuros? Na verdade, aqueles que existiam no bravo soldados é que ficaram escuros. Isso está me chateando bastante.

Yhan
Reply to  Marcionilio Suares
14 , Julho , 2019 11:43

Alguns notaram também… incomoda um pouco…

Fernando Arruda
Fernando Arruda
14 , Julho , 2019 1:57

Gameplay em português brasileiro. Tem canal começando a fazer videos.

https://www.youtube.com/watch?v=fpQjvOs8avE

Yhan
Reply to  Fernando Arruda
14 , Julho , 2019 3:01

Já vi…. Dublagem muito boa como sempre….

Lezerman
Lezerman
Reply to  Yhan
14 , Julho , 2019 11:49

A Dublagem brasileira é excelente(na maioria dos casos)

Yhan
Reply to  Lezerman
15 , Julho , 2019 19:56

Também gosto bastante da dublagem brasileira (que infelizmente aqui é desvalorizada bastante)

Davi
Davi
14 , Julho , 2019 1:57

Só esperando o ND voltar definitivamente em Dezembro

Yhan
Reply to  Davi
14 , Julho , 2019 3:01

E como…. Kurumada deveria se dedicar mais a CDZ….mas como tem outra obra dele que dá mais prioridade neh… espero que desta vez ele não volte a ficar em pausa novamente

Davi
Davi
Reply to  Yhan
14 , Julho , 2019 11:49

Também espero que não, afinal próximo ano Saint Seiya faz 30 anos, espero que ele se dedique totalmente ba obra.
E pode pintar um novo anime também, vamos aguardar XD