Por que a venda de DVD/BD de anime está a baixar?

O mercado DVD/BD encolheu mais de 30% entre 2014 e 2016.

Por que a venda de DVD/BD de anime está a baixar?

No passado dia 13 de novembro a japonesa ITmedia publicou um artigo bem interessante intitulado “Alguns títulos até pararam o lançamento… O disco de anime está a morrer?”

Sob a prespetica do jornalista japonês Tadashi Sudo é destacado o declínio das vendas de discos físicos no Japão nos últimos anos e argumentado que isso foi causado pela popularidade dos serviços de streaming de vídeo, bem como a superabundância de novos títulos anime.

Sudo começa a destacar um incidente em setembro, quando o comité de produção de  Phantom in the Twilight, uma série anime do estúdio Liden Films, anunciou que as vendas de Blu-ray do anime foram canceladas devido a “várias circunstâncias”. Sudo especula que o motivo real foi porque as vendas foram dececionantes.

Sudo argumenta que este cancelamento, encontra-se dentro de um contexto de declínio do disco físico dentro do Japão. O mercado encolheu mais de 30% entre 2014 e 2016.

Sudo também aponta que, embora o anime exibido ao final da noite tenha tradicionalmente dependido de vendas de volumes DVD/BD para o seu financiamento, estão a ser feitos mais animes agora do que nunca, na esteira do declínio do disco físico. Uma razão, argumenta ele, é que o streaming de vídeo está substituindo largamente os discos físicos. Outra razão é porque os próprios comités de produção estão cada vez menos dependentes das vendas de discos; empresas de jogos lucrativos como a Cygames têm investido dinheiro em anime para fortalecer as suas marcas.

O jornalista em seguida, muda a sua atenção para o mercado norte-americano, apontando que as vendas de discos conseguiram recuperar do crash dos anos 2000. Ele menciona a sua própria experiência pessoal na Anime Expo 2018 visitando os stands da Funimation e da Sentai Filmworks onde observou a sua popularidade entre os fãs de anime americanos.

Ele não parece pensar que os discos físicos estão condenados no Japão, apesar do seu rápido declínio.

Os discos podem servir um propósito de arquivo… Um problema com o streaming de vídeo é a duração dos seus contratos. Mesmo em plataformas populares, os títulos que não recebem muitas visualizações não terão o seu contrato renovado. Os títulos podem desaparecer da noite para o dia.

Os discos não perderam a sua utilidade, argumenta Sudo. Se realmente apreciam um anime, devem comprá-lo em disco para que ele não desapareça. Portanto, a verdadeira razão pela qual as vendas estão diminuindo é porque simplesmente há muito anime a ser lançado, e títulos individuais lutam para se destacar. Ele cita estatísticas do Digital Contents White Paper: Dez anos atrás, o mercado de discos de animes noturnos valia cerca de 83 bilhões de ienes (cerca de 730,5 milhões de dólares) com 155 títulos. Em 2016, valeu 50 bilhões de ienes (440 milhões de dólares) com 266 títulos.

Sudo prevê que haverá títulos que não terão um lançamento planeado de DVD/BD se os fabricantes esperarem ter uma perda. Isso poderá fazer surgir risco desses títulos se perderem para sempre depois dos seus acordos de streaming expirarem.

Ele conclui o artigo afirmando: “Como preservar discos físicos tornar-se-á uma questão vital para a cultura do anime no Japão daqui para frente”.

Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.
Subscreve
Notify of
guest

11 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Marcio Hoglhammer Moreira
Marcio Hoglhammer Moreira
11 , Julho , 2019 18:35

Bem , aqui não tem com eu comprar a midia fisica, não com os preços japoneses . Então tudo é salvo no HD, E SIM é triste esse tanto de animes que pode vir a desaparecer sem nem a gente tomar nota, claro que a porcaria. Mas acredito que há também muita coisa boa

Dougfulll
Dougfulll
11 , Julho , 2019 18:35

Por causa do Streaming principalmente

Kamy
Kamy
11 , Julho , 2019 18:35

Ainda bem que meus animes favoritos nas temporadas normalmente ganham produção em bluray,
Por exemplo, muita gente não curtiu Shoujo Kageki Revue Starlight, mas o bluray dele já está à venda para eu comprar com muito amor.

Cheebo Redcrest
Cheebo Redcrest
11 , Julho , 2019 18:35

Não apenas isso, hoje em dia tem tanto anime que os próprios Japoneses estão assistindo em sites piratas. Outra coisa que eu sempre tive dúvida: Será que eles (japoneses) tem serviços de Streaming grandes como a Crunchyroll?

JayJay
JayJay
11 , Julho , 2019 18:35

O foda é que os poucos que vendem são animes ruins que influenciam a ter mais deles.

Uemerson sanches
Uemerson sanches
Reply to  JayJay
11 , Julho , 2019 20:27

Ex: animes de Idol, Tem nada de bom neles em um contexto geral, mas vendem muito por cusa de gosto e modinha.

Likou
Likou
Reply to  JayJay
11 , Julho , 2019 20:27

Você quer dizer animes que você não gosta. Pessoas tem gosto diferente, sabia?

JayJay
JayJay
Reply to  Likou
11 , Julho , 2019 23:42

Relaxa, com o tempo você sabe diferenciar seu gosto de qualidade.

Lucio
Reply to  JayJay
12 , Julho , 2019 1:21

As pessoas compram o agradam a elas e não o que é melhor objetivamente isso sempre ocorrerá não adianta o anime ser o ápice da qualidade e ele não te agradar, evangelion é elogiado pakas, mas eu compraria? Nope nem uma caneca.
Então sim vc não compra algo porque é bom e sim porque te agrada, agora assistir antes é outra coisa aí vc pode ver de tudo.

JayJay
JayJay
Reply to  Lucio
12 , Julho , 2019 2:36

Faz sentido

Willian Picorelli
Reply to  Lucio
12 , Julho , 2019 2:36

Na verdade, ele está certo.

Não é porque a MASSA acha bom que realmente é bom, na verdade, a massa só gosta de coisas genéricas e bobas, porque eles não estão acostumados com outros gêneros, por isso vemos animes idiotas vendendo bem mais, além daqueles direcionados pra determinados públicos, como lolicons e fujoshis, a indústria sabe o que vende, é o mesmo na indústria cinematrográfica, os blockbusters são feitos em massa e os que mais tem bilheteria, mesmo a nota destes sendo baixas em sites de crítica, não é questão de gosto, é questão para onde o produto é direcionado, eu quando era leigo e não conhecia quase nada da indústria de animes, era fã de Naruto, Fairy Tail e todo tipo de shounen da massa, até que fui conhecendo novos patamares desse universo e vi que há obras mais profundas, mesmo que desconhecidas, então não é apenas gostos diferentes, o foco é onde vai vender mais, e as pessoas, em geral, não gostam de pensar, por isso desses animes de slice of life e bi shounens venderem mais, reflita e pare com hipocrisia de respeitar gosto alheio e que cada um tem sua visão, é claro que tem, mas não vai ser a ‘melhor’ visão, não no quesito roteiro, animação, plot, personagens, o que define uma boa obra é um conjunto do todo, e esses animes que vende mais não conseguem isso.